Guimarães (Portugal)

Apresentação da cidade de Guimarães e do seu concelho: caracterização sócio-económica, histórica, heráldica, património histórico, edificado e património natural.

Guimarães é uma cidade portuguesa e sede de concelho pertencente ao distrito de Braga localizada na região Norte e sub-região do Ave. Segundo os Censos de 2011, a cidade de Guimarães conta com 47.709 pessoas e o município conta com uma área de 240,95 km² e tem uma população de 158,164 habitantes num total de 48 freguesias, a saber: Aldão, Azurém, Barco, Brito, Caldelas, Candoso (São Martinho), Costa, Creixomil, Fermentões, Gonça, Gondar, Guardizela, Infantas, Longos, Lordelo, Mesão Frio, Moreira de Cónegos, Nespereira, Pencelo, Pinheiro, Polvoreira, Ponte, Prazins (Santa Eufémia), Ronfe, Sande (São Martinho), São Torcato, Selho (São Cristóvão), Selho (São Jorge), Serzedelo, Silvares, Urgezes, União das Freguesias de Abação e Gémeos, União das Freguesias de Airão Santa Maria, Airão S. João e Vermil, União das Freguesias de Arosa e Castelões, União das Freguesias de Atães e Rendufe, União das Freguesias de Briteiros Santo Estêvão e Donim, União das Freguesias de Briteiros S. Salvador e Briteiros Santa Leocádia, União das Freguesias de Candoso Santiago e Mascotelos, União das Freguesias de Conde e Gandarela, União das Freguesias de Leitões, Oleiros e Figueiredo, União das Freguesias de Oliveira, São Paio e São Sebastião, União das Freguesias de Prazins Santo Tirso e Corvite, União das Freguesias de Sande São Lourenço e Balazar, União das Freguesias de Sande Vila Nova e Sande São Clemente, União das Freguesias de Selho São Lourenço e Gominhães, União das Freguesias de Serzedo e Calvos, União das Freguesias de Souto Santa Maria, Souto São Salvador e Gondomar, União das Freguesias de Tabuadelo e São Faustino. Faz fronteira com os concelhos de Póvoa de Lanhoso, Fafe, Felgueiras, Vizela, Santo Tirso, Vila Nova de Famalicão e Braga.

guimaraes castelo

História da cidade:

A cidade de Guimarães está associada historicamente ao processo de fundação da nacionalidade e da identidade portuguesas. É por isso, conhecida como o “Berço da Nação”. Foi neste território, em 1128, que se deram alguns dos principais acontecimentos políticos e também militares, que conduziriam mais tarde à independência e ao nascimento de Portugal como nação. Numa das torres da antiga muralha pode ler-se “Aqui nasceu Portugal”.

Apesar de Guimarães estar associada ao nascimento de Portugal, a sua história  e o seu povoamento remonta ao período do Calcolítico final. São exemplo disso, as Citânias de Briteiros e de Sabroso e a Estação arqueológica da Penha. Do período romano, é exemplo a Ara de Trajano. Apesar das raízes da fundação da cidade remontarem ao século X há referência à acção política da reconquista e intervenção do fidalgo Vímara Peres ainda no século IX.

No século X, há conhecimento que a condessa Mumadona Dias mandou construir, em Vimaranes, na sua propriedade, um mosteiro e um castelo criando assim dois pólos habitacionais e dinamizadores. Posteriormente, já no século XII o mosteiro foi transformado em Real Colegiada e passou a adquirir bastante relevo devido aos privilégios e doações que a realeza e a nobreza lhe foram concedendo. O mosteiro passou também a ser um Santuário de Peregrinação. Diz a história, que Guimarães foi considerada a capital do então Condado Portucalense e que lhe foi mais tarde outorgado, pelo conde D. Henrique, o primeiro foral. Considerado também o primeiro foral dado a nível nacional. Em 1128, dá-se em Guimarães a Batalha de São Mamede. A batalha é ganha por Dom Afonso Henriques.

O território vimaranense foi ganhando expansão e no reinado de D. Dinis é construída uma muralha defensiva que o rodeia parcialmente.  Com a instalação das ordens mendicantes, Dominicanos e Franciscanos,  o território vai criando e moldando uma outra fisionomia. Mais tarde, já no reinado de D. João I, a muralha é derrubada e os núcleos populacionais que existiam irão fundir-se num único. Durante o século XVII e XVIII, existirão novas construções mas é só a partir do século XIX, com o aparecimento de novas ideias urbanísticas é que a vila de Guimarães, que passará a cidade em 1853, por decreto concedido pela rainha D. Maria II, irá ver em si as maiores mudanças. Serão abertas novas ruas e avenidas e criados parques mas preservando e conservando ao máximo o Centro Histórico da cidade. Em 2013, a cidade de Guimarães passará a ser Membro-Honorário da Ordem Militar de Sant’Iago da Espada.

