Ericales, ordem

Descrição da ordem Ericales, as suas principais características, os locais onde se encontram, assim como as suas utilizações…

Ericales, ordem – Descrição

Ericales, ordem

Ericales, ordem

Ericales é a designação atribuída a uma das ordens de Angiospérmicas, tendo sido descrita por Dumort em 1829. Esta ordem está incluída na classe Magnoliopsida, que se encontra na divisão/ filo Magnoliophyta, do reino Plantae.

As Ericales são dicotiledóneas, isto é, o seu embrião desenvolve inicialmente dois cotilédones, estando por isso associadas ao clado eudicotiledonea.

A ordem Ericales possui cerca de 25 famílias, que organizam em si 346 géneros compostos por cerca de 11000 espécies diferentes. As relações existentes entre os membros desta ordem não são muito claras, quando é tido em conta o sistema APG.

Algumas das espécies associadas a esta ordem são os rododendros (azáleas), que pertencem à maior família desta ordem (Ericaceae) que reúne cerca de 4000 espécies, assim como os mirtilos, as ericas e os diospiros e as plantas do chã.

Principais características:

Ericales
Reino Filo Classe Ordem Família Género Espécie
Plantae Magnoliophyta Magnoliopsida Ericales

 

Distrib. Geográfica Estatuto Conserv. Habitat Necessidades Nutricionais
 Longevidade
cosmopolitas  – montanhas das regiões tropicais, florestas tropicais, clima mediterrâneo, temperado ou ártico solos ácidos

 

Características Físicas
Anatómicas porte arbustivo, arbóreo, trepadeiras, herbáceas, plantas carnívoras ou ainda epífitas
Tamanho  varia com a espécie
esta ordem vive em associação com fungos (simbiose)

Estes indivíduos possuem porte arbustivo, arbóreo, trepadeiras ou herbáceas, consoante a espécie. Alguns dos membros desta ordem podem também ser plantas carnívoras ou ainda epífitas.

As folhas desta ordem apresentam grande variação, existindo estruturas xerofilas (adaptadas a climas sem água), isto é, estruturas pequenas, grossas e estreitas.

As flores, desta ordem, apresentam 5 pétalas unidas entre si, podendo não apresentar sépalas, ou estas encontram-se reduzidas. Estas flores possuem geralmente uma simetria radial, com uma corola tubular. A dimensão das suas flores varia consoante as espécies, existindo flores com pequenas dimensões como nas Ericas ou dimensões maiores como nas azáleas.

O pólen forma-se em grupos de 4 grãos (tétradas). O seu ovário é súpero com até 5 lóculos. O número de estames pode variar entre os 5 e os 10, podendo ser em maior número, geralmente os estames são o dobro das pétalas.

Em alguns casos, a polinização ocorre com o auxílio de polinizadores, como as abelhas, alguns pássaros ou morcegos. A polinização também pode ocorrer com o auxílio do vento. O fruto é geralmente uma cápsula, podendo apresentar sementes aladas, os seus frutos podem também ser bagas.

As raízes de muitos membros desta ordem vivem em associação com fungos (simbiose), particularmente micorrizas, isto é, fungos que em associação com as raízes permitem à planta obter mais nutrientes (nitrogénio). As plantas carnívoras desta ordem obtêm os nutrientes através da digestão de pequenos animais (insetos).

Distribuição:

Esta ordem terá surgido há cerca de 100 milhões de anos, encontrando-se associada ao Eoceno, tendo sido descobertos fosseis de flores desta ordem com mais de 90 milhões anos, remontando ao Cretáceo.

Os membros desta ordem são cosmopolitas, sendo possível encontrar espécies em todos os continentes, no entanto, existem espécies restrita a partes particulares do planeta, como por exemplo as regiões tropicais ou as regiões árticas.

Alguns dos ambientes associados a esta ordem são as montanhas das regiões tropicais, as florestas tropicais, as regiões com clima mediterrâneo, temperado ou ártico, consoante as espécies.

Certos indivíduos desta ordem dão preferência a solos ácidos, podendo ainda sobreviver em condições de escassez de água, como nos desertos. As espécies frutíferas surgem preferencialmente em ambientes temperados, apesar de poderem ser cultivadas noutras regiões.

Alguns membros desta ordem são considerados espécies extremamente invasoras, pelo seu rápido crescimento, boa adaptabilidade e pela sua grande capacidade de dispersão.

Utilizações:

Os membros desta ordem são bastante variados possuído elevado valor económico. Uma das principais espécies com valor económico é a Camellia sinensis, utilizada na criação de chã.

O cultivo de algumas espécies desta família é muito apreciado pelo seu uso como plantas ornamentais, devido às várias cores que as suas pétalas podem apresentar, de que são exemplos os rododendros e as camélias.

Além do seu uso como ornamental, algumas espécies desta ordem são cultivadas para a produção dos seus frutos de que são exemplo o diospiro (Diospyros kaki), o kiwi (Actinidia deliciosa), o abricó (Mammea americana), os mirtilos (Vaccinium mirtillus) entre muitos outros frutos.

899 Visualizações 2 Total

References:

Luteyn, James L.; Stevens, Peter (2016). Ericales. Encyclopædia Britannica. Consultado em: Abril 30, 2017, em https://www.britannica.com/plant/Ericales

Anderberg, Arne A.; Rydin,Catarina; Källersjö, Mari. (2002). Phylogenetic relationships in the order Ericales s.l.: analyses of molecular data from five genes from the plastid and mitochondrial genomes. Am. J. Bot vol. 89no. 4 677-687. Consultado em: Abril 30, 2017, em http://www.amjbot.org/content/89/4/677.full

899 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.

Gostaria de ser nosso colaborador?

É especialista em alguma das áreas de conhecimento presentes na nossa enciclopédia? Tem gosto pela escrita? Gostaria de ser editor numa enciclopédia em português, integralmente escrita por especialistas? Gostaria de partilhar conhecimento?

Se a sua resposta é sim, então envie-nos o seu CV para geral@knoow.net para que possamos analisar e enviar mais detalhes sobre a forma de colaboração.

 

Áreas para as quais procuramos especialistas:

  •  Biologia
  •  Economia
  •  História
  •  Medicina
  •  Medicina Veterinária
  •  Filosofia
  •  Sociologia
  •  Contabilidade
  •  Direito
  •  Mecânica
  •  Química
  •  Física
  •  Matemática