Cucurbita pepo (Aboboreira)

Descrição da espécie Curcubita pepo (aboboreira), as suas principais características, os locais onde podem ser encontradas e as suas principais utilizações.

Descrição da Cucurbitacia  Pepo (Aboboreira)

Aboboreira é a designação comum atribuída aos membros da espécie Cucurbita pepo, pertencente à família Cucurbitaceae e ao género Cucurbita. Esta espécie pertencem à mesma família que a melancia, o melão, a curgete entre muitos outros.

Aboboreira

(Cucurbita pepo)

cucurbita-pepo-aboboreira-01

Aboboreira com flor (planta a partir da qual é produzida a abóbora)
 .
.
Classificação Científica
Reino: Plantae
Filo: Magnoliophyta
Classe: Magnoliopsida
Ordem: Violales
Família: Cucurbitaceae
Género: Cucurbita
Espécie: Cucurtiba pepo
 .
Características Físicas
Anatómicas: Folhas grandes, flores amarelas grandes e frágeis.
Tamanho: No máximo 2,5 metros de altura.
Curiosidade: A aboboreira é uma planta amplamente cultivada em todo o mundo.

 

.
Distrib. Geográfica Estat. Conservação Habitat Necess. Nutricionais
Mundial Não avaliado Regiões tropicais e temperadas Nenhuma especifica
.
. Importante: Clique para comentar ou colocar questões sobre este tema >>>

.

As abóboras podem surgir de outras espécies vegetais além da Cucurbita pepo, no entanto, esta é a espécie mais associada à designação abóbora. As abóboras gigantes pertencem a outra espécie, Cucurbita maxima, e não a espécie mais associada a esta designação.

A aboboreira é uma espécie cultivada para utilização culinária, por esse motivo possui um grande número de cultivares. Todas as partes da planta podem ser consumidas, no entanto, é dada preferência ao seu fruto (abóbora) e às suas sementes.

Origem e distribuição

As abóboras, fruto das aboboreiras, terão sido domesticadas no continente americano, pelos povos antes da colonização europeia, em particular, pelas civilizações Maia e Astecas. No entanto, actualmente é cultivada por todo o mundo, visto existir um grande interesse pelo seu consumo, não como alimento mas devido às suas propriedades medicinais.

O cultivo da aboboreira foi trazido para a Europa, pelos portugueses, durante a época dos descobrimentos, uma vez que era uma das principais culturas existentes no Brasil. Além dos portugueses, também os espanhóis contribuíram para a dispersão desta cultura ao introduzirem, na Europa, outras variedades do género Cucurbita.

Principais características

A aboboreira pode desenvolver-se horizontalmente, próximo do solo, ou pode apresentar um porte arbustivo, dependendo da variedade cultivada. Estes indivíduos podem atingir tamanhos bastante grandes, no máximo até 2,5 metros de altura.

O seu caule é herbáceo, bastante longo, quando se estende próximo do solo, geralmente possui uma coloração verde, podendo muitas vezes ligar-se a estruturas verticais, que utilizam para trepar.

As suas folhas são normalmente bastante grandes e com coloração verde. As suas flores são muito grandes, frágeis e possuem coloração amarela, sofrendo polinização cruzada, normalmente com o auxílio de insectos polinizadores. Uma aboboreira produz flores com ambos os sexos, isto é, o mesmo individuo apresenta dois tipos de flores, umas femininas e outras masculinas. Os seus frutos possuem geralmente casca dura e polpa pouco consistente de cor alaranjada. Estes podem chegar a pesar centenas de quilos, dependendo da variedade.

Esta planta necessita de condições de temperatura e humidade elevada, estando associadas a climas tropicais, no entanto, desde que possuam uma exposição solar constante, estes podem desenvolver-se em zonas temperadas. Estes indivíduos necessitam de solos bem drenados, mas ao mesmo tempo bem irrigados, pois a falta de água pode afectar a sua produção.

A luz é um factor importante no crescimento das espécies de Cucurbita, visto estas necessitarem de uma elevada exposição para se desenvolverem de forma adequada. Estes indivíduos são anuais, isto é, necessitam que as suas sementes sejam semeadas todos os anos, dando origem a apenas uma colheita por ano.

A sua reprodução ocorre normalmente por fertilização cruzada, favorecendo o surgimento de uma grande variedade de abóboras. A sua cor, tamanho e aspecto geral varia consoante a variedade cultivada. Os nomes comuns atribuídos a cada variedade também dependem do aspecto físicos que cada variedade apresenta.

Utilizações

As diferentes partes da aboboreira podem possuir utilizações medicinais, como no tratamento da próstata, assim como no tratamento de determinadas infecções entre diversos outros problemas de saúde.

A sua principal utilização é na preparação de doces, em particular doces tradicionais das mais diversas regiões do mundo, ou a preparação de salgados, como sopas. Além dos frutos também se pode consumir as suas flores e as suas sementes após serem cozinhadas. As suas sementes, por exemplo, podem ser fritas ou assadas e utilizadas como aperitivo.

Algumas variedades de abóbora não são comestíveis devido ao seu sabor amargo. Estas são simplesmente usadas pelo seu carácter ornamental, pois apresentam uma grande diversidade de aspectos, tanto em tamanho, como na cor da casca, além de resistem durante muito tempo, após a colheita, sem apodrecer.

Nos Estados Unidos da América, os frutos da aboboreira são muito utilizados como enfeites de Halloween, estes frutos são esculpidos com faces assustadoras e utilizados como lanternas. As abóboras também são utilizadas nas comemorações do dia de Acção de Graças, pois são um dos ingredientes utilizados na confecção da tarte de abóbora, muito apreciada, pelos americanos, nesse dia.

4225 Visualizações 1 Total

References:

  • Patro, Raquel (2013). Abóbora – Cucurbita spp. Jardineiro.net. Consultado em: Abril 2, 2016, em http://www.jardineiro.net/plantas/abobora-cucurbita-spp.html
  • Sharma, Sonu; Rao, Ramana (2013). Nutritional quality characteristics of pumpkin fruit as revealed by its biochemical analysis. International Food Research Journal 20(5): 2309-231
4225 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.

Gostaria de ser nosso colaborador?

É especialista em alguma das áreas de conhecimento presentes na nossa enciclopédia? Tem gosto pela escrita? Gostaria de ser editor numa enciclopédia em português, integralmente escrita por especialistas? Gostaria de partilhar conhecimento?

Se a sua resposta é sim, então envie-nos o seu CV para geral@knoow.net para que possamos analisar e enviar mais detalhes sobre a forma de colaboração.

 

Áreas para as quais procuramos especialistas:

  •  Biologia
  •  Economia
  •  História
  •  Medicina
  •  Medicina Veterinária
  •  Filosofia
  •  Sociologia
  •  Contabilidade
  •  Direito
  •  Mecânica
  •  Química
  •  Física
  •  Matemática