Psicanálise

Conceito de Psicanálise – É um método de tratamento criado por Sigmund Freud (1856-1939) para nomear um tipo de psicoterapia que utiliza a (…)

Conceito de Psicanálise

A Psicanálise é um método de tratamento criado por Sigmund Freud (1856-1939) para nomear um tipo de psicoterapia que utiliza a associação livre e o inconsciente do paciente para alcançar a cura psicológica. Este método de tratamento também está fortemente ligado à interpretação entendida como técnica de ajuda. A Psicanálise é uma escola de pensamento que engloba técnica clínica, método terapêutico e disciplina – da qual derivam muitos autores entre os quais Anna Freud, Mélanie Klein, Karl Abraham, Sandor Ferenczi, entre outros.

Os casos clínicos mais conhecidos universalmente tratados por Sigmund Freud através do método Psicanalítico foram O Caso de Dora (1897, 1909), O Pequeno Hans (1909), O Homem dos Lobos (1909), O Homem dos Ratos (1909), Anna O (1897).

Psiquiatra de formação académica, Sigmund Freud trabalhou inicialmente com Josef Breuer (1842-1925), médico vienense que investigou com sucesso os mecanismos fisiológicos associados à respiração e que se interessou pelos processos psicológicos. Praticante da hipnose, iniciou os seus trabalhos com a paciente Bertha Pappenheim (Anna O) e inventou o método catártico para o tratamento da histeria, ponto de partida para a criação da psicanálise e para a obra freudiana: Projeto para uma Psicologia Científica (1895), Estudos Sobre a Histeria (1897), A Interpretação dos Sonhos (1900), A Psicopatologia da Vida Quotidiana (1901), Os chistes e a sua relação com o inconsciente (1905), Três Ensaios sobre a Teoria da Sexualidade (1905); Cinco Lições de Psicanálise (1905 – 1918), Leonardo Da Vinci e uma Recordação da sua Infância (1910), Totem e Tabu, (1912-1913), Para Além do Princípio do Prazer (1920), Psicologia das Massas e Análise do Ego (1921), O Ego e o Id (1923), A Questão da Análise Leiga (1926), O Futuro de uma Ilusão, (1927), O Mal-Estar na Cultura, (1930), Moisés e o Monoteísmo (1939).

Na altura da sua criação, a psicanálise estava limitada aos casos cujo fundamento psíquico assentava sobre uma neurose. A relação entre a psicanálise e as psicoses surge da relação entre Sigmund Freud e Carl Gustav Jung.

Carl G. Jung (1875-1961) foi médico suíço que desde cedo se interessou por mediunidade e espiritismo, sendo que um dos seus casos clínicos mais conhecidos era uma médium. Pelo seu grande interesse pela associação verbal, técnica utilizada pelo seu mentor Eugen Bleuler (1857-1939), iniciou correspondência com Sigmund Freud e esta tornou-se central para o debate da esquizofrenia que ocorreu entre S. Freud, C. Jung e E. Bleuler, aumentando o domínio de estudo e alcance da Psicanálise.

Atualmente a psicanálise é considerada uma das maiores criações científicas através do corpo teórico – metapsicologia – utilizada como pensamento, método terapêutico e científico. O alcance do seu corpo teórico é grande e abrange a cura, a avaliação psicológica e a investigação, mantendo ligações com outros campos de estudo tais como a Antropologia, a Sociologia ou a Medicina.

1180 Visualizações 1 Total
1180 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.