Celorico da Beira, Portugal

Apresentação da vila e município de Celorico da Beira: história, características demográficas, património natural e edificado, gastronomia.

Este artigo é patrocinado por: «A sua instituição aqui»

Apresentação da vila e município de Celorico da Beira

Celorico da Beira é um município português localizado no distrito da Guarda, na região do Centro e sub-região da Beira Interior Norte. É um município com 7693 habitantes, de acordo com os censos de 2011, estando dividido em 16 freguesias em 247,22 km². O município é limitado a norte por Trancoso, a nordeste por Pinhel, a sueste pela Guarda, a sudoeste por Gouveia e a oeste por Fornos de Algodres.

As 16 freguesias de Celorico da Beira são Açores e Velosa, Baraçal, Carrapichana, Casas do Soeiro, Celorico (São Pedro e Santa Maria) e Vila Boa do Mondego, Cortiçô da Serra, Vide Entre Vinhas e Salgueirais, Forno Telheiro, Lajeosa do Mondego, Linhares, Maçal do Chão, Mesquitela, Minhocal, Prados, Rapa e Cadafaz, Ratoeira e Vale de Azares.

História

O rio Mondego marcou desde sempre a história de Celorico da Beira. A sua localização estratégica potenciou o caráter defensivo desta cidade. Acredita-se que o concelho terá sido povoado desde os Túrdulos, o primeiro povo a ocupar a zona, cerca de 500 a.C. Alguns historiadores acreditam que Celorico da Beira terá sido fundado 2000 anos a.C. Além dos Túrdulos, também os Romanos, Godos e Árabes terão passado pelo território. D. Afonso I atribuiu o primeiro foral a Celorico da Beira, tendo sido confirmado por D. Afonso II em 1217. A categoria de vila e o foral novo foram assinados por D. Manuel I em 1512.

Património

O património edificado deste concelho é composto, essencialmente, pelo Castelo, pela Igreja Matriz e pela Casa do Mundo Rural de Prados.

No património natural, o concelho é abrangido pelo Parque Natural da Serra da Estrela, na freguesia de Linhares da Beira.

Gastronomia

A gastronomia de Celorico da Beira inclui pratos típicos do interior, que confortam o estômago. Deste modo, temos pratos como arroz de carqueja, carne marrã, sopa de grão, arroz de pato, bolos de bacalhau. Além disso, pode provar bacalhau cozido com couves e batata, açorda de couves, bacalhau à lagareiro, migas de bacalhau, arroz de miúdos de borregos, enchidos com grelos salteados, peixes do rio com molho de escabeche. Na doçaria destaca-se o requeijão com doce de abóbora, o queijo fresco e o queijo da Serra da Estrela.

Geminações

Com o objetivo de aproximar os povos e criar laços históricos e culturais de amizade, o município celebrou o seguinte Protocolo de Geminação:

  • Gringnols (França) a 1 de abril de 1995

Brasão da cidade

Brasão de Celorico da Beira

O brasão da cidade é um escudo de negro, com um castelo de duas torres, de ouro, aberto e iluminado de vermelho, encimado por uma águia voando, de sua cor, realçada de prata, com um peixe de prata nas garras. Em chefe está um crescente de prata tendo dentro uma estrela de oito raios do mesmo metal, acompanhado o crescente por quatro estrelas de prata de oito raios, dois de cada lado. A coroa mural é de prata de quatro torres e o listel é branco com a legenda VILA DE CELORICO DA BEIRA a negro.

Municípios do Distrito da Guarda

Aguiar da Beira Almeida Celorico da Beira Figueira de Castelo Rodrigo Fornos de Algodres
Gouveia Guarda Manteigas Mêda Pinhel
Sabugal Seia Trancoso Vila Nova de Foz Côa
232 Visualizações 1 Total
232 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.