Pombal (Portugal)

Apresentação da cidade do Pombal e do seu concelho: caracterização sócio-económica, histórica, heráldica, património histórico, edificado e património natural.

Pombal é uma cidade portuguesa e sede de município pertencente ao Distrito de Leiria na Região Centro e na sub-região do Pinhal Litoral. Segundo o Censos de 2011, a cidade do Pombal tem cerca de 7.780 habitantes e o município com 626 km2 de área e 55 217 habitantes. O concelho está dividido em 13 freguesias, a saber: Abiul, Almagreira, Carnide,  Louriçal, Meirinhas, Vila Cã, Pelariga, Pombal, Redinha, Vermoil, Carriço, União das Freguesias da Guia, Ilha e Mata Mourisca, União das Freguesias de Santiago e São Simão de Litém e Albergaria dos Doze. O município é limitado por Figueira da Foz, Soure, Ansião, Alvaiázere, Ourém, Leiria e Oceano Atlântico como fronteira natural.

História da cidade:

igrejamatrizpombal

Pombal é uma terra de histórias, de lendas e de gente ilustre. É difícil situar cronologicamente o aparecimento dos primeiros aglomerados populacionais, no entanto, não restam dúvidas quanto à presença romana na região pois nas obras de restauro do castelo foram encontradas moedas romanas. No início do século XII, é dado como certo, a presença dos Templários na região. Em 1126, foi encontrada uma povoação no lugar de Chões, hoje desaparecida, e nela se situava uma Fortaleza que foi erigida por volta de 1156. A fundação de Pombal deve-se a Dom Gualdim Pais, Grão-Mestre da Ordem dos Templários. Este mandou construir o seu castelo e concedeu-lhe foral em 1174 e em 1181, uma carta de privilégios. Em 1186, o Papa Urbano III faz seguir a bula Intelleximus ex autentico ao mestre e cavaleiros da Ordem do Templo para lhes confirmar as igrejas de Pombal, Ega e Redinha, tornando-as assim protegidas pela Santa Sé. Em 1509, a reconstrução do castelo é ordenada por D. Manuel I. Nele se instala o Conde de Castelo-Melhor, o alcaide-mor da vila. Nessa reconstrução foi aberta uma porta para a vila e por cima da porta, foram colocadas as armas da vila de Pombal. Deve-se ao Marquês de Pombal, a ordenação da parte baixa da vila: mandou construir, na Praça Velha, a cadeia e o celeiro do lado oposto. Na última década do século XVIII, a designada estrada real foi desviada para dentro de Pombal e foi construída uma ponte sobre o rio de Arunca e também foi aberta uma alameda arborizada até à frente do Emporão. Obra esta dirigida pelo coronel-engenheiro Joaquim de Oliveira. As excelentes condições de desenvolvimento da região foram travadas pelas invasões francesas, em 1811, quando as tropas de Massena saquearam e incendiaram a povoação, e pela mortandade ocorrida em 1833, quando a cólera-morbus transformou Pombal num local abandonado. Esta situação só foi ultrapassada em 1855, após a construção da via férrea, permitindo a comunicação mais fácil e rápida entre Pombal e os principais centros de Portugal. Com a renovação urbana, Pombal voltou a crescer e tornou-se, na segunda metade do século XX, uma cidade próspera no distrito de Leiria. Pombal é elevada a cidade a 16 de Agosto de 1991.

Castelo_de_Pombal_8

Património Edificado e Natural:

No que respeito ao Património Edificado, na cidade do Pombal destaca-se o Castelo e o Museu Marquês do Pombal e a nível religioso, existem a Igreja Matriz de São Martinho, a Igreja de Nossa Senhora do Cardal e o Convento do Louriçal como locais de relevo no concelho. A nível do património natural, o concelho do Pombal tem muitos espaços que se pode visitar como a Serra de Sicó, a Mata Nacional do Urso, a Praia do Osso da Baleia e o Vale do Poio Novo e Poio Velho.

Brasão da Cidade:

brasão-pombalPombal tem no seu Brasão um Escudo de ouro, com um Castelo de azul, aberto e iluminado do primeiro. As torres laterais rematadas por duas pombas de prata, a da direita voltada. A torre central encimada por uma cruz da Ordem de Cristo, de vermelho, com uma cruzeta de prata. Coroa de mural de prata de cinco torres. Listel branco com os dizeres : ” POMBAL “, a  negro.

Acordos de Geminação e Cooperação:

Cidade de Pombal estabeleceu acordos com outras 2 localidades, a saber:

  • Biscarrosse, comuna francesa com cerca de 14.ooo habitantes (desde 27 de Julho de 1984)
  • Oeiras, cidade e sede de concelho do Distrito de Lisboa com 172.180 habitantes (desde 5 de Junho de 1988)
482 Visualizações 1 Total
482 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.

Gostaria de ser nosso colaborador?

É especialista em alguma das áreas de conhecimento presentes na nossa enciclopédia? Tem gosto pela escrita? Gostaria de ser editor numa enciclopédia em português, integralmente escrita por especialistas? Gostaria de partilhar conhecimento?

Se a sua resposta é sim, então envie-nos o seu CV para geral@knoow.net para que possamos analisar e enviar mais detalhes sobre a forma de colaboração.

 

Áreas para as quais procuramos especialistas:

  •  Biologia
  •  Economia
  •  História
  •  Medicina
  •  Medicina Veterinária
  •  Filosofia
  •  Sociologia
  •  Contabilidade
  •  Direito
  •  Mecânica
  •  Química
  •  Física
  •  Matemática