Santo Tirso (Porto)

Este artigo é patrocinado por: «A sua instituição aqui»

Apresentação da cidade e município de Santo Tirso

Santo Tirso é uma cidade portuguesa localizada no distrito do Porto, na região Norte. Santo Tirso é sede de um município com 136,60 km² de área e 71 530 habitantes, segundo os censos de 2011, estando dividido em 14 freguesias. O município é limitado a norte por Vila Nova de Famalicão e Guimarães, a nordeste por Vizela, a leste por Lousada, a sueste por Paços de Ferreira, a sul por Valongo, a sudoeste pela Maia e a oeste pela Trofa. Dista cerca de 20 quilómetros de Braga, Guimarães, Póvoa de Varzim, Vila do Conde e Porto.

História da cidade

O atual concelho de Santo Tirso ocupa uma área entre o Grande Porto, o Vale do Ave e o Vale do Sousa. O território administrativo deste concelho foi conhecendo ao longo da história diferentes limites geográficos.

É no decreto nº66 de 28 de junho de 1833 que é mencionado pela primeira vez o concelho de Santo Tirso, com as mesmas freguesias e limites que tinha o couto do Mosteiro de Santo Tirso, ou seja, Santo Tirso, Santa Cristina do Couto, S. Miguel do Couto, parte de Burgães e Monte Córdova da Várzea ou de Baixo. Esta estrutura administrativa apenas se tornou efetiva em 1834 com a vitória das tropas liberais. Em 1839 passaram a estar integradas no concelho as freguesias de S. Miguel do Couto e Burgães. Em 1879, após requerimento da população, a freguesia de S. Miguel das Aves foi desanexada do concelho vizinho de Vila Nova de Famalicão e passou a integrar Santo Tirso. Entre 1836 e 1998 o atual concelho da Trofa também fez parte do de Santo Tirso.

A história da cidade está bastante associada aos Monges Beneditinos, que habitavam no Mosteiro, mas também à sua localização geográfica, que lhe permitiu ser um ponto de referência em termos industriais e económicos na região, principalmente quando se fala do têxtil.

Património Natural e Edificado

Santo Tirso é um concelho marcado principalmente pelo património religioso, nomeadamente a Igreja de São Pedro de Roriz, um dos mais belos exemplares da arquitetura românica do Douro Litoral, o Mosteiro de Santo Tirso, também conhecido por Mosteiro de São Bento, que surge imponente à entrada da cidade, a Igreja de São Tomé de Negrelos e os mosteiros de São Miguel de Vilarinho e o Mosteiro de Singeverga. No património edificado convém ainda destacar o Museu Internacional de Escultura Contemporânea, que é já uma referência no panorama artístico nacional e internacional.

No património natural destacam-se as margens do rio Ave, locais de calma e tranquilidade. É nestas margens que se localiza o Parque Urbano Sara Moreira, antigo Parque da Rabada, uma área de mais de 96 mil metros quadrados assente numa mata de carvalhos e sobreiros.

Gastronomia

A gastronomia de Santo Tirso é marcada pela doçaria conventual, grande parte com origens no Mosteiro de São Bento. O doce mais famoso são os Jesuítas, produzidos na pastelaria Moura. Além deste pastel destacam-se também os limonetes.

Os vinhos verdes e o Licor de Singeverga, produzido pelos monges beneditinos do mosteiro com o mesmo nome, são também produtos importantes e que atraem muitos visitantes à cidade.

Brasão da Cidade

S-tirso

O brasão de Santo Tirso é composto por um escudo azul, com um leão em ouro que sustém nas mãos um báculo de ouro. Por baixo do leão está um rio ondado de prata aguado de azul. A coroa mural é em tom prata de cinco torres e o listel é branco com os dizeres da cidade a negro.

Municípios do Distrito do Porto

Amarante Baião Felgueiras Gondomar Lousada
Maia Marco de Canaveses Matosinhos Paços de Ferreira Paredes
Penafiel Porto Póvoa de Varzim Santo Tirso Trofa
Valongo Vila do Conde Vila Nova de Gaia
400 Visualizações 1 Total
400 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.