Medronho

Descrição do fruto medronho, as suas principais características, as suas propriedades e algumas das suas utilizações…

Medronho

Medronho: fruto do Arbutus unedo

Medronho: fruto do Arbutus unedo

Medronho é a designação comum do fruto do medronheiro (Arbutus unedo). Esta espécie é característica da região mediterrânea (por exemplo na Turquia, Grécia e no Líbano), assim como da Europa Ocidental, podendo surgir também na Irlanda, nas ilhas Canárias, no norte de África e na Ásia. Em Portugal este fruto é encontrado um pouco por todo o país, surgindo das diversas variedades existentes desta espécie.

Este fruto pertence à ordem Ericales (família Ericaceae), família à qual também pertencem as urzes, os arandos, os mirtilos, entre muitos outros frutos. A árvore que lhe dá origem (medronheiro) prefere solos mais siliciosos e áridos, podendo surgir em bosques ou matas.

As árvores, responsáveis pela produção deste fruto, são geralmente perenes, isto é, mantêm as suas folhas ao longo de todo o ano, sendo que o fruto é produzido normalmente no outono. Em Portugal, a colheita destes frutos é geralmente manual, isto é, sem a utilização de maquinaria.

Os frutos do medronheiro têm normalmente origem selvagem. Estes já eram conhecidos no tempo dos romanos, sendo referidos algumas vezes em textos antigos.

Características:

Este fruto possui uma forma esférica, cuja camada mais externa é avermelhada, quando madura, apresentando pequenas estruturas com forma piramidal. Antes de amadurecer, estes frutos admitem várias cores, iniciando com a cor verde, passando depois a amarelo e laranja, até atingirem a coloração típica do fruto maduro.

Os frutos são carnudos e suculentos, assemelhando-se muitas vezes a morangos, na cor e na forma, no entanto, a camada externa é mais áspera. Estes frutos possuem cerca de 2 centímetros de diâmetro e atraem diferentes espécies de aves.

O seu amadurecimento demora cerca de um ano, sendo possível a observação simultânea de flores e frutos no mesmo individuo. Os frutos, assim como as flores, podem deteriorar-se quando expostos a baixas temperaturas, particularmente geadas.

O consumo de vários frutos após o início da fermentação deste pode levar o consumidor a sentir-se ébrio, pois possuem alguma quantidade de álcool. A textura destes é muitas vezes farinácea e o sabor é agridoce, sendo azedos quando ainda não se encontram maduros.

Propriedades:

O fruto medronho possui uma grande quantidade de taninos, arbutina, metilarbutina, vitaminas C e E e carotenoides entre outros, o que contribui para a sua utilização como planta medicinal. Os fitoquímicos associados a estes frutos encontram-se associados à redução de risco de cancro e de doenças cardíacas.

Esta apresenta assim propriedades antisséticas, tendo sido muitas vezes utilizado no tratamento da sífilis e de doenças do sistema urinário, como as infeções. Estes são frequentemente utilizados em medicina, pelas suas características laxantes, diuréticas e antisséticas.

A elevada quantidade de açúcares e antioxidantes presentes nestes indivíduos torna-os em excelentes frutos para integrar uma dieta saudável e equilibrada, apesar de não serem frequentemente associados a comida saudável.

As suas propriedades alcoólicas são as propriedades mais associadas a estes frutos, particularmente no sul da Europa, onde são utilizadas na produção de bebidas com álcool.

Utilizações:

Os frutos do medronheiro são comestíveis para os seres humanos, mas não possuem grande sabor, sendo maioritariamente apreciados apenas pelos animais e não são consumidos frequentemente como fruta fresca pelo Homem.

O medronho é um fruto comestível, sendo consumido particularmente na região Sul de Portugal. Estes podem também ser utilizados na produção de licores, aguardentes e vinagres. A exploração destes frutos, em Portugal, ocorre particularmente nas regiões da Serra de Monchique e do Caldeirão.

Estes frutos são muitas vezes conservados através da produção de geleias e compotas. Os frutos do medronho são bastante apreciados para a produção de fondue de chocolate, assim como outras receitas.

O aspeto dos medronhos, por causa dos seus frutos e das suas flores, tornou-as em espécies muito apreciadas para uso como espécies ornamentais.

1757 Visualizações 1 Total

References:

Arbutus unedo. Plant finder. Missouri Botanical Garden. Consultado em: Junho 30, 2017, em http://www.missouribotanicalgarden.org/PlantFinder/PlantFinderDetails.aspx?taxonid=279932&isprofile=0&

Buchan, Ursula (2004). How to grow: the strawberry tree. Gardening. Telegraph. United Kingdom. Consultado em: Junho 30, 2017, em http://www.telegraph.co.uk/gardening/3324255/How-to-grow-the-strawberry-tree.html

Gilman, Edward F.; Watson, Dennis G. (1993). Arbutus unedo Figure 1. Mature Strawberry-Tree. Strawberry-Tree. Fact Sheet ST-85. Adaptado de Environmental Horticulture Department, Florida Cooperative Extension Service, Institute of Food and Agricultural Sciences, University of Florida.

Fortalezas, S., Tavares, L., Pimpão, R., Tyagi, M., Pontes, V., Alves, P. M., Santos, C. N. (2010). Antioxidant Properties and Neuroprotective Capacity of Strawberry Tree Fruit (Arbutus unedo) . Nutrients, 2(2), 214–229. Consultado em: Junho 30, 2017, em https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3257634/

1757 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.

Gostaria de ser nosso colaborador?

É especialista em alguma das áreas de conhecimento presentes na nossa enciclopédia? Tem gosto pela escrita? Gostaria de ser editor numa enciclopédia em português, integralmente escrita por especialistas? Gostaria de partilhar conhecimento?

Se a sua resposta é sim, então envie-nos o seu CV para geral@knoow.net para que possamos analisar e enviar mais detalhes sobre a forma de colaboração.

 

Áreas para as quais procuramos especialistas:

  •  Biologia
  •  Economia
  •  História
  •  Medicina
  •  Medicina Veterinária
  •  Filosofia
  •  Sociologia
  •  Contabilidade
  •  Direito
  •  Mecânica
  •  Química
  •  Física
  •  Matemática