Práticas pedagógicas inclusivas

As práticas pedagógicas inclusivas pretendem que todas as crianças tenham acesso à educação de forma igualitária, isto é, tendo as mesmas oportunidades.

As práticas pedagógicas inclusivas pretendem que todas as crianças tenham acesso à educação de forma igualitária, isto é, tendo as mesmas oportunidades.

Práticas pedagógicas inclusivas são aquelas que permitem que as crianças sejam incluídas num processo de aprendizagem que responda a todas as suas necessidades através de atividades lúdicas adaptadas a cada uma delas (Rodrigues, 2017).

Assim, é através da igualdade de acesso a práticas pedagógicas adequadas que o sistema educativo garante que todos têm as mesmas oportunidades, uma vez que se parte do princípio que se aceita a diferença entre todos (Oliveira, & Leite, 2007).

É importante salientar que é através do lúdico a forma mais eficaz de conseguir levar todas as crianças, em idade escolar, a acompanhar o ritmo de aprendizagem em grupo (Rodrigues, 2017).

Quando o educador utiliza estratégias relacionadas com este tipo de práticas, ele terá o cuidado de respeitar e compreender as particularidades de cada aluno, conforme a realidade em que cada um deles se insere, o que engloba dificuldades, experiências, vivencias e até mesmo as suas potencialidades (Rodrigues, 2017).

Diferentes realidades, segundo alguns autores, referem-se a questões sociais, culturais, económicas, habitualmente, focadas em crianças que se encontram em níveis sócio económicos menos vantajosos (Oliveira, & Leite, 2007).

Para que tal seja possível, é também necessário que o educador tenha acesso a recursos que lhe permitam estimular a potencialidade de cada aluno, ou seja, um ambiente escolar afetuoso, aconchegante, que estimule os seus alunos e onde se sintam desafiados a superar-se e a aproveitar oportunidades e experiências (Rodrigues, 2017).

Desta forma podemos dizer que práticas pedagógicas inclusivas, são o contrário da segregação social, à qual alguns não têm acesso, por indisponibilidade de recursos (Oliveira, & Leite, 2007).

Conclusão

Práticas pedagógicas inclusivas pretendem levar todas as crianças a ter acesso às mesmas oportunidades, respeitando a realidade de cada uma, já que têm como principal objetivo, a compreensão, respeito, aceitação e adaptação do sistema pedagógico a cada realidade.

Na maioria dos casos, os estudos demonstram que a utilização do lúdico é bastante vantajosa porque é a forma mais fácil e eficaz de chegar a cada criança de acordo com a sua faixa etária, fazendo-as acompanhar o grupo, de forma igualitária e promovendo a sua capacidade para ultrapassar desafios e ganhar habilidades.

  • Oliveira, A.A.S, & Leite, L.P. (2007). Construção de um sistema educacional inclusivo: um desafio político-pedagógico. Ensaio: aval.pol.públ. Educ,. Rio de Janeiro, v. 15, n. 57, p. 511-524, out/dez, 2007;
  • Rodrigues, A. (2017). O LÚDICO E S PRÁTICAS PEDAGÓGICAS NA PRÉ ESCOLA. UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE EDUCAÇÃO. Disponível em https://www.webartigos.com/artigos/o-ludico-e-as-praticas-pedagogicas-na-pre-escola/151065.
127 Visualizações 1 Total
127 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.