Inundação

Conceito de inundação, as suas características, as causas para a ocorrência, assim como as principais consequências…

Inundação – conceito

inudação

inudação

Inundação corresponde a uma invasão de um espaço por uma grande quantidade de água. Este local pode ser no interior de uma casa devido ao rompimento de algum cano, no entanto, neste texto serão tidas em consideração apenas as inundações que ocorrem devido a causas naturais, como por exemplo o aumento do caudal de um rio.

Além do termo inundação podemos considerar o termo cheia, em primeira analise poder-se-ia dizer que têm o mesmo significado, no entanto, uma cheia é um fenómeno natural que ocorre quando um rio ou um lago ultrapassa a sua capacidade extravasando para o designado leito de cheia, isto é, a área que o corpo de água ocupará quando excede o seu caudal normal, geralmente em épocas de chuva devido à elevada precipitação que pode ocorrer.

Causas das inundações:

 

cheia

cheia

Uma inundação pode ocorrer por vários fatores, sendo que grande partes das vezes deve-se ao incumprimento de regulamentos (ordenamento de território deficiente), com a construção de casas em leitos de cheia, ocupando um espaço que seria destinado às águas excedentes de um rio ou lago.

As inundações devem-se grandemente a chuvas intensas que caem em solos impermeabilizados, pois foram usados de materiais impermeáveis na construção de estradas, passeios ou calçadas, diminuindo a permeabilização do solo, e impedindo que a água se infiltre ficando acumulada à superfície.

A impermeabilidade dos solos também se pode dever à destruição das florestas e à remoção do coberto vegetal que facilita a permeabilização dos solos, levando à ocorrência de forte erosão e destruição das camadas do solo. A acumulação de lixo e detritos nas encostas também contribui para uma impermeabilização dos solos o que provocará escorrências e mesmo desabamentos de terra, o que levará as água para áreas onde não pertencem.

A acumulação de detritos nos leitos do rio contribui para o seu assoreamento, isto é, diminui a capacidade que o rio tem para suportar o seu caudal fazendo com que este transborde para os leitos de cheia destruindo os recursos naturais que se encontram à sua frente e posteriormente atingindo construções humanas.

A intensa quantidade de chuva também pode contribuir para uma inundação, pois se a chuva se prolongar por um grande período de tempo o reservatório de água deixa de ter capacidade para a suster fazendo com que transborde e ocupe o leito de cheia e por vezes consegue mesmo ultrapassar esse espaço entrando para as cidades e ocupando todo o espaço disponível.

Consequências das inundações:

consequência de cheias

consequência de cheias

As inundações causam graves problemas tanto a nível do património como ao nível da saúde das populações. As inundações podem destruir pontes e outras construções feitas pelo ser humano. Em caso de solos que sofreram erosões graves, as inundações podem contribuir para os deslocamentos de terra e consequentemente arrastar todas as estruturas que se encontravam construídas nesses locais.

As águas paradas que ficam após uma inundação atraem mosquitos e outros vetores que ficam infetados por vírus e bactérias. Esses vetores acabam por transmitir doenças possivelmente graves que causam problemas de saúde, que caso não sejam tratados atempadamente podem levar à morte, particularmente em países/regiões tropicais.

Os problemas de saneamento inerentes a estas situações podem levar ao surgimento de doenças infetocontagiosas que congestionam os serviços de saúde, causando o caos entre a população.

As perdas de casas, mobiliário, produtos, assim como a interrupção de serviços tanto púbicos, como privados leva a perdas económicas e financeiras, que levam muito tempo a revertes e a corrigir.

A contaminação da água consumível, dos alimentos e dos animais que serviriam de alimento pode levar a perdas financeiras, casos os animais criados para a alimentação tenham que ser abatidos e não possam ser utilizados para os fins para que foram criados.

Além das perdas financeiras e de recursos é importante destacar a perda de vida humana que pode ocorrer com as cheias. Os movimentos das correntes quando as águas entram pelas cidades pode levar carros e até mesmo pessoas, que acabam por se afogar. Em casos menos severos as mortes podem ocorrer devido a doenças associadas à contaminação dos meios de alimentação.

667 Visualizações 1 Total

References:

 

Inundações: o que fazer?Autoridade Nacional de Proteção Civil. Ageas Portugal, Companhia de Seguros de Vida, S.A. Consultado em: Abril 30, 2018, em https://www.ageas.pt/web/prevencao/protecao-e-seguranca/seguranca-em-casa/inundacoes-o-que-fazer

(2015). Plano de Gestão dos Riscos de Inundações. Agência Portuguesa do Ambiente. Republica Portuguesa.

Leandro, Remo António Duarte dos Reis (2013). Risco De Cheias E Inundações Na Cidade De Setúbal. Provas no âmbito do Mestrado em Riscos e Proteção Civil. INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO E CIÊNCIAS. Escola Superior de Segurança, Tecnologia e Aviação. Consultado em: Abril 30, 2018, em https://comum.rcaap.pt/handle/10400.26/10866

Floods. National Geographic Society. Consultado em: Abril 30, 2018, em https://www.nationalgeographic.com/environment/natural-disasters/floods/

667 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.

Gostaria de ser nosso colaborador?

É especialista em alguma das áreas de conhecimento presentes na nossa enciclopédia? Tem gosto pela escrita? Gostaria de ser editor numa enciclopédia em português, integralmente escrita por especialistas? Gostaria de partilhar conhecimento?

Se a sua resposta é sim, então envie-nos o seu CV para geral@knoow.net para que possamos analisar e enviar mais detalhes sobre a forma de colaboração.

 

Áreas para as quais procuramos especialistas:

  •  Biologia
  •  Economia
  •  História
  •  Medicina
  •  Medicina Veterinária
  •  Filosofia
  •  Sociologia
  •  Contabilidade
  •  Direito
  •  Mecânica
  •  Química
  •  Física
  •  Matemática