Chuva

Descrição do conceito de chuva, as principais características, como se forma e os impactos que pode ter na natureza e para os seres humanos…

Chuva – conceito

Chuva

Chuva

Chuva é a designação comum atribuída a uma das formas mais comuns de precipitação, isto é, queda de gotas de água devido à condensação do vapor de água que forma as nuvens. Este fenómeno meteorológico é bastante comum, particularmente nas zonas tropicais, onde chove com bastante frequência. A queda de chuva pode também contribuir para uma ligeira subida na temperatura.

A chuva corresponde à precipitação da água e é um dos passos correspondentes ao ciclo da água, sendo que a água precipitada pode não retornar aos rios e lagos iniciais, mas antes infiltrar-se no solo, formando os lençóis de água muitas vezes utilizados na criação de poços. Também é possível que parte da água precipitada, volte a evaporar antes de atingir qualquer superfície, dando na mesma continuidade ao ciclo da água.

Como se forma:

A chuva forma-se devido à condensação das nuvens que se encontram saturadas, a sua medição designa-se por pluviosidade e o instrumento utilizado é o pluviometro. A pluviosidade corresponde à quantidade de chuva que caiu num determinado local ao longo de um determinado período de tempo, sendo medida geralmente em milímetros.

As gotas da chuva podem ter uma configuração diferente consoante o seu tamanho, por exemplo, quanto mais pequenas são as gotas mais arredondadas são. As gotas maiores apresentam uma forma mais irregular, sendo que as que apresentam um diâmetro maior assemelham-se a paraquedas.

A intensidade das chuvas permitem a sua classificação, existindo chuvas muito intensas que atingem os 5o milímetros por hora, assim como existem chuvas bastante fracas que atingem os 5 milímetros por hora. As outras duas intensidades da precipitação variam entre os 5 milímetros por hora e os 50 milímetros por hora e podem ser designadas por chuvas moderadas ou chuvas fortes respetivamente.

Ao contrario da temperatura que é fácil de prever, a ocorrência de precipitação não é tão fácil, sendo muitas vezes necessário recorrer às condições atmosféricas do local, assim como a humidade presente na atmosfera, sendo muito comum que chova em locais com elevada humidade e temperatura, enquanto zonas com menor humidade atmosférica têm menos probabilidade de ocorrer precipitação.

Tipos de chuva:

  • Chuvas frontais

Chuvas causadas pelo encontro de uma massa de ar frio com uma massa de ar quente. O choque, geralmente a latitudes medias, faz com que o ar quente suba e o frio desça. A subida de uma massa de ar quente e húmido para a atmosfera faz com que esta precipite, atingindo uma grande área. Este tipo de precipitação são bastante intensas e podem ter uma longa duração.

  • Chuvas de convecção

Conhecidas como chuvas de verão, são causadas pela intensa evaporação provocada por dias com elevadas temperaturas. Estes são os típicos aguaceiros, no entanto, se tiverem intervenção de ventos vindos do mar podem causar graves problemas. Estas chuvas têm grande intensidade, no entanto, a sua duração e a área atingida são relativamente pequenas.

  • Chuvas de relevo (orográficas)

Estas chuvas ocorrem quando encontram uma barreira como por exemplo o relevo de uma montanha. Estas chuvas são normais mas encostas voltadas para o mar, pois o ar quente sobe e acaba por arrefecer mais depressa devido ao encontro com a encosta da montanha acabando por se precipitar. Estas chuvas são de grande duração, mas de pequena intensidade e atingem pequenas áreas.

Impactos:

A ausência da chuva pode prejudicar o ambiente pois sem a presença de água não é possível a existência de vida no planeta. Os seres humanos encontram-se totalmente dependentes da água para as suas atividades diárias, assim como para a agricultura, para as industrias e para a produção de energia elétrica.

Os períodos de seca acabam por provocar problemas não só aos ecossistemas mas também aos seres humanos. A seca afeta os seres humanos ao nível económico, social e também ambiental, pois sem água acabam por ter que abater o seu gado ou não podem produzir nos campos e que leva ao aumento do preço desses alimentos, assim como a diminuição do rendimento de quem os produz.

As excessivas chuvas, ou chuvas muito intensas podem também causar impactos no ambiente, assim como na vida dos seres humanos, pois uma chuva intensa pode destruir florestas, ou particularmente os campos agrícolas dos seres humanos podendo apodrecer as raízes. Nas cidades as chuvas intensas podem mesmo causar inundações e provocar muitos inconvenientes ao ser humano que vê os seus bens a serem destruídos pelas águas.

Os impactos causados pela água também dependem do local e não só da quantidade, por exemplo, plantas tropicais necessitam de uma elevada quantidade de água para sobreviver e não sofrem com as chuvas de grande intensidade, já os catos que necessitam de pouca água, quando expostos a grande quantidades podem morrer.

Outro impacto de grande importância é o surgimento de chuvas acidas. As chuvas acidas surgem devido ao aumento da poluição atmosférica, particularmente causada por elementos de enxofre e compostos azotados, que quando presentes interagem com a água tornando-a mais acida. As chuvas acidas ao precipitarem-se sobre o ambiente vão provocar graves danos aos ecossistemas queimando raízes e folhas, assim como empobrecendo os solos, enquanto nas cidades, as chuvas ácidas, danificam edifícios e monumentos.

697 Visualizações 2 Total

References:

West, Kara editor (2011). Rain. Online Encyclopedia article. National Geographic Society. Consultado em: Novembro 20, 2017, em https://www.nationalgeographic.org/encyclopedia/rain/

Clark, Duncan; The Met Office (2011). How will climate change affect rainfall? The Guardian. Online article. Consultado em: Novembro 20, 2017, em https://www.theguardian.com/environment/2011/dec/15/climate-change-rainfall

Trenberth, Kevin E. (2011) Changes in precipitation with climate change. CLIMATE RESEARCH. Vol. 47: 123–138

697 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.

Gostaria de ser nosso colaborador?

É especialista em alguma das áreas de conhecimento presentes na nossa enciclopédia? Tem gosto pela escrita? Gostaria de ser editor numa enciclopédia em português, integralmente escrita por especialistas? Gostaria de partilhar conhecimento?

Se a sua resposta é sim, então envie-nos o seu CV para geral@knoow.net para que possamos analisar e enviar mais detalhes sobre a forma de colaboração.

 

Áreas para as quais procuramos especialistas:

  •  Biologia
  •  Economia
  •  História
  •  Medicina
  •  Medicina Veterinária
  •  Filosofia
  •  Sociologia
  •  Contabilidade
  •  Direito
  •  Mecânica
  •  Química
  •  Física
  •  Matemática