Cabeceiras de Basto (Portugal)

Apresentação da cidade de Cabeceiras de Basto e do seu concelho: caracterização sócio-económica, histórica, heráldica, património histórico, edificado e património natural.

Cabeceiras de Basto é uma cidade portuguesa e sede de concelho pertencente ao distrito de Braga localizada na região Norte e sub-região do Tâmega. Segundo os Censos de 2011, a cidade de Cabeceiras de Basto conta com 2272 pessoas e o município conta com uma área de 241,82 km² e tem uma população de 16 710 habitantes num total de 8 freguesias, a saber: Abadim, Basto (Santa Senhorinha), Bucos, Cavez, Faia, Pedraça, Riodouro e Cabeceiras de Basto (S. Nicolau) e 4 uniões de freguesias Alvite e Passos; Arco de Baúlhe e Vila Nune; Gondiães e Vilar de Cunhas; Refojos de Basto, Outeiro e Painzela. Faz fronteira com os concelhos de Montalegre a norte, a nordeste por Boticas, a leste por Ribeira de Pena, a sueste por Mondim de Basto, a sul por Celorico de Basto, a oeste por Fafe e a noroeste por Vieira do Minho.

2092

História da cidade:

A história de Cabeceiras de Basto remonta ao período anterior a Cristo. Os vários achados arqueológicos comprovam isso mesmo. A existência de vestígios castrenses e construções dolménicas, assim como as construções pré-românicas e os achados referentes ao período dos romanos estão presentes na paisagem deste concelho e da própria cidade. Apesar da controvérsia, a própria etimologia de Cabeceiras de Basto, leva-nos a acreditar que o primeiro povo que deu nome à região foram os Bastos, povo oriundo da Andaluzia.

A origem de Cabeceiras de Basto, está associada a uma lenda que explica o nome da região. Diz a lenda que, o império Visigodo não resistindo ao ataque dos Mouros comandados por Tarik, avançaram “ávidos de glória”, através da Galiza. A notícia dos seus ataques chegaram ao Mosteiro de São Miguel de Refoios, mas os seus residentes não lhes deram qualquer crédito. