Relacionamento afetivo

Relacionamento afetivo é um tipo de ligação entre as pessoas que permite que tenham uma companhia que lhes permita partilhar sentimentos, pensamentos e emoções.

Relacionamento afetivo é um tipo de ligação entre as pessoas que permite que tenham uma companhia que lhes permita partilhar sentimentos, pensamentos e emoções.

Segundo os trabalhos levados a cabo por Schlosser (2014), que, inclusive, utilizou a expressão de que “Quem não ama não é feliz” todo o ser humano precisa de alguém ao seu lado para lhe fazer companhia, tal como podemos ver mesmo através dos programas de televisão tais como a televisão, nas telenovelas, nos filmes, na rádio, entre outros canais.

Alguns autores defendem que o amor transcende palavras, sentimentos e pensamentos, manifestando-se de diferentes formas como a sensação de estar apaixonado, o desejo sexual e até mesmo a amizade seletiva (Scorsolini-Comin, & Santos, 2010).

Através dos trabalhos do autor anteriormente menciondo compreendemos que o relacionamento afetivo é analisado e estudado por diferentes áreas da vida da pessoa como a antropologia, a etologia, a sociologia, a psicologia e a comunicação (Schlosser, 2014).

No setor da psicologia, podemos encontrar análises do relacionamento afetivo à luz das questões amorosas, dos sentimentos, do companheirismo, da procura pela igualdade, do sexo e da procriação (Schlosser, 2014).

Em comum, todas as áreas do saber têm o fato de concordar que que o relacionamento afetivo deve proporcionar o bem-estar dos indivíduos inseridos na relação, proporciona felicidade e até mesmo promover a saúde mental dos indivíduos (Schlosser, 2014).

É comum em várias sociedades que o relacionamento afetivo leve o indivíduo ao sonho de casar, no sentido de atingir uma felicidade afetiva plena e, ao mesmo tempo, procurando encontrar uma forma de gerir melhor os seus problemas emocionais (Scorsolini-Comin, & Santos, 2010).

São várias as pesquisas realizadas sobre o tema que nos indicam que as pessoas cujo relacionamento afetivo é ajustado e saudável, têm também mais amigos e melhor vida social do que as que não vivem dentro desta realidade (Schlosser, 2014).

Estes indivíduos procuram o amor romântico que lhes permita uma comunicação psíquica reparadora porque os torna mais próximos (Scorsolini-Comin, & Santos, 2010).

Conclusão

A maioria das vezes o relacionamento afetivo toma lugar no momento em que a pessoa pretende partilhar a sua vida com alguém e ter uma companhia para todos os momentos. É, ainda, frequente, que os indivíduos que estão dentro de uma relação afetiva, sonhem casar, para que esta partilha se torne o mais próxima possível.

De acordo com o que encontramos na literatura, apesar de nem sempre corresponder à realidade, normalmente, pessoas que vivem um relacionamento afetivo saudável e ajustado, que lhes proporciona bem-estar e felicidade, conseguem, também, ter uma relação com as suas amizades, com mais qualidade.

 

64 Visualizações 1 Total

References:

  • Schlösser, Adriano. (2014). Interface entre saúde mental e relacionamento amoroso: um olhar a partir da psicologia positiva. Pensando familias, 18(2), 17-33. Recuperado em 02 de agosto de 2019, de http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1679-494X2014000200003&lng=pt&tlng=pt;
  • Scorsolini-Comin, Fabio, & dos Santos, Manoel Antonio. (2010). Relacionamentos afetivos na literatura científica: uma revisão integrativa sobre a noção de conjugalidade. Psicologia para América Latina, (19) Recuperado em 02 de agosto de 2019, de http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1870-350X2010000100009&lng=pt&tlng=pt.
64 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.