Selecção Portuguesa de Futebol 1984

“Os Patrícios”

84

 

Campeonato Europeu de Futebol de 1984 – França

Vinte anos depois da primeira participação num torneio internacional, a selecção portuguesa voltou novamente a marcar presença na fase final de uma competição, desta vez no campeonato europeu de 1984, em terras francesas. “Os patrícios”, alcunha pela qual ficaram conhecidos na altura, conseguiram o 3º lugar, tendo perdido apenas nas meias-finais com a França, que se sagrou campeã. Era uma selecção repleta de grandes jogadores esta que regressou aos palcos internacionais, desde a baliza ao ataque, passando por um meio-campo sólido e consistente.

A convocatória foi dominada por duas equipas: FC Porto, com 9 jogadores presentes, e Benfica, com 8. Do Sporting, apenas Jordão foi chamado, e viria a ser uma das figuras da selecção. De resto, este foi o retrato de uma nova realidade que se começou a afirmar no futebol nacional português, com o FC Porto a assumir um papel mais preponderante e de domínio, em detrimento da equipa de Alvalade. Um aspecto é de salientar: nenhum jogador convocado jogava no estrangeiro.

Portugal jogava num 4-5-1, que se poderia desdobrava num 4-3-3, em posse de bola, com Bento na baliza; na defesa, João Pinto na direita, Álvaro na esquerda, Eurico Gomes e Lima Pereira a centrais; Carlos Manuel, Sousa e Jaime Pacheco no centro do meio-campo, Chalana (o “Asterix”) como extremo esquerdo, Diamantino na direita e no ataque Jordão. Este seria o “Onze” base mais forte.

 

Jogadores convocados:

Guarda-redes: Manuel Bento (Benfica), Jorge Martins (V. Setúbal), Vítor Damas (Portimonense)

Defesas: António Veloso (Benfica), João Pinto (FC Porto), Lima Pereira (FC Porto), Eurico Gomes (FC Porto), António Bastos Lopes (Benfica), Álvaro (Benfica), Eduardo Luís (FC Porto)

Médios: Chalana (Benfica), Vermelhinho (FC Porto), Carlos Manuel (Benfica), Sousa (FC Porto), Frasco (FC Porto), Jaime Pacheco (FC Porto), Diamantino (Benfica)

Avançados: Nené (Benfica), Jordão (Sporting), Fernando Gomes (FC Porto)

 

Fase de Apuramento: apenas uma derrota.

Portugal perdeu apenas um jogo na fase de qualificação para o Euro 84, classificando-se com cinco vitórias e 10 pontos no primeiro lugar do Grupo 2 de apuramento. A única derrota foi frente à União Soviética, no entanto foi bem pesada, sofrendo uma goleada por 5-0 na deslocação ao terreno dos russos.

Na última jornada, no jogo decisivo frente à mesma URSS, Portugal estava obrigado a ganhar para marcar presença em França e venceu por 1-0, com um golo apontado por Jordão aos 73 minutos, através de uma grande penalidade. A vitória fez com que a selecção portuguesa passasse para a frente do grupo, com mais um ponto que os russos, numa altura em que as vitórias valiam apenas 2 pontos.

Pelo meio ficaram outras quatro vitórias sobre Polónia e Finlândia, tendo Portugal aplicado igualmente uma goleada aos nórdicos por 5-0, no estádio de Alvalade.

 

Grupo 2 P J V E D GM GS
1
Portugal Portugal
10 6 5 0 1 11 6
2
União Soviética União Soviética
9 6 4 1 1 11 2
3
Polónia Polónia
4 6 1 2 3 6 9
4
Finlândia Finlândia
1 6 0 1 5 3 14

Fase de Grupos: um candidato surpresa

Portugal partiu para este europeu como “outsider”, não sendo favorito. Num grupo onde defrontou Alemanha, Espanha e Roménia, não se esperavam facilidades.

O primeiro jogo opôs a selecção portuguesa à poderosa a RFA, onde brilhavam Rudi Völler e Karl-Heinz Rummenigge, e na qual começava a despontar Lothar Matthäus. Portugal deu uma boa imagem e conquistou um ponto precioso, tal como aconteceria no encontro seguinte.
O segundo jogo, frente à Espanha de Butragueño, Camacho, Goikoetxea e Arconada, ditou novamente uma igualdade, desta vez a uma bola. Sousa deu vantagem a Portugal, aos 52 minutos, com um grande golo, e Santillana empatou aos 73, deixando a decisão final para a última jornada.

Não era preciso a calculadora, uma vitória garantia o apuramento. Portugal chega ao embate final frente à Roménia dependendo apenas de si próprio para passar às meias-finais da prova. O golo que colocou os “Patrícios” na fase a eliminar foi apontado a 9 minutos do fim, por Nené, que tinha entrado durante a 2ª parte. Portugal estava na meias-finais e iria defrontar a equipa da casa.

Grupo 2 P J V E D GM GS
1
Espanha Espanha
4 3 1 2 0 3 2
2
Portugal Portugal
4 3 1 2 0 2 1
3
Alemanha Alemanha
3 3 1 1 1 2 2
4
Roménia Roménia
1 3 0 1 2 2 4

 

1984/06/14
Alemanha Alemanha
0-0
Portugal Portugal
1984/06/17
Portugal Portugal
1-1
Espanha Espanha
1984/06/20
Portugal Portugal
1-0
Roménia Roménia

 

Meias-finais: Reviravoltas, emoção e o fim do sonho

Como Portugal terminou em 2º lugar no grupo, atrás da Espanha, a selecção das quinas defrontou a selecção anfitriã nas meias-finais, a França. Os gauleses partiam como favoritos para aquele que viria a ser um dos jogos mais épicos da história dos Campeonatos da Europa.

Portugal defrontava uma selecção composta por estrelas, como Tigana, Giresse, Domergue, Luiz Fernandéz, Lacombe e claro, o capitão, Michel Platini. A partida começou mal para a os “patrícios”, que sofreram um golo aos 24 minutos, apontado pelo central Domergue. Já na segunda parte, Jordão iria empatar aos 74 minutos, após assistência de Chalana, levando o encontro para prolongamento. Aos 108 minutos, Portugal chegou a acreditar ainda mais na presença na final, quando Jordão, novamente a passe de Chalana, faz o 2-1, sobrando pouco mais dez minutos para o apito final.

No entanto, o central Domergue também bisou, aos 114 minutos, e, quando tudo parecia encaminhar-se para os penaltis, Platini marca o golo da vitória a um minuto do fim. Foi o ponto final dramático na campanha lusa em terras francesas, no resultado daquele que viria a ser um duelo histórico daí em diante, entre Portugal e França. Uma série de duelos que Portugal só conseguiria vingar 32 anos depois, na final do Europeu 2016, em Paris, num Parque dos Príncipes cheio a presenciar a vitória portuguesa por 1-0 em cima dos anfitriões. Uma vingança que se serviria fria.

A meia-final de 84 ficou marcada pelo bis de Jordão, pelos dribles de Chalana e pela majestosa exibição de Bento, que conseguiu adiar até ao fim a vitória francesa.

Portugal caiu novamente nas meias-finais de um torneio internacional, e novamente contra a equipa da casa, mas caiu de pé.

1984/06/23
França França
3-2 (a.p.)
Portugal Portugal

 

5035 Visualizações 2 Total

References:

http://www.zerozero.pt/edition.php?id_edicao=50&fase=11107&grupo=204

http://pt.uefa.com/uefaeuro/season=1984/standings/index.html

5035 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.