Pobreza

A pobreza é definida como uma ausência de recursos, principalmente financeiros, para responder às necessidades básicas do indivíduo.

A pobreza é definida como uma ausência de recursos, principalmente financeiros, para responder às necessidades básicas do indivíduo.

Segundo Dantas, Oliveira e Yamamoto (2010) consideram-se pessoas que vivem em condições de pobreza aquelas que não tem as condições mínimas para estabelecer um padrão de vida que seja idêntico ao considerado estabelecido, tendo em conta o local onde a pessoa vive e m contexto histórico do momento.

Algumas das demandas associadas à condição de pobreza dizem respeito às necessidades de alimentação não respondidas, bem como de vestuário, educação e despesas do indivíduo (Dantas, Oliveira, & Yamamoto, 2010).

Alguns estudos revelam que a pobreza é definida não apenas como falta de recurso financeiro mas também como comprometimento do bem-estar do indivíduo, de tal forma que o impede de alcançar desenvolvimento e liberdade (Morais, Castro, & Moura Jr, 2015.)

Estes estudos revelam ainda que existem pessoas que vivem abaixo do limiar da pobreza, cujas condições precárias de vida não têm respondidas nem as necessidades vitais básicas (Dantas, Oliveira, & Yamamoto, 2010).

É por estas razões que se considera mais do que necessária a intervenção da psicologia comunitária junto destas populações no sentido de implementar estratégias capazes de promover a qualidade de vida das mesmas (Dantas, Oliveira, & Yamamoto, 2010).

A importância de intervenção junto destas pessoas deve-se ao facto de a pobreza, invariavelmente ir influenciar o desenvolvimento principalmente de crianças e adolescentes nesta condição, especialmente no que concerne à saúde e à educação (Dantas, Oliveira, & Yamamoto, 2010).

Morais, Castro e Moura Jr (2015) informam nos seus trabalhos que a pobreza é considerada como uma deficiência financeira, pelo que traz por consequência a estigmatização do pobre que é visto como alguém incapaz de ser produtivo.

Conclusão

Assim podemos verificar que a pobreza, mais do que falta de dinheiro, é uma condição de vida que leva o indivíduo a não ver supridas as suas necessidades básicas e, em casos extremos como no caso da indigência, as suas necessidades vitais. Alguns estudos apontam a pobreza como deficiência financeira, que priva e bloqueia o acesso das populações a ter respondidas as suas necessidades de alimentação, saúde, vestuário e educação, o que poderá trazer consequências bastante nefastas ao nível do seu desenvolvimento.

307 Visualizações 1 Total

References:

  • Dantas, C.M.B, Oliveira, I.F, & Yamamoyo, O.H. (2010). PSICOLOGIA E POBREZA NO BRASIL: PRODUÇÕ DE CONHECIMENTO E ATUAÇÃO DO PSCÓLOGO. Psicologia & Sociedade; 22(1): 104-111, 2010;
  • Morais, V, Castro, S, & Moura Jr, J.F. (2015). Pobreza e suas relações com a Psicologia Comunitária na 5ª Conferência Internacional de Psicologia Comunitária. Psicologia, Conocimiento y Sociedad, 5(1), 156-181 (novembro 2015 – abril 2016). Disponível em https://www.researchgate.net/publication/317473666_Pobreza_e_suas_relacoes_com_a_Psicologia_Comunitaria_na_5a_Conferencia_Internacional_de_Psicologia_Comunitaria
307 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.