Fitoplâncton

Apresentação do conceito de Fitoplâncton – Fitoplâncton é um termo usado para definir os organismos pertencentes ao plâncton, que apesar de serem (…)

Conceito de Fitoplâncton

Fitoplâncton é um termo usado para definir os organismos pertencentes ao plâncton, que apesar de serem de tamanho microscópico possuem uma grande importância nos ecossistemas aquáticos. O fitoplâncton engloba maioritariamente micro-organismos fotoautotróficos e como tal, são considerados os principais produtores primários da vida aquática e assim sendo, a base da cadeia alimentar dos ecossistemas aquáticos. Tradicionalmente considerados como algas, são principalmente estudados numa das ramificações de botânica, a ficologia.

São organismos fotossintéticos que habitam diversas massas de água e as camadas mais superficiais de praticamente todos os oceanos. Uma vez que necessitam de luz, encontram-se dentro da zona eufótica, que por vezes pode chegar a mais de 10 metros de profundidade. Estas microalgas capturam a energia solar através do processo da fotossíntese e conseguem transformar o dióxido de carbono dissolvido na água em outros compostos orgânicos. São responsáveis pela alimentação e sustento de todas as comunidades oceânicas assim como pela produção de grande parte do oxigénio encontrado na atmosfera. Na zona costeira o fitoplâncton é mais abundante do que nos oceanos, facto explicado pelo maior fluxo de nutrientes proveniente de rios e estuários. Necessitam de nutrientes como nitratos, fosfatos e outros sais minerais, cuja a presença é gerida pelo balanço da bomba biológica e afloramentos de águas profundas ricas em nutrientes. Em várias regiões do mundo, como por exemplo no oceano Antártico, o crescimento de fitoplâncton é limitado pela escassez de ferro. Apesar de estarem presentes em quase todos os meios aquáticos, a maioria das espécies são demasiado pequenas para serem visíveis a olho nu, e a ajuda de um microscópio óptico é imprescindível na sua identificação.

As espécies de fitoplâncton são bastante variadas e encontram-se em vários tamanhos e formas. Incorporam organismos eucariotes e procariotes e só do meio marinho, são conhecidas cerca de 5000 espécies de fitoplâncton. Os grupos considerados mais importantes são as diatomáceas, as cianobactérias e os dinoflagelados, apesar de muitos outros grupos de microalgas estarem incluídos no fitoplâncton. A classificação dos organismos pertencentes a este grupo ainda se encontra em disputa devido à presença de muitas espécies crípticas (espécies que apresentam morfologia semelhante mas que não se conseguem reproduzir entre si) ou que simplesmente foram descritas há muitos anos atrás, quando a microscopia óptica ainda não se encontrava muito desenvolvida e certas características eram impossíveis de se ver. Hoje em dia conhece-se diversas espécies que por possuírem diferenças tão pequenas só são possíveis de se distinguir ao microscópio electrónico.

Várias espécies pertencentes ao fitoplâncton podem muitas vezes provocar problemas ecológicos quando se multiplicam em grandes números, as chamadas proliferações ou blooms. Algumas proliferações de certas microalgas podem ser vistas como descolorações da água. Outras passam mais despercebidas e por vezes só se detectam devido à toxicidade de certas espécies que podem afectar outros níveis tróficos. As causas de blooms são um dos temas em grande desenvolvimento na atualidade, em que se pensa que podem ser causados devido a mudanças de temperaturas, luminosidade, ou nutrientes.

Os efeitos do aquecimento global devido a atividades antropogénicas também tem sido objecto de estudo em foco durante os últimos anos. Os investigadores têm como principais interesses comparar mudanças na estratificação vertical da coluna de água, experimentar com nutrientes como por exemplo o ferro, a  comparação de diferentes temperaturas dos oceanos com certas reações biológicas e a importância que os nutrientes atmosféricos podem vir a ter no futuro da produtividade. O fitoplâncton também possui uma enorme importância na aquacultura uma vez que é usado como comida base, sendo por exemplo usado para alimentar varias variedades de bivalves de aquacultura.

1876 Visualizações 1 Total
1876 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.