Educação e cooperação

A educação e a cooperação são duas vertentes inseridas no mesmo assunto, já que, uma vez agregadas, promovem mais eficazmente desenvolvimento, conhecimento e evolução.

A educação e a cooperação são duas vertentes inseridas no mesmo assunto, já que, uma vez agregadas, promovem mais eficazmente desenvolvimento, conhecimento e evolução.

A partir dos trabalhos de Frantz (2001) podemos compreender a forma como a educação e a cooperação se relacional entre si, pois são ambas fundamentais para o desenvolvimento saudável do ser humano.

No que concerne à educação entendemos também que se trata de um processo social e necessário à vida, e no que concerne à cooperação, entendemos a mesma como um processo que, além de também ser social, produz também educação e é por estes motivos que ambas estão inter-relacionadas (Frantz, 2001).

Indivíduos inseridos e ativos num processo de educação e cooperação, produzem comunicação de interesses, de objetivos e práticas, ao debater as mesmas em conjunto (Frantz, 2001).

O melhor dos dois mundos, para Frantz (2001) é que esta articulação entre as duas vertentes permite desenvolver e adquirir conhecimento, educação e aprendizagem, tudo em simultâneo.

“(…) na prática educativa como processo complexo de relações humanas, encontra-se cooperação” (Frantz, 2001, p. 244).

Em Portugal…

No caso da realidade portuguesa, verifica-se que as estratégias e promoção da implementação da cooperação no âmbito da cooperação têm vindo a ser cada vez mais utilizadas uma vez que se reconhece a sua suma importância no desenvolvimento, principalmente quando se fala em reduzir a pobreza, tanto da nossa realidade como de outras. Algumas das formas de o fazer são as bolsas que se atribuem a determinados tipos de estudantes para que todos possam ter acesso às oportunidades académicas de forma educativa e cooperativa em vários graus académicos como mestrados e doutoramentos.

Conclusão

Parece evidente a articulação e interdependência existente entre a educação e a cooperação, uma vez que ambas devem coabitar para que, realmente, se produza desenvolvimento, aprendizagem, evolução e conhecimento. Em alguns países como é a realidade portuguesa, para que se possa promover esta realidade ao maior número possível de estudantes, disponibilizam-se, frequentemente, bolsas que possam dar acesso ao crescimento no grau académico.

  • Frantz, W. (2001). Educação e cooperação: práticas que se relacionam. Sociologias, Porto Alegre, ano 3, nº 6. Jul/dez 2001, o.242-264. Disponível em www.scielo.br/pdf/soc/n6/a11n6.pdf

 

118 Visualizações 1 Total
118 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.