Tachybaptus ruficollis (Mergulhão-pequeno)

Características do Mergulhão-pequeno, uma ave aquática da ordem dos Podicipediformes. Semelhante a um pato, é a mais pequena das espécies de mergulhão.

Caracterização de Tachybaptus ruficollis  (Mergulhão-pequeno)

Tachybaptus ruficollis  (Mergulhão-pequeno)
Reino Filo Classe Ordem Família Género Espécie
Animalia Chordata Aves Podicipediformes Podicipedidae Tachybaptus T. ruficollis

 

Distrib. Geográfica Estatuto Conserv. Habitat Dieta Predação  Longevidade
Europa, Ásia e África. Pouco preocupante. Água doce e estuário. Moluscos, insectos, crustáceos e peixes. Principais factores de ameaça são a caça e o vírus da gripe das aves. Aproximadamente 13 anos.

 

Características Físicas
Anatómicas Faces, pescoço e garganta vermelhos no Verão. No inverno apresenta tonalidades pardas.
Dimorfismo Sexual
Tamanho 25-29 cm
Peso 130-180 g.

O mergulhão-pequeno (Tachybaptus ruficollis) é uma ave da ordem dos Podicipediformes que se assemelha anatomicamente a um pato e se caracteriza por colonizar os habitats aquáticos tanto de água doce como marinhos, principalmente em locais com vegetação. É a espécie de mergulhão mais pequena e encontra-se amplamente distribuída pela Europa. Ocorre ainda na Ásia e em África.

Características físicas

A região da coroa, na parte superior da cabeça, é preta e o uropígio é castanho. A cauda é curta, escura e arredondada. O peito é preto e o abdómen exibe um tom acastanhado. O bico é preto, grosso e curto. As patas são curtas e verdes.

Durante o Verão, este animal exibe uma coloração avermelhada na região do pescoço, da garganta e das faces. Apresenta ainda uma mancha amarela bastante visível na base do bico. Durante o Inverno, a região superior do corpo e o barrete apresentam tonalidades escuras, bem como as regiões do pescoço, garganta e flancos.

Características comportamentais

Trata-se de uma ave colonial, que se agrupa em bando no Inverno. Como ave aquática que é, nada e efectua mergulhos a partir da superfície. O voo é directo e tanto pode pousar na água como levantar voo a partir do meio aquático.

Na época reprodutiva, que se estende de Abril a Junho, as fêmeas podem efectuar duas posturas durante as quais colocam 4 a 6 ovos brancos. O período de incubação tem a duração de 19 a 25 dias. As crias nascem activas e efectuam o seu primeiro voo entre os 44 e os 48 dias de vida. Os ninhos são construídos com estruturas aproveitadas a partir de restos de vegetação e possuem a capacidade de flutuar.

885 Visualizações 1 Total

References:

  • Gooders, John. (2003). Guia de campo das aves de Portugal e da Europa. Temas e debates, 4ª Edição.
  • Bruun, Bertel. (1993). Aves de Portugal e Europa. FAPAS.
  • on-line: BirdLife International. 2012. Tachybaptus ruficollis. The IUCN Red List of Threatened Species 2012: e.T22696545A40207755. http://dx.doi.org/10.2305/IUCN.UK.2012-1.RLTS.T22696545A40207755.en. Downloaded on 26 January 2016.
885 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.