Perturbação do comportamento

A perturbação do comportamento diz respeito ao comportamento fora das normas, seja ele interno ou externo.

Este artigo é patrocinado por: «A sua instituição aqui»

A perturbação do comportamento diz respeito ao comportamento fora das normas, seja ele interno ou externo.

Segundo Rosando (2013) e Silva (2008) a perturbação do comportamento diz respeito à repetição de um conjunto de comportamentos que violam os direitos básicos de terceiros ou as regras sociais e normas vigentes, associadas à idade em que o indivíduo se encontra.

De acordo com os trabalhos levados a cabo por Silva (2008) podemos também considerar a perturbação do comportamento como uma conduta agressiva, destrutiva e/ou desafiadora que pode ter diferentes graus, isto é, leve, moderada ou grave.

Quando se fala neste tipo de comportamento, fala-se de agressão, ameaças, roubos, falsificação, infringir sofrimento nos outros, entre outro tipo de condutas causadas pela perturbação (Rosando, 2013).

No entanto, é importante referir que a perturbação do comportamento não diz respeito apenas às ações externas, ou seja, aquilo que vemos o indivíduo a fazer, isto é, também se considera como perturbação do comportamento, atitudes internas, tais como a manifestação de neuroses, como no caso da timidez, medo e outras dificuldades de interação social que o indivíduo possa manifestar (Bolsoni-Silva & Del Prette, 2003, cit in Rosando, 2013).

Quando a perturbação do comportamento se começa a manifestar na infância, podemos ver alguns cenários padronizados como mentir e/ou faltar às aulas, no entanto, é necessário discernir quando a situação acontece com muita frequência, que é aquilo que caracteriza a perturbação, ou se acontece apenas de forma esporádica (Rosando, 2013; Silva, 2008).

Deste modo, Rosando (2013) considera que a perturbação do comportamento diz respeito a atitudes por parte da pessoa que possam, de alguma forma, incomodar os demais e que possam mesmo ser perigosas.

Habitualmente, pessoas com perturbação do comportamento manifestam baixa tolerância a frustrações, irritabilidade, explosões de temperamento e agressividade descontrolada (Silva, 2008).

Conclusão

A perturbação do comportamento diz respeito ao comportamento agressivo, violento, neurótico, ou qualquer outro tipo de comportamento fora do considerado padrão, que de alguma forma afete a vida do indivíduo e/ou de terceiros. Para que seja considerada como perturbação ela deve acontecer por um período prolongado de tempo.

157 Visualizações 1 Total

References:

  • Rosando, A.R.A. (2013). PERTURBAÇÕES DO COMPORTAMENTO NA INFÂNCIA E ADOLESCÊNCIA: UMA REVISÃO DA LITERATURA. Revista de Psicologia da Criança e do Adolescente. Lisboa, 4 (1) 2013.
  • Silva, S. (2008). PAPEL PARENTAL EM PERTURBAÇÕES DO COMPORTAMENTO INFANTIL. Instituto Superior de Psicologia Aplicada – ISPA. PSICOLOGIA.PT O PORTAL DOS PSICÓLOGOS.
157 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.