Oliveira, António

António Oliveira é um ex-jogador e treinador de futebol que passou pelo FC Porto e Sporting CP, tendo sido inclusive, seleccionador nacional em dois períodos distintos.

Biografia de António Oliveira

António Oliveira é um ex-jogador e treinador de futebol que passou pelo FC Porto e Sporting CP, tendo sido inclusive, seleccionador nacional em dois períodos distintos. Nascido a 10 de Junho de 1952 na cidade de Penafiel, António Oliveira cedo mostrou que o seu talento para o futebol era diferente dos restantes jogadores com quem jogava. Pela sua qualidade técnica e pela sua genialidade. Podia-se dizer que António Oliveira era o chamado “número 10”, o maestro que organizava todo o jogo ofensivo da equipa. Era um irreverente, um vagabundo, um jogador fora do seu tempo mas que fazia vibrar e desesperar qualquer adepto de futebol que visse o futebol saído dos seus pés.

oliveiraChegou às captações do FC Porto com 15 anos e convenceu os responsáveis portistas. Curiosamente, Oliveira começou nos Juniores do Porto como defesa lateral esquerdo por necessidade do Clube. Mas estreou-se na equipa principal do Porto como defesa lateral…direito. Num dos últimos jogos da época de 70/71, contra o Vitória de Guimarães. Na época seguinte, Oliveira começa o seu caminho de ouro no futebol nacional em terrenos mais adiantados, como médio e mais condizentes com o talento e o perfume que o seu futebol perfumava nos campos de futebol. Nas primeiras épocas oscilava entre o óptimo e o razoável até ter aparecido o treinador José Maria Pedroto em 1975. Como seleccionador e como treinador do Porto, o Mestre Pedroto fez evoluir António Oliveira para um patamar superior e era a figura principal de um FC Porto que se tornou bicampeão em 77/78 e 78/79. Sendo a figura de proa do FC Porto, foram muitos os clubes estrangeiros que se interessaram pela contratação de António Oliveira. O Bétis de Sevilha foi o clube que convenceu o jogador e o Porto e Oliveira tinha a sua primeira aventura no estrangeiro. Por pouco tempo já que não confirmou as credenciais trazidas de Portugal. Esteve em Espanha apenas por meio ano, regressando ao clube do seu coração, o FC Porto. Também por pouco tempo, porque o FC Porto encontrava-se em polvorosa devido ao “Verão Quente” azul e branco, um processo em que os jogadores encontravam-se solidários com José Maria Pedroto depois do seu afastamento pela administração do Clube. António Oliveira rescinde o contrato em 1980 e vai jogar para o clube da sua terra, Penafiel. Mas com um estatuto diferente do habitual. Neste caso, era treinador-jogador, situação que reforçava a sua capacidade de liderança e de conhecimento do jogo relativamente aos demais.JMO_7229-copy-567x8501-567x375

Fez a época toda de 80/81 no Penafiel mas já a pensar no Sporting, seu próximo destino como jogador. E nessa época de 81/82, estreava-se no Sporting com o título de campeão nacional. Na época seguinte, António Oliveira regressa ao estatuto de jogador-treinador a pedido do Presidente João Rocha. Não foi tão feliz como treinador como foi como jogador e, primeiro, saiu da direcção técnica e depois saiu como jogador em 1985. Anunciou a sua retirada do futebol como jogador e foi contratado pelo Marítimo para ser o treinador da equipa insular. Acabaria por voltar atrás na sua decisão e ainda realizou sete partidas pelo clube madeirense para dar por terminada a carreira de futebolista. Na sua carreira de futebolista fez 24 jogos e marcou 7 golos pela selecção nacional, pouco tendo em conta a sua capacidade.

1024A sua carreira de treinador foi igualmente atribulada. Contou com passagens como treinador de Vitória de Guimarães, Académica, Gil Vicente, Braga e FC Porto, onde se sagrou campeão nacional. Passou pela selecção nacional em três ocasiões distintas e em três momentos. Entre 1989 e 1991 integra a Federação como treinador dos Sub-21, depois torna-se seleccionador nacional para a fase de qualificação e respectivo Euro-96, para o qual conseguia um apuramento, feito igualado apenas ao Euro-84. Saiu da selecção após o Europeu mas iria regressar para levar Portugal ao Mundial-2002, prova que seria um fracasso para as aspirações nacionais com alguns problemas internos e, inclusive, o próprio António Oliveira lesionou-se num pé. A partir daí, não treinou mais nenhum clube mas continuou ligado ao Futebol tendo sido Presidente do Penafiel, clube que levou até à I Liga, ainda que por pouco tempo e com isso, abandona a presidência do clube penafidelense. Mais recentemente, terminou a licenciatura em Direito na Universidade Católica do Porto no ano de 2010 e participou como comentador em alguns programas desportivos.

650 Visualizações 1 Total
650 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.

Gostaria de ser nosso colaborador?

É especialista em alguma das áreas de conhecimento presentes na nossa enciclopédia? Tem gosto pela escrita? Gostaria de ser editor numa enciclopédia em português, integralmente escrita por especialistas? Gostaria de partilhar conhecimento?

Se a sua resposta é sim, então envie-nos o seu CV para geral@knoow.net para que possamos analisar e enviar mais detalhes sobre a forma de colaboração.

 

Áreas para as quais procuramos especialistas:

  •  Biologia
  •  Economia
  •  História
  •  Medicina
  •  Medicina Veterinária
  •  Filosofia
  •  Sociologia
  •  Contabilidade
  •  Direito
  •  Mecânica
  •  Química
  •  Física
  •  Matemática