Aprendizagem e desenvolvimento

Aprendizagem e desenvolvimento estão associados à capacidade para adquirir capacidades que, na infância, normalmente acontecem durante o brincar.

Aprendizagem e desenvolvimento estão associados à capacidade para adquirir capacidades que, na infância, normalmente acontecem durante o brincar.

Vários estudos indicam que a aprendizagem e o desenvolvimento estão relacionados com muitos fatores importantes, sendo um dos mais importantes, na infância, o brincar e a brincadeira (Cordazzo, Vieira, 2007).

Rolim, Guerra e Tassigny (2008) observam nos seus estudos que a aprendizagem e o desenvolvimento são inatos, isto é, nascem com o indivíduo, começando com as experiências anteriores ao período escolar.

Neste período, é fundamental a capacidade da criança para o brincar, uma vez que estimula significativamente estas duas variáveis, ajudando também a combater alguns défices e dificuldades que possam aparecer ao longo do processo (Cordazzo, Vieira, 2007).

Utilizar a estratégia da brincadeira para estimular a aprendizagem da criança, durante o seu desenvolvimento, é necessário na medida em que, na maioria dos casos, isso vai motivar a querer participar e sentir-se cativada pelos conteúdos existentes no programa escolar (Cordazzo, Vieira, 2007).

Assim, a aprendizagem torna-se importante para o desenvolvimento das funções psicológicas da criança, influenciadas pela cultura e pela espécie, o que significa que o desenvolvimento da mesma também está condicionado aos recursos existentes (Rolim, Guerra, & Tassigny, 2008).

No entanto, convém ter noção que não são todas as escolas e instituições que têm os recursos necessários para estimular o a aprendizagem e o desenvolvimento das suas crianças da forma mais ajustada às idades (Cordazzo, Vieira, 2007).

Conclusão

A aprendizagem e o desenvolvimento são estudados com mais frequência na fase infantil, em que começam a mostrar os seus primeiros sinais. Apesar de a aprendizagem começar desde que o indivíduo nasce, são vários os autores que associam estas duas variáveis ao brincar e à capacidade da criança para o fazer, uma vez que é através da brincadeira que acontece a maior parte quer da aprendizagem, quer do desenvolvimento.

  • Cordazzo, Scheila Tatiana Duarte, & Vieira, Mauro Luís. (2007). A brincadeira e suas implicações nos processos de aprendizagem e de desenvolvimento. Estudos e Pesquisas em Psicologia, 7(1) Recuperado em 08 de maro de 2019, de http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1808-42812007000100009&lng=pt&tlng=pt.
  • Rolim, A.A.M, Guerra, S.S.F, & Tassigny, M.M. (2008). Uma leitura de Vigotsky sobre o brincar na aprendizagem e no desenvolvimento infantil. Revista de humanidades, Fortaleza, v. 23, n. 2, p. 176-180, jul/dez, 2008.
309 Visualizações 1 Total
309 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.