Melodia

Melodia: definição do conceito, características, origem; o uso da melodia nos diferentes géneros musicais.

Conceito

A melodia (do grego, melos) corresponde a uma sucessão de notas, variáveis em altura, organizadas coerentemente de modo a formarem uma sequência reconhecível. O ritmo tem um papel fundamental na sua composição porque, ao definir a duração das notas, dirige a sua execução. Há casos em que uma mudança drástica do ritmo, torna a melodia original quase irreconhecível. Além do ritmo, destaca-se como seu elemento constituinte, a escala em que esta é composta.

A melodia é horizontal, ou seja, as notas são ouvidas consecutivamente, ao contrário da harmonia, em que soam simultaneamente (vertical). Embora sejam elementos opostos, são também complementares. A partir do momento que a harmonia ganhou um lugar cativo na música, influenciou a melodia ao ponto de tantas passagens melódicas serem baseadas em notas de um acorde (com ou sem) acréscimo de notas intermédias.

O conceito, muito anterior à harmonia, foi desenvolvido sobretudo na Europa Medieval, através do cantochão, depois canto gregoriano, e da música trovadoresca, por exemplo, e faz parte da música tradicional de culturas como a indiana ou a arábica. Aliás, a música de muitas tribos tem, ainda hoje, um carácter unicamente melódico. Os próprios sentimentos nacionais e culturais são fortemente expressos através da melodia, especialmente pelas escalas, intervalos e ritmos empregados, que nos permitem distinguir, assim, a proveniência da música.

Usos da melodia

A melodia tem servido os diferentes géneros musicais de diferentes modos.

  • Por exemplo, na música erudita o tema que conduz as variações, o tema de uma fuga, ou os temas encontrados nas sonatas são, nada mais nada menos, uma melodia; o leitmotiv de Wagner, representativo de uma pessoa ou lugar, expressa igualmente este conceito melódico.
  • Nos blues e no jazz, a linha melódica inicial chamada de “head” ou “lead” serve de ponto de partida para a improvisação.
  • Na música rock, pop, ligeira ou folk, por exemplo, os músicos escolhem sempre uma ou duas linhas melódicas, que dialogam entre si, refrão e versos.
472 Visualizações 1 Total

References:

Kennedy, M. (1994). Dicionário Oxford de Música. Publicações Dom Quixote.

The Editors of Encyclopædia Britannica (nd). Melody. Em https://www.britannica.com/art/melody

472 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.

Gostaria de ser nosso colaborador?

É especialista em alguma das áreas de conhecimento presentes na nossa enciclopédia? Tem gosto pela escrita? Gostaria de ser editor numa enciclopédia em português, integralmente escrita por especialistas? Gostaria de partilhar conhecimento?

Se a sua resposta é sim, então envie-nos o seu CV para geral@knoow.net para que possamos analisar e enviar mais detalhes sobre a forma de colaboração.

 

Áreas para as quais procuramos especialistas:

  •  Biologia
  •  Economia
  •  História
  •  Medicina
  •  Medicina Veterinária
  •  Filosofia
  •  Sociologia
  •  Contabilidade
  •  Direito
  •  Mecânica
  •  Química
  •  Física
  •  Matemática