Recuperação Ambiental

Conceito de Recuperação Ambiental, as principais características associadas ao processo, assim como alguns dos métodos utilizados…

Recuperação Ambiental – Conceito

recuperação ambiental

recuperação ambiental

Recuperação Ambiental é a designação atribuída ao processo que tenta transformar uma área com problemas ambientais, no que era antes de ter sofrido os efeitos da poluição. No caso de não ser possível devolver as características iniciais, a recuperação ambiental tenta devolver algumas das funções do ecossistema que estariam presentes previamente.

A introdução de espécies exóticas é extremamente proibida, sendo normal que se introduzam no espaço espécies que já fizessem parte do ecossistema presente ou que sejam autóctones ou nativas da região e que cumpram as mesmas funções do ecossistema que cumpram os indivíduos que iram substituir. Além da recuperação do espaço são também traçadas medidas de monitorização que têm por objetivo assegurar que a recuperação ambiental foi bem sucedida.

Recuperação vs restauração ambiental

Recuperar ou restaurar

Recuperar ou restaurar

Apesar de muito similares estes dois termos possuem uma grande distinção, pois no caso de uma restauração ambiental, apenas podem ser utilizadas as espécies que já se encontravam no local, antes de este ter sido danificado, permitindo recuperar a paisagem que existia no passado.

Enquanto que numa recuperação apenas interessa, ao restaurador, dotar o ambiente dos meios necessários para cumprir as funções que estavam presentes inicialmente.

No caso de uma área danificado, a primeira opção deveria ser a pratica de uma restauração ambiental, no entanto, a alteração que o local sofreu pode ter sido consideravelmente profunda, tornando apenas possível uma recuperação do local e não uma restauração, não sendo possível recuperar a paisagem que existia inicialmente, antes da degradação.

Em ambos os casos, devem ser criados programas de monitorização que permitam garantir a conservação dos espaços recuperados ou restaurados, assim como o bom funcionamento do ecossistema que existe no local.

Recuperação:

Limpeza de ribeiro

Limpeza de ribeiro

O comportamento do ser humano leva frequentemente à destruição de espaços, tornando-os muitas vezes irreconhecíveis, seja pelo elevado nível de poluição praticado e que se encontra presente no local seja pela destruição de algumas das funções do ecossistema destruindo assim o seu equilíbrio.

Não se trata de um único ato, mas antes diversas medidas tomadas ao longo do tempo como forma de devolver ao espaço características que foram perdidas, tornando o ambiente mais equilibrado, assim como visa a posterior conservação do mesmo, garantindo que as intervenções desenvolvidas não desequilibraram o ecossistema.

As principais metodologias aplicados são métodos químicos e físicos que pretendem realizar uma correção na fertilidade do solo, ao mesmo tempo que tentam diminuir o grau de erosão a que estes se encontram expostos.

Entre as técnicas podem utilizar-se três tipos de método, dependendo da gravidade da situação. Os solos podem ser deixados livremente com o intuito de recuperarem sozinhos, através dos bancos de sementes que se encontram no solo.

No segundo método, a situação do solo é um pouco mais grave, sendo por isso necessário introduzir sementes e plântulas que iram desenvolver-se e constituir um coberto vegetal.

Em situações extremamente graves são introduzidas plantas com um grau de desenvolvimento permitindo assim uma maior rapidez na recuperação do local.

Locais de recuperação ambiental:

Local a recuperar

Local a recuperar

Um dos maiores problemas que a humanidade enfrenta é a destruição dos habitats, assim como o desaparecimento da biodiversidade, sendo muitas vezes necessária a intervenção do Homem para recuperar os ambientes que foram danificados ou destruídos.

Nem todos os locais necessitam ou podem ser sujeitos a uma recuperação ambiental. A maioria das recuperações ambientais deve-se à degradação extrema do ambiente, como são o caso das minas abandonadas ou ambientes que tenham sofridos grandes incêndios.

Entre as atividades degradadoras do ambiente também se encontram as atividades agropastoris, quando praticadas com desconhecimento do funcionamento do sistema agrário, assim como as atividades fabris cuja produção de poluentes pode tornar-se danosa para os ecossistemas que a rodeiam.

Estes locais encontram-se frequentemente com forte erosão, o coberto vegetais foi removido, diminuindo a fertilidade do solo, assim como podem apresentar uma elevada contaminação seja por produtos tóxicos seja pela presença de lixos.

1164 Visualizações 1 Total

References:

(2007-2008)Recuperação ambiental da área mineira de espinho. Empresa de desenvolvimento mineiro, S.A. Direcção geral de energia e geologia – dgeg. Republica Portuguesa. Consultado em: março 30, 2018, em http://edm.pt/projetos/recuperacao-ambiental-da-area-mineira-de-espinho/

(2013) A recuperação ambiental e os benefícios para o meio ambiente. Pensamento verde. Consultado em: março 30, 2018 em http://www.pensamentoverde.com.br/meio-ambiente/recuperacao-ambiental-beneficios-meio-ambiente/

1164 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.