Pinaceae, família

Descrição da família Pinaceae, as suas principais caraterísticas, os locais onde pode ser encontrada assim como algumas das suas utilizações…

Descrição da família Pinaceae

pinaceae

pinaceae

 

Pinaceae é a designação atribuída a uma família de gimnospérmicas, plantas sem flor e frutos. Esta família encontra-se na ordem Pinales, que pertence à classe Pinopsida e ao filo Pinophyta.

Esta família inclui cerca de 1o géneros que reúnem cerca de 250 espécies. As espécies mais associadas a esta família são os pinheiros (Pinus), os cedros (Cedrus) e os abetos (Abies). Estes indivíduos são conhecidos por coníferas, devido aos cones que produzem, como estruturas reprodutoras.

 

Pinaceae
Reino Filo Classe Ordem Família Género Espécie
 Plantae Pinophyta Pinopsida Pinales Pinaceae

 

Distrib. Geográfica Estatuto Conserv. Habitat Necessidades Nutricionais
 Longevidade
 maioritariamente no Hemisfério Norte  não estudada  vales ou regiões montanhosas  nenhuma especifica

 

Características Físicas
Anatómicas  Espécies com porte arbóreo, estruturas reprodutoras com forma de cone
Tamanho Podem atingir até 100 metros de altura
os seus frutos são pinhas e as suas sementes podem ser aladas

 

Principais caraterísticas:

Os membros desta família são geralmente espécies com porte arbóreo (podendo surgir algumas espécies arbustivas), de grandes dimensões, podendo atingir até 100 metros de altura e apresentando crescimento secundário (lenhina).

As espécies que habitam climas frios possuem diversas adaptações que lhes permite sobreviver às baixas temperaturas, como por exemplo a forma piramidal da sua copa, assim como a produção de óleos, que impedem que estes indivíduos congelem.

As folhas pertencentes a esta família possuem uma forma muito caraterística, isto é, assumem a forma de agulhas (particularmente no género Pinus). Estas folhas são simples e com disposição alterna. A maioria destes indivíduos é perene, no entanto, existirem algumas espécies caducas.

As suas flores são unissexuais, encontrando-se reunidas em inflorescências designadas por estróbilos (cones), que se encontram na região lateral ou na região terminal. Os cones femininos são geralmente maiores e mais lenhosos que os masculinos. O pólen dos estróbilos masculinos é distribuído pelo vento e vai fecundar os estróbilos femininos.

Os seus frutos, não são considerados frutos verdadeiros, sendo designados por pseudofrutos. Os pseudofrutos desta família são as pinhas, isto é, cones com estruturas escamosas que suportam as sementes (por vezes aladas), geralmente duas por cada escama.

As sementes, quando apresentam estruturas aladas, são dispersas pelo vento, no entanto, aquelas com maior tamanho são dispersas por animais, em particular, por aves que as consomem.

Os indivíduos desta família produzem resinas que quando solidificam e fossilizam passam a designar-se por âmbar. Além de resinosos, estes indivíduos possuem também caraterísticas aromáticas, devido aos óleos que produzem.

Distribuição:

Os indivíduos pertencentes a esta família encontram-se carateristicamente nas regiões temperadas do Hemisfério norte, podendo também ser encontradas em regiões do Hemisfério sul, visto terem sido introduzidas.

A distribuição destes indivíduos estende-se desde as regiões subárticas até as regiões tropicais (nesta região as espécies encontram-se maioritariamente em zonas montanhosas), possuindo diversas caraterísticas que lhes permite adaptar às diferentes condições ambientais.

Estas espécies podem ser encontradas em regiões de vales, ou em regiões montanhosas, como nos Himalaias, assim como em regiões semiáridas de África, da América, Europa e da Ásia. Esta família encontra-se associada às florestas da região boreal, assim como podem ser encontradas em regiões mais costeiras.

Esta família terá surgido no Cretáceo, existindo registos fósseis que o comprovam. Estes indivíduos terão dominado o planeta nesse período, correspondendo a uma das principais formas de vegetação que era encontrada e que ainda se encontra em diversos ambientes por todo o planeta.

Utilização:

As sementes produzidas pelo género Pinus são comestíveis e possuem um elevado valor económico. Estas sementes podem ser consumidas naturalmente ou como ingredientes em diversas receitas culinárias. As folhas podem ser utilizadas para a criação de chãs, ou em tratamentos medicinais, visto possuírem propriedades diuréticas.

Algumas espécies foram introduzidas em determinadas regiões devido ao seu uso para a produção de madeira, pois a sua madeira é muito suave, utilizada na criação de diversos produtos (construção civil, mobiliário…), assim como para a criação de papel. Os seus óleos essenciais também são utilizados em diversas indústrias, como a produção de tintas.

Diversas espécies desta família são cultivadas como espécies ornamentais, sendo possível encontra-las tanto em jardins privados, como em jardins públicos, sendo muitas vezes utilizadas para recuperar ambientes degradados (reflorestação). Algumas espécies, particularmente, do género Pinus são cultivadas para serem utilizadas como árvores de natal.

2776 Visualizações 1 Total

References:

Earle, Christopher J. (2012). Pinaceae. The Gymnosperm Database. Consultado e: Outubro 31, 2016, em http://www.conifers.org/pi/Pinaceae.php

Pinaceae. (2016). Encyclopædia Britannica. Consultado e: Outubro 31, 2016, em https://www.britannica.com/plant/Pinaceae

Watson, L., and Dallwitz, M.J. (2008 onwards). The families of gymnosperms. Consultado e: Outubro 31, 2016, em http://delta-intkey.com/gymno/www/pinaceae.htm

2776 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.

Gostaria de ser nosso colaborador?

É especialista em alguma das áreas de conhecimento presentes na nossa enciclopédia? Tem gosto pela escrita? Gostaria de ser editor numa enciclopédia em português, integralmente escrita por especialistas? Gostaria de partilhar conhecimento?

Se a sua resposta é sim, então envie-nos o seu CV para geral@knoow.net para que possamos analisar e enviar mais detalhes sobre a forma de colaboração.

 

Áreas para as quais procuramos especialistas:

  •  Biologia
  •  Economia
  •  História
  •  Medicina
  •  Medicina Veterinária
  •  Filosofia
  •  Sociologia
  •  Contabilidade
  •  Direito
  •  Mecânica
  •  Química
  •  Física
  •  Matemática