Laurales, ordem

Descrição da ordem Laurales, as suas principais características, os locais onde pode ser encontradas, assim como as suas utilizações…

Laurales – descrição da ordem

Ordem Laurales

Ordem Laurales

Laurales é a designação atribuída a uma ordem de angiospérmicas, associada ao clado magnoliids, isto é, um grupo muito antigo de plantas com flor. Esta ordem encontra-se na classe Magnoliopsida, que pertence à divisão Magnoliophyta.

A esta ordem estão associadas cerca de 7 famílias, que organizam aproximadamente 90 géneros, dos quais fazem parte 2800 espécies. A maior família desta ordem é a família Lauraceae, com cerca de 50 géneros, à qual pertencem por exemplo a canela, o loureiro e o abacateiro.

Características:

Laurales
Reino Filo Classe Ordem Família Género Espécie
 Plantae  Magnoliophyta Magnoliopsida Laurales

 

Distrib. Geográfica Estatuto Conserv. Habitat Necessidades Nutricionais
 Longevidade
Regiões tropicais e regiões temperadas humidade e temperaturas elevadas  –

 

Características Físicas
Anatómicas porte arbóreo ou arbustivo com crescimento secundário; folhas simples coreáceas, inflorescências cimosas e cápsulas indeiscentes…
Tamanho  varia consoante a espécie
 pólen sem operculos

A ordem Laureles corresponde a um grupo de plantas muito diversificado, não existindo nenhuma propriedade apenas associada aos seus membros e que os distinga de outras ordens.

Os membros desta ordem possuem um porte arbóreo ou arbustivo, consoante a espécie. Muitos dos membros desta ordem apresentam crescimento secundário com presença de lenhina. Os seus membros caracterizam-se pela presença de partes aromáticas, como por exemplo o seu caule ou as suas folhas.

As folhas destes indivíduos são geralmente simples e coreáceas, com uma forma alongada. Estas apresentam uma distribuição oposta e são normalmente perenes, isto é, as folhas mantêm-se no individuo durante todo o ano.

As suas flores são de pequenas dimensões, formando inflorescências, geralmente cimosas. Os membros desta ordem não possuem diferenciação entre as sépalas e as pétalas. Estas podem ser unissexiais ou bissexuais, consoante a espécie.

O carpelo, com um ou dois óvulos, encontra-se inserido num recetáculo lenhoso. O ovário é semi-inferior. O pólen não possui opérculos, ou possui até dois opérculos.

Os frutos produzidos nesta ordem produzem apenas uma semente com grandes dimensões, em algumas famílias os frutos são agregados. Os frutos são geralmente capsulas indeiscentes, bagas ou drupas consoante a espécie, apresentando uma forma esférica quando maduros. A semente é lenhosa e encontra-se normalmente no centro do fruto.

Relações filogenéticas:

As Laurales têm-se encontrado frequentemente no centro de um debate, visto terem sido consideradas por investigadores como não correspondendo a um grupo monofilético, logo não correspondendo a uma verdadeira ordem. Este encontra-se muitas vezes associado à ordem Magnoliales.

Com a utilização das tecnologias de biologia molecular, veio a determinar-se a exclusão de algumas famílias anteriormente parte desta ordem, permitindo assim que a ordem fosse considerada monofiléticas. Esta ordem foi considerada como sendo um grupo de angiospérmicas basais, isto é, bastante primitivo.

Segundo o sistema APG III, as seguintes famílias encontram-se inseridas nesta ordem Atherospermataceae, Calycanthaceae, Gomortegaceae, Hernandiaceae, Lauraceae, Monimiaceae e Siparunaceae.

Distribuição:

Esta ordem terá surgido no inicio do período Cretáceo, existindo fósseis que indicam a sua presença nesse período. O seu surgimento neste período admite que se trata de indivíduos expostos a um longo período de evolução e com características muito primitivas.

Os membros da ordem Laurales distribuem-se por regiões temperadas ou tropicais, consoante a espécie, no entanto, estas são predominantes nas regiões tropicais do continente Americano.

Algumas espécies são encontradas no sudoeste da Ásia, em África, na Austrália, na Nova Zelândia, em certas partes da América central e do sul e ainda no continente europeu (particularmente o género Laurus).

Estes indivíduos dão preferência a ambientes com elevada humidade e temperaturas elevada, com pouca variação térmica diária. Algumas espécies toleram baixas temperaturas, mas nunca valores inferiores aos 10 graus negativos.

Utilização:

Alguns membros desta ordem, particularmente pertencentes à família Lauraceae, encontram-se associados à alimentação, seja como temperos ou especiarias, seja como produtores de frutos. Certos frutos desta família são altamente nutritivos, ricos em proteínas e com baixos teores de açúcar. Algumas destas espécies eram utilizados para a produção de chãs pelos índios americanos.

Algumas espécies associadas à ordem Laurales são cultivadas como ornamentais, devido ao aspeto das suas flores e folhas, como por exemplo o Calycanthus. A madeira de algumas espécies possui elevado valor económico, particularmente devido ao cheiro que pode libertar, mesmo depois do abate.

A madeira dos membros desta família é bastante apreciada. A ordem laurales é a fonte de um elevado número de óleos essenciais utilizados, por exemplo, em perfumes, assim como de alguns extratos medicinais, por exemplo a cânfora.

Em alguns casos, as espécies pertencentes a esta ordem foram consideradas cancerígenas, ou com propriedades cancerígenas, como por exemplo o loureiro, cujas folhas quando utilizadas em excesso podem causar cancro.

967 Visualizações 1 Total

References:

Berry, Paul E.; Sampson, F. Bruce. Laurales. Encyclopædia Britannica, inc. Consultada em: Maio 31, 2017, em https://www.britannica.com/plant/Laurales

Renner, Susanne S. (1999). Circumscription and phylogeny of the Laurales: evidence from molecular and morphological data. Am. J. Bot.  vol. 86 no. 9 1301-1315. Consultada em: Maio 31, 2017, em http://www.amjbot.org/content/86/9/1301.full

967 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.

Gostaria de ser nosso colaborador?

É especialista em alguma das áreas de conhecimento presentes na nossa enciclopédia? Tem gosto pela escrita? Gostaria de ser editor numa enciclopédia em português, integralmente escrita por especialistas? Gostaria de partilhar conhecimento?

Se a sua resposta é sim, então envie-nos o seu CV para geral@knoow.net para que possamos analisar e enviar mais detalhes sobre a forma de colaboração.

 

Áreas para as quais procuramos especialistas:

  •  Biologia
  •  Economia
  •  História
  •  Medicina
  •  Medicina Veterinária
  •  Filosofia
  •  Sociologia
  •  Contabilidade
  •  Direito
  •  Mecânica
  •  Química
  •  Física
  •  Matemática