DSCF5268

Património Natural e Edificado do Concelho:

O Concelho de Guimarães é rico tanto em património Edificado como em Património Natural. No que respeita ao edificado, destaque para o Castelo de Guimarães, o Centro Histórico, o Padrão do Salado, o Paço dos Duques de Bragança, a Citânia de Briteiros e os Antigos Paços do Concelho. Mas não fica por aqui. Guimarães tem muitos monumentos religiosos, tais como o Convento de Santo António dos Capuchos, a Igreja de Nossa Senhora da Oliveira, a Capela de São Miguel, a Igreja de São Francisco, o Convento de Santa Clara e a Igreja da Misericórdia. A nível do Património Natural, o Monte da Penha com o seu Parque de Montanha é o ponto mais evidente, existindo vários parques ao ar livre, como o Parque da Cidade, o Jardim do Carmo ou o Parque das Taipas como exemplos demonstrativos.

nossa-senhora-da-consolacao-in-guimaraes-portugal

Brasão da Cidade:

brasão guimaraesO Brasão da Cidade de Guimarães  tem Escudo de ouro, imagem de Nossa Senhora com o menino, vestida de vermelho e com um manto azul, todo brocado de ouro, coroas de ouro perfiladas a negro, sobre dois ramos de oliveira a verde, frutados a negro e atados em ponta, a vermelho. A imagem acompanhada em chefe de dois escudetes a azul polvilhados de besantes de prata. Coroa mural de cinco torres de prata. Listel com as letras a negro : ” GUIMARÃES “.

Acordos de Geminação e Cooperação:

cidade de Guimarães conta com 12 acordos de cooperação e geminação, a saber:

  • Brive-la-Gaillarde é uma comuna francesa localizada no Departamento de Corrèze onde habitam 47.000 habitantes (desde 24 de Junho de 1993)
  • Colónia do Sacramento é a capital do Departamento de Colónia no Uruguai, tendo sido fundada por um português, Manuel Lobo. Residem mais de 25.000 habitantes (desde 24 de Janeiro de 2001)
  • Compiègne é uma cidade francesa localizada no Nordeste do país onde habitam 41.254 pessoas (desde 24 de Junho de 2007)
  • Igualada é um município espanhol da Região da Catalunha, com cerca de 39.000 habitantes (desde 24 de Junho de 1995)
  • Kaiserslautern é uma cidade alemã no Sul do país com 100.000 pessoas (desde 10 de Outubro de 2000)
  • Kavadarci é uma cidade da República da Macedónia com quase 39.000 habitantes (desde 24 de Junho de 2006)
  • Londrina é um município brasileiro do Estado do Paraná com 558.000 pessoas (desde 27 de Setembro de 1987)
  • Mé-Zochi é um distrito da Ilha de São Tomé, em São Tomé e Príncipe, onde residem 44.763 pessoas (desde 30 de Junho de 1989)
  • Ribeira Grande de Santiago é um concelho da Ilha de Santiago, em Cabo Verde, com cerca de 8.325 pessoas (desde 17 de Novembro de 2007)
  • Rio de Janeiro é a cidade mais conhecida e visitada do Brasil, sendo a capital do Estado com o mesmo nome e conta com cerca de 6 milhões e 500 mil habitantes (desde 2 de Julho de 1999)
  • Tacoronte é um município espanhol na Ilha de Tenerife com cerca de 25.000 habitantes (desde 24 de Junho de 1997)
  • Tourcoing é uma comuna francesa do Norte da França com 95.000 habitantes (desde 10 de Outubro de 1997)
449 Visualizações 1 Total
449 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.

Gostaria de ser nosso colaborador?

É especialista em alguma das áreas de conhecimento presentes na nossa enciclopédia? Tem gosto pela escrita? Gostaria de ser editor numa enciclopédia em português, integralmente escrita por especialistas? Gostaria de partilhar conhecimento?

Se a sua resposta é sim, então envie-nos o seu CV para geral@knoow.net para que possamos analisar e enviar mais detalhes sobre a forma de colaboração.

 

Áreas para as quais procuramos especialistas:

  •  Biologia
  •  Economia
  •  História
  •  Medicina
  •  Medicina Veterinária
  •  Filosofia
  •  Sociologia
  •  Contabilidade
  •  Direito
  •  Mecânica
  •  Química
  •  Física
  •  Matemática