Fagócito

A produção e o desenvolvimento de fagócitos são funções centrais do sistema hematopoiético. Os fagócitos possuem uma fonte importante das citocinas pro- e anti-inflamatórias, participando, desta forma, na defesa do hospedeiro através de uma variedade de mecanismos. A descoberta de fatores estimuladores de colónia aperfeiçoou o entendimento da regulação da produção do fagócito. Por outro lado, a compreensão do sistema microbicida halide-H2O2-mieloperoxidase e a importância da oxidase do NADPH (fosfato de dinucleótido de nicotinamida e adenina) na produção de H2O2 também estimularam o crescente interesse em alterações que envolvem o fagócito. Mais recentemente a investigação centrou-se nos recetores de membrana e na dinâmica da resposta dos fagócitos a fatores externos como as imunoglobulinas, as proteínas do complemento, as citocinas, as quimiocinas, as integrinas e as selectinas. Os fagócitos expressam os recetores Toll-like que auxiliam na eliminação de uma grande panóplia de micróbios patogénicos e dos seus produtos. Nos últimos 50 anos, identificaram-se muitas alterações moleculares e genéticas relativas aos fagócitos, levando a um melhor diagnostico e tratamento das condições que predispõem certos pacientes ao risco de febre recorrente e de doenças infeciosas.

O mecanismo de fagocitose

A fagocitose é uma forma específica de endocitose pelo qual as células internalizam a matéria sólida, incluindo os agentes patogénicos. Embora a maioria das células sejam capazes de realizar a fagocitose, as que verdadeiramente se destacam neste processo são os macrófagos, neutrófilos e as células dendríticas. Nestas células, a fagocitose é um mecanismo pelo qual os microrganismos podem ser internalizados, mortos e processados após a apresentação dos antigénios, representando uma abordagem essencial da resposta do sistema imunitário a agentes patogénicos. Para além disso, têm um papel fulcral na iniciação da resposta adaptativa do sistema imunitário.

O processo da fagocitose começa com a ligação das opsoninas (do complemento ou do anticorpo) e/ou de moléculas específicas da superfície do agente patogénico ao recetor da superfície celular do fagócito. Isto provoca o agrupamento do recetor, desencadeando a fagocitose. A membrana celular estende-se em volta do alvo, envolvendo a substancia a fagocitar, criando o fagossoma. Esta vesícula pode maturar e sofrer acidificação através da fusão com endossomas e lisossomas para formar o fagolisossoma, em que a degradação do conteúdo pode ocorrer através da ação das hidroloses lisossomais.

Existem vários recetores que estão envolvidos na fagocitose. Os recetores do complemento e os recetores Fc são particularmente importantes no reconhecimento e na fagocitose de micróbios opsonizados. Outros recetores, incluindo os recetores Toll-like, recetores scavenger e lectinas (como os recetores DC-SIGN, dectin-1 e manose) são também importantes na compreensão de diversos microrganismos patogénicos. A fagocitose é um processo dinâmico que requer a reorganização da actina do citoesqueleto e do envolvimento das proteínas de ligação à actina e de várias moléculas sinalizadoras.

Para além disto, a fagocitose pode ser influenciada por várias moléculas endógenas, onde se incluem os lipopolissacarídeos e as citocinas. Deste modo, o fator de necrose tumoral alfa (TNF-α) e o interferão gama (IFN-γ) conduzem à formação e à maturação dos fagossomas. Este processo despoleta a produção de citocinas por parte do fagossoma, que induzem a migração e a ativação de outras células do sistema imunitário.

Alguns agentes patogénicos intracelulares, como o Mycobacterium tuberculosis, desenvolveram estratégias para inibir a maturação do fagossoma e, desta forma podem replicar-se dentro do fagossoma. Outros agentes, como a E. coli e Neisseria meningitides, desenvolveram mecanismos de reparação, proteção e degradação de opsoninas para prevenir a ativação da resposta do sistema imunitário e, deste modo, escapar à vigilância imunitária e à fagocitose.

Outros assuntos relacionados:

2462 Visualizações 1 Total
2462 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.