Amadora, Portugal

Este artigo é patrocinado por: «A sua instituição aqui»

Apresentação da vila e município de Amadora

Amadora é um município português localizado no distrito de Lisboa, na região de Lisboa e sub-região da Área Metropolitana de Lisboa. É um município com 175 136 habitantes, de acordo com os censos de 2011, com seis freguesias em 23,79 km². Este é um dos municípios mais pequenos de Portugal.

O município é limitado a nordeste por Odivelas, a sueste por Lisboa, a sul e a oeste por Oeiras e a oeste e norte por Sintra.

As seis freguesias do concelho de Amadora são Águas Livres, Alfragide, Encosta do Sol, Falagueira-Venda Nova, Mina de Água e Venteira.

História

Desde o Paleolítico que a zona que atualmente é o concelho da Amadora foi ocupada por povoações, fruto dos seus recursos cinegéticos, da fertilidade dos solos e abundância de água. Do Calcolítico permanecem vestígios de importância histórica, nomeadamente a Necrópole de Carenque.

Posteriormente a zona foi habitada continuamente nos séculos II e III. Após o domínio árabe, durante a Idade Média, esta foi uma região de cariz essencialmente rural que produzia alimentos para abastecer a cidade de Lisboa.

O atual território da Amadora nasceu da divisão da antiga freguesia de Benfica aquando da redefinição dos limites de Lisboa entre 1885 e 1886. A designação de Amadora foi decretada a 28 de outubro de 1907 pelo rei D. Carlos. Foi elevada a freguesia do concelho de Oeiras a 17 de abril de 1916, tendo sido elevada a vila a 24 de junho de 1937.

O município foi criado a 11 de setembro de 1979 e a 17 de setembro do mesmo ano a vila da Amadora foi elevada a cidade.

Património

O principal património da cidade inclui os seguintes locais:

  • Fábrica de cabos elétricos Diogo D’Ávila
  • Quinta do Outeiro
  • Villa romana da Quinta da Bolacha
  • Casal da Falagueira de Cima
  • Grutas artificiais do Tojal de Vila Chã
  • Aqueduto da Gargantada
  • Vila Martelo
  • Casa do Infantado
  • Aqueduto das Águas Livres
  • Ponte Filipina de Carenque de Baixo
  • Recreios da Amadora
  • Casa Aprígio Gomes
  • Parque Delfim Guimarães

Gastronomia

A gastronomia da Amadora absorveu as influências das zonas ao seu redor. Na Amadora o principal prato típico é o Coelho à Pedro da Porcalhota, uma iguaria com mais de 100 anos. Além disso, outro dos produtos tradicionais é o pão.  

Geminações

Com o objetivo de aproximar os povos e criar laços históricos e culturais de amizade, o município celebrou os seguintes Protocolos de Geminação:

  • Tarrafal (Cabo Verde)
  • Huambo (Angola)
  • Piracicaba (Brasil)

Brasão da cidade

Amadora

O brasão da cidade é um escudo de verde, em faixa um aqueduto de três arcos de prata, lavrado de negro. Em chefe uma manga de vento enfunada de prata, posta em banda, à dextra, com haste e rolamentos de ouro e ferros de negro. Brocante sobre esta e à sinistra, hélice de aviação com cubo de vermelho e duas pás de ouro postas em contrabanda, com cores e metais entre-cambadas e em contra-chefe romãzeira de três ramos arrancada, florida e frutada de ouro, com bagas de fruto vermelhas. A coroa mural é de cinco torres de prata e o listel é branco com a legenda CIDADE DA AMADORA a negro.

Municípios do Distrito de Lisboa

Alenquer Amadora Arruda dos Vinhos Azambuja
Cadaval Cascais Lisboa Loures
Lourinhã Mafra Odivelas Oeiras
Sintra Sobral de Monte Agraço Torres Vedras Vila Franca de Xira
96 Visualizações 1 Total
96 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.