Prevenção da violência

A prevenção da violência visa eliminar comportamentos agressivos e promover a cidadania, principalmente entre a infância e a adolescência.

A prevenção da violência visa eliminar comportamentos agressivos e promover a cidadania, principalmente entre a infância e a adolescência. Os estudos focam maioritariamente estas faixas etárias por serem onde se começam a verificar os primeiros sinais de presença de violência dos mais diferentes contornos.

De acordo com dados recolhidos no Portal da Educação, a violência assume diferentes contornos, sejam eles físicos, através de beliscões, cintadas, puxões de orelhas, etc; sexuais, através da manipulação da genitália, exploração sexual, ato sexual; violência psicológica, através de rejeição, desrespeito, depreciação, xingamento, punição exagerada, negligência, entre outras.

Segundo estes dados, a forma de prevenir a violência começa por compreender como aparecem os sinais sendo que alguns deles se manifestam através de ferimentos, doenças sexualmente transmissíveis (DST), problemas de aprendizagem, fugas, automutilação, desnutrição, choro sem causa aparente, entre outros.

Algumas das formas de atuar junto de crianças e adolescentes, uma das maiores camadas onde se verifica significativa incidência é através da não culpabilização, o incentivo à autoconfiança, a promoção de procura de ajuda, confiar e acreditar no que nos dizem, permitir que falem sobre os seus sentimentos, entre outros.

Alguns estudos focam ainda a importância dos pais e encarregados de educação já que estes são os primeiros modelos a seguir pelos indivíduos, pelo que o comportamento destes irá ser bastante determinante para o processo de prevenção (Costa, s.d.).

Os estudos demonstram que é necessário tratar estas crianças e adolescentes com sensibilidade à sua condição e compreender que um cenário de rigidez não será produtivo para os mesmos.

De acordo com estes pressupostos, Costa considera importantes algumas estratégias com vista à prevenção da violência tais como:

Formação dos docentes através de uma boa gestão da aula com preparação para resolução de conflitos;

Formação do pessoal presente na instituição escolar no sentido de procurar inibir situações de violência e conflito;

Adaptação e melhoria da qualidade das infraestruturas e do ambiente do recreio;

Projetos promotores da cidadania com foco no respeito mútuo;

Implementação do desporto como fundamental e essencial;

Ações de informação junto dos pais e de toda a comunidade escolar;

Entre outras.

Segundo Costa (s.d.) a prevenção da violência permite não só desenvolver um ambiente harmonioso e respeitoso como, ao mesmo tempo, promove a cidadania.

Conclusão

A prevenção da violência deve começar sobretudo na infância já que é nesta fase de desenvolvimento e na adolescência onde começam os primeiros indícios e sinais de comportamento violento ou de vitimização. Nesse sentido importa implementar ações educativas que visem a cidadania, começando pelos professores, pais e encarregados de educação mas estender as mesmas a toda a comunidade escolar. é fundamental promover a cidadania no sentido de detectar e eliminar sinais que possam dar incentivo a comportamentos violentos e agressivos.

671 Visualizações 1 Total

References:

  • A escola também tem um papel na prevenção da violência. https://www.portoeditora.pt/paisealunos/pais-and-alunos/noticia/ver?id=28349&langid=1;
  • https://www.portaleducacao.com.br/conteudo/artigos/enfermagem/prevencao-a-violencia-contra-criancas-e-adolescentes/27255.
671 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.