Cucurbitaceae, família

Descrição da família Cucurbitaceae, as suas principais características, os locais em que se encontram, assim como as suas utilizações…

Cucurbitacae, descrição da família

Cucurbitaceae, família

Cucurbitaceae, família

Cucurbitaceae é a designação científica atribuída a uma família de angiospérmicas, isto é, um grupo de plantas com flor. Esta família está integrada na ordem Cucurbitales, que pertence à classe Magnoliopsida, incluída na divisão/filo Magnoliophyta.

Esta família encontra-se associada ao clado eudicotiledonea, pois os embriões destes indivíduos possuem dois cotilédones. Os membros da família Cucurbitaceae estão distribuídos por 140 géneros que reúne cerca de 1000 espécies diferentes.

Um grande numero destas espécies são rupícolas ou terrícolas, sendo cultivados pela obtenção de um dos seus componentes, tanto frutos, como folhas ou raízes. Os membros mais conhecidos desta família são os melões, as abóboras, as cabaças, os pepinos, entre muitos outros.

Principais características:

 

Cucurbitaceae
Reino Filo Classe Ordem Família Género Espécie
 Plantae Magnoliophyta Magnoliopsida Cucurbitales Cucurbitaceae

 

Distrib. Geográfica Estatuto Conserv. Habitat Necessidades Nutricionais
 Longevidade
cosmopolita  não estudado ambientes temperados e tropicais  –

 

Características Físicas
Anatómicas Folhas simples, com disposição alterna ou espirelada, flores unissexuaise, produzem bagas com camada exterior coreacea
Tamanho Porte herbáceo, trepadeiras
Espécie dióicas ou monóicas

 

As plantas, da família Cucurbitace, possuem um porte herbáceo ou são consideradas lianas, pois podem desenvolvem gavinhas de sustentação espiraladas e ramificadas. Raramente surgem espécies com porte arbustivo.

Os membros desta família possuem um crescimento rápido, normalmente rasteiro, podendo também ser trepadeiras. Estes indivíduos tanto podem ser dióicos como monóicos, variando entre espécies.

As suas folhas são simples, com uma disposição alterna ou espiralada. As suas margens são geralmente serrilhadas, com forma palmada, cujo recorde forma pequenos lóbulos, podendo ainda apresentar um limbo inteiro. Os estomas destas espécies podem surgir apenas numa das páginas da folha ou em ambas. Estes indivíduos são anuais ou perenes, dependendo da espécie.

As suas flores são unissexuais (em alguns casos hermafroditas), podem organizar-se em inflorescências (racemos). As suas sépalas (com tamanho reduzido) surgem em números de 5, encontram-se unidades desde a base. As pétalas também surgem em números de 5 unidas na base, assumindo uma forma tubular. A corola apresenta uma cor esbranquiçada, laranja, amarela ou vermelha, consoante a espécie.

Os seus estames surgem em números de 3 ou 5, produzindo grãos de pólen com cerca de 3 poros. O ovário é ínfero com placentação parietal, dividido em 3 carpelos, produzindo um grande número de óvulos por placenta.

Os seus frutos são bagas (geralmente pseudo-bagas), com uma camada exterior coreácea, ou cápsulas, consoante a espécie, geralmente com grandes dimensões. As cápsulas explodem geralmente como forma de propagar as suas sementes, que serão distribuídas por aves. As suas sementes são numerosas e com forma achatada, em algumas espécies as sementes são aladas, possuindo asas que facilitam a dispersão.

A corola chamativa e a existência de néctar contribuem para a sua polinização através do auxílio de polinizadores, normalmente, abelhas (outros insetos), aves e morcegos. A dimensão da corola pode variar, podendo ser bastante pequena ou apresentar grandes dimensões, dependendo da espécie.

A dispersão dos seus frutos é realizada por animais que os consomem. A ampla dispersão de alguns destes indivíduos torna-os em espécies invasoras, quando a sua propagação não é controlada.

Distribuição:

Os membros desta família possuem uma distribuição cosmopolita, sendo possível encontrar espécimes tanto em climas temperados, como em climas tropicais, no entanto, estes são mais frequentes nos trópicos.

A maioria dos indivíduos encontrados em ambientes temperados são espécies cultivadas em campos agrícolas ou terrenos privados. Estas espécies terão sido das primeiras espécies cultivadas em todos os continentes.

Estes indivíduos preferem ambientes quentes, sendo pouco tolerantes a geadas e a baixas temperaturas.

Utilizações:

A principal utilização dos membros desta família é a produção agrícola, nomeadamente de frutos ou legumes. Os membros desta família possuem uma elevada importância económica pois são amplamente utilizados na alimentação de um grande número de famílias.

Alguns dos membros desta família são responsáveis pela produção de algumas drogas utilizadas no tratamento de certas doenças, assim como também produzem venenos que podem matar o ser humano.

Certos membros da família Curcubitaceae são cultivados para serem utilizadas como espécies ornamentais, tanto pelo aspeto das suas flores como pelo aspeto dos seus frutos.

5670 Visualizações 1 Total

References:

Watson, L., and Dallwitz, M.J. (1992 – ). The families of flowering plants: descriptions, illustrations, identification, and information retrieval. Consultado em: Março 31, 2017, em http://delta-intkey.com/angio/www/cucurbit.htm

(2017). Cucurbitaceae. Encyclopædia Britannica, inc. Consultado em: Março 31, 2017, em https://www.britannica.com/plant/Cucurbitaceae

Milliken, W.; Klitgård, B.; Baracat, A. (2009 – ). Neotropical Cucurbitaceae. Neotropikey – Interactive key and information resources for flowering plants of the Neotropics. Consultado em: Março 31, 2017, em http://www.kew.org/science/tropamerica/neotropikey/families/Cucurbitaceae.htm.

5670 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.

Gostaria de ser nosso colaborador?

É especialista em alguma das áreas de conhecimento presentes na nossa enciclopédia? Tem gosto pela escrita? Gostaria de ser editor numa enciclopédia em português, integralmente escrita por especialistas? Gostaria de partilhar conhecimento?

Se a sua resposta é sim, então envie-nos o seu CV para geral@knoow.net para que possamos analisar e enviar mais detalhes sobre a forma de colaboração.

 

Áreas para as quais procuramos especialistas:

  •  Biologia
  •  Economia
  •  História
  •  Medicina
  •  Medicina Veterinária
  •  Filosofia
  •  Sociologia
  •  Contabilidade
  •  Direito
  •  Mecânica
  •  Química
  •  Física
  •  Matemática