Latimeriidae (Celacanto), Família

Celacanto é a designação comum de um grupo de peixes pertencente à família Latimeriidae. Existem actualmente apenas 2 espécies sobreviventes desta família.

Caracterização de Latimeriidae (Celacanto), Família

 

Latimeriidae (Celacanto), Família
Reino Filo Classe Ordem Família Género Espécie
Animalia Chordata Sarcopterygii Coelacanthiformes Latimeriidae 1 género 2 espécies

 

Celacanto é a designação dada aos membros pertencentes à família de peixes Latimeriidae. Esta família compreende um género (Latimeria) e duas espécies (L. chalumnae e L. menadoensis) que apresentam um estatuto de conservação de elevado risco de ameaça à sua conservação. A espécie L. chalumnae encontra-se ‘Criticamente ameaçada’ e a espécie L. menadoensis está classificada com um estatuto de conservação de ‘Vulnerável’.

Coelacanth

Ilustração de um celacanto.

 

Caracterização dos celacantos

Estes animais podem atingir até cerca de 1.8 metros de comprimento e um peso de, aproximadamente, 95 quilogramas. Exibem uma coloração azulada pontuada com manchas rosadas. Apresentam barbatanas pares com pedúnculos musculados na base.

Do ponto de vista reprodutivo, são animais ovovivíparos (a fertilização é interna e os embriões desenvolvem-se dentro de um ovo, no interior do corpo materno). As fêmeas libertam os ovos dentro do oviduto, estrutura que acomoda os embriões durante o seu desenvolvimento. Os ovos podem ter cerca de 9 centímetros de diâmetro e um peso de, aproximadamente, 300 gramas, e os embriões podem atingir cerca de 30 centímetros até ao momento do nascimento. Os celacantos alimentam-se de peixes mais pequenos.

Habitat e distribuição geográfica

Os celacantos são peixes que colonizam as águas frias nos habitats do oceano profundo, a mais de 100 metros de profundidade. Apresentam uma distribuição geográfica que se estende desde a Província do Cabo e KwaZulu-Natal, na África do Sul, ao arquipélago das ilhas Comores, no oceano Índico. A espécie L. menadoensis ocorre em Celebes, uma ilha da Indonésia.

Fósseis vivos

Os celacantos deixaram-nos um registo fóssil bem documentado, datado do período Devónico há cerca de 350 a 400 milhões de anos atrás. Durante muito tempo pensou-se que este grupo de peixes se encontrava completamente extinto, dado que, o último vestígio fóssil pertencente ao género Macropoma desaparece a partir do registo estratigráfico do período Cretácico (há cerca de 140 a 170 milhões de anos atrás). O primeiro espécime vivo foi identificado apenas em 1938, cerca de um século após as primeiras descobertas fósseis do grupo. Por esta razão, os representantes extantes são considerados ‘fósseis vivos’ apesar de esta designação não conter em si nenhuma precisão científica. Possui apenas o valor histórico da descoberta de exemplares vivos de um grupo biológico que já tinha sido considerado extinto pela comunidade científica.

1602 Visualizações 1 Total

References:

  • Dawes, J. (2005). Encyclopedia of Fish. An Essential Guide to Fish of the World. Grange Books.
  • on-line: The IUCN Red List of Threatened Species. Version 2015-4. <www.iucnredlist.org>. Downloaded on 25 January 2016.
1602 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.