Homem dos Ratos, o Caso de

Apresentação do Caso do Homem dos Ratos (1909): O Homem dos Ratos foi o nome que S.Freud deu a um dos seus pacientes favoritos…

Caso do Homem dos Ratos (1909)

O Homem dos Ratos foi o nome que S.Freud deu a um dos seus pacientes favoritos. Na descrição e na análise deste caso clínico é dito pelo autor que este caso foi um dos seus melhores casos clínicos com a cura completa do paciente. Ernst Lanzer é o nome verdadeiro do homem dos ratos. Ernst procurou S. Freud a propósito das suas obsessões, em especial por ratos e uma dívida.

Ernst Lanzer pertencia a uma família da classe média burguesa e após o falecimento do, seguiu à sua semelhança a carreira militar. É em ambiente de guerra que a sua neurose obsessiva se intensifica e desse mesmo ambiente que Ernst Lanzer começou a ser atormentado por estranhas obsessões sexuais e mórbidas. Entre estas relatam-se o seu prazer com funerais e ritos de morte, tentações suicidas e também é relatado com grande importância a experiência que mais o marcou: tortura com ratos.

Em síntese, um dos capitães tinha por hábito torturar os prisioneiros de guerra despindo-os e de dorso para si e dobrados no chão, colocava uma vasilha presa às nádegas com um rato lá dentro, perto do seu ânus. Torturava o animal de tal forma que este, preso na vasilha, para escapar à morte acabava por entrar pelo ânus do prisioneiro, levando pois os dois à morte com dores incalculáveis. A este episódio terá ficado associado um outro relacionado com uma dívida. Nesse mesmo dia do relato do capitão, Ernst terá perdido os óculos, tendo que encomendar uns novos e sendo obrigado a paga-los. Este episódio, segundo S. Freud ficou ainda associado a um outro, a dívida de seu pai, sendo então estes episódios os mais importantes motivos de análise e promotores da cura de um tratamento psicanalítico que durou cerca de 9 meses. Foi um dos casos de sucesso de S. Freud. Sete anos mais tarde, o próprio Ernst Lanzer que casou com a sua amada também relatada, foi feito prisioneiro de guerra tendo falecido vítima do infortúnio semelhante ao que teria relatado em análise – prisioneiro de guerra.

512 Visualizações 1 Total
512 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.