Cyprinus carpio (Carpa-comum)

Apresentação da Carpa-comum (Cyprinus carpio), um peixe que pode atingir grandes dimensões, pertencente à família dos ciprinídeos.

Caracterização de Cyprinus carpio (Carpa-comum)

 

Cyprinus carpio (Carpa-comum)
Reino Filo Classe Ordem Família Género Espécie
Animalia Chordata Actinopterygii Cypriniformes Cyprinidae Cyprinus C. carpio

 

Distrib. Geográfica Estatuto Conserv. Habitat Dieta Predação  Longevidade
Global, excepto nos pólos e Norte da Ásia. Vulnerável Zonas BentónicasLagos e lagoasRios e riachos. Espécies vegetais como algas, invertebrados bentónicos e insectos. Juvenis predados por peixes como Lúcio-almiscarado ou Achigã. Cerca de 20 anos.

 

Características Físicas
Anatómicas Barbatana dorsal serreada. Boca terminal no adulto e subterminal no juvenil. Coloração variável, normalmente castanho-esverdeado na região dorsal com transição para creme na zona ventral. Coberto por escamas. Escamas largas e espessas. As variedades ornamentais exibem ampla diversidade de cores.
Dimorfismo Sexual Macho e fêmea semelhantes. O macho exibe uma barbatana ventral maior.
Tamanho 30-60 cm. Pode ter até 1.2 m.
Peso Variável. Média entre 0.5-4 kg. Pode ter até cerca de 30 kg.

 

A Carpa-comum (Cyprinus carpio) é um peixe grande e pesado pertencente à família dos ciprinídeos (a maior família de peixes dulçaquícolas) que partilha com outras espécies, como o Barbo. São reconhecidas 3 subespécies de Carpa-comum: C. carpio communis caracterizada por exibir escamas concêntricas regulares; C. carpio specularis, com escamas grandes dispostas em fiadas ao longo do corpo, estando ausentes nas restantes regiões corporais; C. carpio coiaceus, com poucas escamas na região dorsal (ou mesmo ausentes) e pele espessa.

Goldfish2.cropped

Grupo de carpas ornamentais.

Origem e colonização natural

São animais originários da Ásia Central que se expandiram em direcção à China durante a última glaciação. A partir dessa região colonizaram a bacia do Rio Danúbio, do Mar Negro e do Mar de Aral.

Introdução fora do território nativo

A Carpa-comum foi, provavelmente, a primeira espécie de peixe a ser introduzida fora do seu habitat natural por via antrópica (introdução conduzida pelo Homem). Esta introdução fora da sua distribuição geográfica nativa, terá sido iniciada pelos Romanos a partir de indivíduos retirados das populações do Danúbio e libertados noutros cursos de água europeus, entre os séculos 1 e 4 da era Cristã. Este peixe foi inicialmente introduzido e cultivado para consumo humano, de forma mais ou menos irregular. Foi somente durante o século XX que a introdução e cultivo da carpa sofreu uma acentuada expansão de tal forma que, atualmente, é possível encontrar diferentes variedades de carpa em diversas regiões do globo.

Perturbações ecológicas em habitats de introdução

A carpa tornou-se um peixe tão abundante que constitui mesmo uma praga ecológica em algumas regiões nas quais as suas populações são muito numerosas. Pelo facto de ser um peixe que pode atingir grandes dimensões, as populações de elevado efectivo populacional podem alterar o equilíbrio das comunidades onde se inserem. Apesar de ser um animal com um temperamento pacífico, a sua presença em grande quantidade pode originar a extinção de outras espécies de animais e de plantas. É também largamente utilizada pelo Homem como recurso alimentar e na pesca desportiva. Apesar da sua abundante distribuição, algumas populações possuem um estatuto de conservação ‘vulnerável’ devido à degradação do seu habitat e da poluição.

Reprodução

A época reprodutiva nesta espécie ocorre durante a Primavera e o Verão. A fecundação é externa e são depositados cerca de 1.660.000 ovos que aderem à vegetação em coberturas vegetais localizadas em habitats de águas pouco profundas. Os ovos levam cerca de 5 a 8 dias a eclodir. Os pais não dispensam cuidados parentais à prole.

4222 Visualizações 1 Total

References:

  • Freyhof, J. & Kottelat, M. 2008. Cyprinus carpio. The IUCN Red List of Threatened Species 2008: e.T6181A12559362.http://dx.doi.org/10.2305/IUCN.UK.2008.RLTS.T6181A12559362.en. Downloaded on 11 January 2016.
  • Chumchal, M. 2002. “Cyprinus carpio” (On-line), Animal Diversity Web. Accessed January 10, 2016 at http://animaldiversity.org/accounts/Cyprinus_carpio/
4222 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.