Psicopatologia do adolescente

A psicopatologia no adolescente diz respeito à presença de perturbações associadas ao desenvolvimento do mesmo.

Psicopatologia do adolescente

A psicopatologia no adolescente diz respeito à presença de perturbações associadas ao desenvolvimento do mesmo. Estas perturbações podem ser de vários tipos e ter diferentes origens, mediante o ambiente existente.

De acordo com os trabalhos de Silva, Lemos e Nunes (2013) existem alguns fatores que podem propiciar a tendência para a psicopatologia na adolescência, sendo um dos mais significativos, a institucionalização.

No entanto, as autoras assumem que, embora não se possa descurar a influência desta condição, nos dias de hoje, a institucionalização já acarreta alguns cuidados mais elaborados como o acolhimento adequado, de acordo com as políticas vigente e a reforma no seu funcionamento (Silva, Lemos, & Nunes, 2013).

No que concerne aos fatores de risco de psicopatologia, propriamente ditos, têm uma forte origem relacionada com o ambiente familiar de onde o adolescente vem, como separação dos pais, o que surte repercussões muito negativas ao nível do seu desenvolvimento (Silva, Lemos, & Nunes, 2013).

A propósito das características da educação em meio institucionalizado, é muito comum que haja mais frequência de stresse nestes jovens, que é uma das variáveis mais suscetíveis de evoluir para quadros de psicopatologia (Silva, Lemos, & Nunes, 2013).

Além disso, os estudos de Vilela, Macho e Almeida (2011) indicam, também, uma forte ligação de determinados tipos de comportamento desviante, tais como o abuso de álcool, no que concerne ao desenvolvimento de quadros psicopatológicos.

Silva, Lemos e Nunes (2013) sugerem, portanto, que, em qualquer situação vivida na fase da adolescência, é fundamental que o jovem tenha acesso ao apoio necessário para que seja capaz de reagir da forma mais saudável às adversidades, o que pressupõe o desenvolvimento de competências de resiliência e adaptação (Silva, Lemos, & Nunes, 2013).

De um modo geral, quando as necessidades básicas do adolescente não têm as respostas que lhes permitem estabelecer o ponto de equilíbrio bem como o desenvolvimento saudável, algumas das perturbações associadas a quadros de psicopatologia, mais comuns são perturbação de hiperatividade, perturbação de comportamento desviante, depressão e ainda ansiedade (Vilela, Macho, & Gaspar, 2011). Segundo os mesmos autores, uma vez que s verifica uma forte tendência para quadros psicopatológicos mediante o consumo abusivo de álcool, é possível afirmar que este é, também, um dos problemas mais preocupantes que afetam o desenvolvimento saudável dos adolescentes, tendo em conta as patologias acima descritas (Vilela, Macho, & Gaspar, 2011).

Consequências mais associadas ao crescimento institucionalizado e ao abuso de álcool

É comum que o crescimento e o desenvolvimento em instituição, possam trazer alguns problemas psicopatológicos sociais, psicológicos e comportamentais, devido à vulnerabilidade já anteriormente existente, de nível familiar e psicossocial (Silva, Lemos, & Nunes, 2013).

Em relação à variável consumo de álcool, os estudos de Vilela, Macho e Almeida (2011) evidenciam uma igual correlação entre o abuso e a evolução de quadros depressivos, ansiogénicos, de hiperatividade, entre outros.

Os estudos levados a cabo por Vilela, Macho e Almeida (2011) foram ainda alvo de uma comparação entre os dois géneros no sentido de verificar se existem diferenças significativas no que diz respeito a consumo abusivo de álcool e as perturbações psicopatológicas. No entanto, na maioria dos casos, os autores não encontraram grandes diferenças, o que significativa que este tipo de conduta é adotado na adolescência independentemente do género, tendo igual probabilidade de maior ou menor gravidade (Vilela, Macho. & Almeida, 2011).

Outra questão a ter em conta quando se avalia o risco de desenvolver doenças psicopatológicas na adolescência, principalmente quando se trata de jovens em instituição é avaliar corretamente a psicopatologia desenvolvida pelos adolescentes primeiramente no contexto familiar e seguidamente no ambiente da instituição (Silva, Lemos, & Nunes, 2013).

Este tipo de cuidado na avaliação permite observar a influência que cada um dos meios exerce, para a suscetibilidade dos adolescentes face ao risco (Silva, Lemos, & Nunes, 2013).

A partir da junção de ambas as variáveis, em termos comparativos, para observar a tendência para a psicopatologia, podemos perceber em que medida os jovens institucionalizados têm menor ou maior capacidade de adaptabilidade e resiliência face a fatores stressantes, uma vez que parece ser a característica mais comum neste contexto (Silva, Lemos, & Nunes, 2013).

Conclusão

A psicopatologia na adolescência parece estar fortemente ligada tanto ao estilo de comportamento adotado pelo indivíduo como à história de consumos que o mesmo faz. Em muitas situações, o comportamento patológico advém do facto de o adolescente não reunir as condições necessárias a um desenvolvimento saudável, como é o caso de muitos dos que vivem em instituição e aos quais não estão disponíveis as respostas às suas necessidades. No caso do consumo abusivo de álcool, mediante o histórico do mesmo, tende, com alto grau de gravidade, a despoletar sintomas depressivos, ansiogénicos, hiperativos, entre outros.

1900 Visualizações 1 Total

References:

  • Silva, Conceição, Lemos, Ilda, & Nunes, Cristina. (2013). Acontecimentos de vida stressantes, psicopatologia e resiliência em adolescentes institucionalizados e não-institucionalizados. Psicologia, Saúde & Doenças, 14(2),348-355. Recuperado a 14 de dezembro de 2016 de http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862013000200012;
  • Vilela, Lara, Macho, Patrícia, & Almeida, Gaspar. (2011). Consumo de álcool em adolescentes e psicopatologia associada. Toxicodependências, 17(1), 43-52. Recuperado em 15 de dezembro de 2016 de http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0874-48902011000100005.
1900 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.