Blues

Este artigo tem como objectivo definir, sucintamente, o género blues, abordando aspectos formais e líricos, bem como a sua origem e divulgação.

Conceito

Blues é o nome dado a um estilo de música criado pelos afro-americanos no final do século XIX. Os blues têm um carácter declarativo e confessional dado que o cantor começa por ser uma espécie de poeta espontâneo, que fala sobre si, sobre o que lhe aconteceu e das esperanças para o futuro.

Forma e letra

A forma dos blues é cíclica, com base no esquema de chamada e resposta encontrado, tipicamente, na música africana ou afro-americana.

Usualmente, estruturam-se em grupos de 12 compassos, em vez de 8 ou 16, e cada estrofe de 3 linhas cobre quatro compassos de música. A tonalidade predominantemente utilizada é maior mas com o 3.º, 5.º e 7.º graus da escala abaixados, as chamadas “notas blues”. A harmonia centra-se no domínio da tónica ou da sub-dominante.

As letras, repletas de emoção, correspondem, normalmente, a estrofes de três linhas, numa estrutura AAB. Às vezes os cantores improvisam as palavras pelo que a repetição da primeira linha lhes dá tempo para pensarem a terceira linha. Olhe-se ao seguinte exemplo: “I went to crossroad fell down on my knees / I went to the crossroad, fell down on my knees / Asked the Lord above “Have mercy, now save poor Bob, if you please” (Robert Johnson, «Crossroad Blues»).

Origem dos blues

Os escravos africanos levaram para os Estados Unidos as suas tradições musicais. No século XIX, o repertório destes escravos incluía os espirituais (canções religiosas vocais) e as canções de trabalho, entoadas ritmicamente à medida que o trabalho ia sendo completado. A junção desta música ao folk europeu produziu novos estilos de música, entre eles os blues.

O princípio da história dos blues é traçado pela tradição oral, recuando-se até 1860, mas a forma popularizou-se cerca de 1911-14, formalmente, com o compositor negro W.C. Handy.

Divulgação dos blues

A evolução espacial dos blues acompanhou a própria história norte-americana. O primeiro berço deste género foi a planície do Delta, alagada pelos rios Mississipi e Yazoo, no sul do país, onde a população negra constituía uma maioria oprimida. Com a emancipação dos escravos e depois com a industrialização das cidades, os cantores e instrumentistas de blues começaram a migrar do sul para o norte do país, Memphis, St. Louis, Chicago e Detroit: dos country blues surgiram, também, os urban blues.

Mais tarde,  os blues chegaram a Nova Iorque, seguindo a mesma estrada do jazz, desde Nova Orleães. É importante compreender que embora os blues possam ser vistos como uma parte do jazz, possuem um desenvolvimento paralelo. O jazz herdou dos blues a tonalidade, algumas estruturas de composição e grande parte do repertório fundador. Os blues receberam do jazz uma riqueza de interpretação e uma abundância de meios que não estavam ao alcance dos primeiros cantores.

701 Visualizações 1 Total
701 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.