Comportamento violento

O comportamento violento diz respeito ao ato criminoso e desajustado que pode apresentar diferentes contornos, sejam de agressividade, furto, criminoso, ente outros.

O comportamento violento diz respeito ao ato criminoso e desajustado que pode apresentar diferentes contornos, sejam de agressividade, furto, criminoso, ente outros. Pode estar relacionado com diferentes fatores tais como o sexo ou a influência dos filmes.

No âmbito da psicologia, o comportamento violento é associado a todo e qualquer ato criminoso, portanto, ilegal, como roubo, não seguimento das normas, furto, assalto, homicídio, etc.

Segundo Gomide (2000) o comportamento violento pode ser observado e até mesmo incentivado em diferentes cenários, sendo um dos mais comuns, o desporto, que vai aumentando com a idade.

Alguns autores consideram que é importante diferenciar comportamento violento e ato criminoso de doença mental, uma vez que isso pode levar à confusão entre papeis, isto é, em alguns casos, poderá inverter as coisas de tal forma que se tratará a doença mental como crime e se irá prescrever medicação para atos criminosos (Monahan apud Gattaz, 1999).

De acordo com os pressupostos e com a investigação realizada acerca do comportamento violento, percebemos a evidência de que, comparando atos ilegais e violentos entre doentes mentais e sujeitos normais, os segundos manifestam comportamentos mais violentos do que os primeiros (Gattaz, 1999).

Verifica-se que algumas características se destacam entre os sujeitos mais predispostos a cometer atos violentos, sendo elas:

  • Demográficos: maior tendência para atos violentos em sujeitos do sexo masculino e em faixas etárias mais jovens;
  • Perturbação de personalidade: sujeitos com personalidade antissocial;
  • Já terem sido detidos;
  • Perturbação de comportamento e delinquência;
  • Idade em que o sujeito se inicia no comportamento violento: quanto mais cedo, maior a gravidade do ato;
  • Acesso a armas de fogo;
  • Suporte social: quanto mais deficitário, maior risco de violência;
  • Disponibilidade da vítima com quem se faz o ato violento;
  • Psicoses; bipolarismo, esquizofrenia, paranoia, entre outras;
  • Abuso de substancias.

Alguns autores tais como Gomide (2000) corroboram a constatação já referenciada acerca da maior tendência de homens do que de mulheres para enveredar por atos violentos. No entanto, é importante compreender os motivos, sendo que é comum que a sociedade ensine que é mais incorreto que meninas tenham comportamento violento do que no caso dos meninos (Gomide, 2000).

Não podemos ainda deixar de referir que o comportamento violento está significativamente associado à indústria cinematográfica, sendo que os estudos mostram, claramente, que filmes com presença de cenários de violência, têm impactos astante significativos na conduta das pessoas que assistem (Gomide. 2000).

Conclusão

Verifica-se que existem algumas características no comportamento violento que são transversais a todos os estudos, sendo elas o sexo dos indivíduos, uma vez que a literatura mostra clara tendência para atos violentos por parte dos homens, mais do que no caso das mulheres. Alguns cenários parecem também ser mais favoráveis ao comportamento violento entre eles o desporto ou mesmo a indústria cinematográfica, o primeiro até mesmo pelo incentivo e o segundo pela influência.

502 Visualizações 1 Total

References:

  • Gomide, P.I.C. (2000). A influência de filmes violentos em comportamento agressivo de crianças e adolescentes. . Reflex. Cit. V.13 n.1 Porto Alegre, 2000.
  • https://www.portaleducacao.com.br/conteudo/artigos/psicologia/comportamento-violento/35365
502 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.