Polyodon spathula (Peixe-espátula)

O Peixe-espátula é um peixe pertencente à ordem dos Acipenseriformes.

 

Polyodon spathula (Peixe-espátula)
Reino Filo Classe Ordem Família Género Espécie
Animalia Chordata Actinopterygii Acipenseriformes Polyodontidae Polyodon P. spathula

 

Distrib. Geográfica Estatuto Conserv. Habitat Dieta Predação  Longevidade
América do Norte. Vulnerável Cursos de água lênticos (lagos, água salobra) Zooplâncton e larvas de insectos. Captura humana.  Aproximadamente 50 anos.

 

Características Físicas
Anatómicas Corpo alongado e rostro em forma de espátula.
Dimorfismo Sexual Machos de maiores dimensões que as fêmeas.
Tamanho Cerca de 2 m.
Peso Até cerca de 45 kg.

 

O Peixe-espátula (Polyodon spathula) é um peixe pertencente à ordem dos Acipenseriformes. O corpo é grande e alongado, semelhante ao de um tubarão, com uma estrutura em forma de espátula que se estende a partir da região frontal da cabeça. A boca é grande e profunda. A face dorsal é acinzentada e, por vezes, pintalgada. A face ventral é mais clara.

Tal como acontece com os tubarões e as raias, o Peixe-espátula possui um endosqueleto cartilaginoso. Não exibem escamas e os adultos não possuem dentes. Os juvenis têm diversos dentes de pequenas dimensões que vão sendo perdidos à medida que amadurecem. As crias nascem sem a espátula.

Comportamento

Este peixe não se alimenta de grandes presas, mas sim, de plâncton que captura com a sua grande boca. O rostro alongado em forma de espátula ocupa cerca de 1/3 do tamanho deste animal e é composto por diversas células sensoriais (receptores eléctricos) que o auxiliam a detectar e a localizar a sua fonte de alimento. Esta estrutura poderá também funcionar como estabilizador hidrostático enquanto o animal mantém a grande boca aberta durante a captura de alimento. Este peixe desova durante a Primavera em águas com temperaturas de cerca de 13° centígrados. Cada fêmea pode depositar milhares de gâmetas que são fertilizados por vários machos. Os ovos eclodem em apenas uma semana.

Vestígios no registo fóssil

Evidências fósseis demonstram que o Peixe-espátula era já contemporâneo dos dinossauros. É considerado uma espécie de ‘fóssil vivo’, ou seja, um taxon cujo fenótipo permanece inalterado desde as formas filogeneticamente relacionadas encontradas no registo fóssil.

1146 Visualizações 2 Total

References:

  • Grady, J. (U.S. Fish & Wildlife Service). 2004. Polyodon spathula. The IUCN Red List of Threatened Species 2004: e.T17938A7638243. http://dx.doi.org/10.2305/IUCN.UK.2004.RLTS.T17938A7638243.en. Downloaded on 17 December 2015.
  • Jerome, J. 2004. “Polyodon spathula” (On-line), Animal Diversity Web. Accessed December 17, 2015 at http://animaldiversity.org/accounts/Polyodon_spathula/
1146 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.