Mar Egeu

O Mar Egeu é uma superfície aquática localizada entre a Europa e a Ásia.

Contextualização do Mar Egeu:

O Mar Egeu é um mar interior da Bacia Mediterrânica localizado entre o continente europeu (Grécia) e o asiático (Anatólia). A leste da sua posição localiza-se a Turquia, a oeste a Grécia, a sul o Mediterrâneo e a norte o estreito de Dardanelos com ligação ao Mar de Mármara.

Mar Egeu

Mar Egeu

No Mar Egeu existem um conjunto de ilhas das quais destacam-se Creta e Rhodes. Inicialmente este Mar era conhecido como Arquipélago, rapidamente esta designação começou a definir o conjunto de ilhas do Egeu e posteriormente um aglomerado de ilhas.

Existem mais de 1400 ilhas no Mar Egeu, divididas actualmente entre a Turquia e maioritariamente a Grécia, tem aproximadamente 200.000 km² de superfície, 611 km de extensão entre os extremos norte e sul e 300 km entre o extremo ocidental e oriental.

O figurino actual do Egeu caracterizado pelas centenas de ilhas remonta ao degelo e subida dos oceanos por volta de 4000 a.C.. Durante a Idade do Gelo o nível médio do mar na região era sensivelmente inferior em 100 metros ao actual, permitindo que muitas das actuais ilhas fossem parte integrante do continente europeu. A subida do nível do mar inundou as planícies e originou a formação de ilhas a partir dos pontos mais elevados nas regiões submersas.

Existem diversas teorias sobre a origem etimológica do Mar Egeu. Perspectivas mitológicas como a morte neste mar da Rainha Amazona Egeia, interpretações mais pragmáticas como derivações linguísticas do grego antigo ou simplesmente pela localização da antiga cidade grega de Aegae, que teria emprestado a denominação a este mar.

Os gregos colonizaram o Egeu por volta do segundo milénio antes do nascimento de Cristo. Várias civilizações como os Minóicos em Creta prosperaram na região. Rapidamente a região tornou-se um dos focos centrais da civilização helénica. A quantidade de ilhas permitia uma navegação segura sempre com terra visível, possibilitava uma fácil defesa contra os inimigos, tanto a nível marítimo com múltiplos abrigos, como terrestre através do revelo irregular das ilhas. O Egeu tornou-se um ponto central no desenvolvimento económico helénico assente no comércio.

O Império Aqueménida foi a primeira grande potência estrangeira a tentar controlar o Egeu. Este espaço manteve-se sobre influência grega até a conquista desta civilização pelos romanos. Após a queda do Império Romano do Ocidente em 476 d.C., a parte Oriental do Império transformou-se em Império Bizantino.

O enfraquecimento bizantino no decurso da Época Medieval permitiu a conquista de boa parte das ilhas pelos Otomanos e Estados Latinos como Veneza ou Génova. O mar Egeu manteve-se sobre influência otomana até o fim da Primeira Guerra Mundial. O Tratado de Lausanne assinado em 1922 estabeleceu a divisão do Egeu entre a Grécia e a Turquia.

776 Visualizações 2 Total
776 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.