Arquegónio

Descrição do Arquegónio, órgão reprodutor feminino de plantas avasculares e de pteridófitas….

Arquegónio – Descrição

Arquegónio

Arquegónio

Arquegónio é a designação dada ao órgão reprodutor feminino das espécies vegetais, particularmente dos fetos e dos musgos, podendo por vezes surgir nas gimnospérmicas (cicadácea e coníferas). Esta estrutura produz os gâmetas femininos designados por oosferas, geralmente o arquegónio produz apenas um gâmeta.

O termo arquegónio deriva do grego e significa órgão de reprodução antigo, sendo por isso associado a espécies com desenvolvimento mais primitivo, de que são exemplos os fetos e as cicas.

Este órgão encontra-se associado ao ovário nas plantas superiores (angiospérmicas) apesar de não se tratar do mesmo órgão, assim como ao megasporofilo presente nas espécies de gimnospérmicas.

O anterídio é o órgão masculino correspondente a esta estrutura, pois ambos são responsáveis pela produção das células reprodutoras (gâmetas), respetivamente masculinos e femininos das plantas inferiores. Estas estruturas estão por isso ligadas ao desenvolvimento da reprodução sexual nas plantas terrestres.

Pteridófitas/ Briófitas:

Nas pteridófitas, grupo ao qual se encontram associados os fetos, o arquegónio corresponde a um grupo de células que envolve uma única célula que se desenvolve até amadurecer designada oosfera. A oosfera amadurece ao mesmo tempo que toda a estrutura que a envolve também amadure.

O arquegónio nas briófitas pode apresentar a forma de uma garrafa, sendo composto por uma região mais estreita e outra região mais alargada onde se encontra a oosfera. Neste caso o arquegónio encontra-se à superfície. As células da região mais estreita vão desaparecendo à medida que a estrutura amadurece.

Esta estrutura é haploide, isto é, possui um cromossoma de cada tipo que transmite à geração seguinte. O arquegónio surge geralmente na fase de gametófito que é a fase dominante destes indivíduos. O gametófito possui geralmente um aspeto folhosos e com diferenciação entre rizoide, caulídio e filídios.

Alguns fungos, particularmente com associação à água, assim como algumas algas podem apresentar arquegónios. A estrutura surge geralmente na parte superior do talo.

Espermatófitas:

O arquegónio é uma estrutura que não se encontra com frequência nas espécies de angiospérmicas, estando esta estrutura associada ao gineceu (ovário) onde são produzidas as sementes após a fecundação.

No entanto, algumas espécies de gimnospérmicas podem apresentar arquegónios. Nestes casos, as estruturas são bastante reduzidas e encontram-se no gametófito, onde se produzem os gâmetas. As coníferas possuem um arquegónio, produzido após a fertilização, inserido nos cones femininos (estróbilo).

1632 Visualizações 1 Total

References:

Swaby, Jason. Pteridófitas Sistemática de Criptógamas Consultado em: Agosto 29, 2017 em http://www.criptogamas.ib.ufu.br/node/554

(2010). Archegonium. Encyclopædia Britannica, inc. Consultado em: Agosto 29, 2017 em https://www.britannica.com/science/archegonium#ref231410

1632 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.

Gostaria de ser nosso colaborador?

É especialista em alguma das áreas de conhecimento presentes na nossa enciclopédia? Tem gosto pela escrita? Gostaria de ser editor numa enciclopédia em português, integralmente escrita por especialistas? Gostaria de partilhar conhecimento?

Se a sua resposta é sim, então envie-nos o seu CV para geral@knoow.net para que possamos analisar e enviar mais detalhes sobre a forma de colaboração.

 

Áreas para as quais procuramos especialistas:

  •  Biologia
  •  Economia
  •  História
  •  Medicina
  •  Medicina Veterinária
  •  Filosofia
  •  Sociologia
  •  Contabilidade
  •  Direito
  •  Mecânica
  •  Química
  •  Física
  •  Matemática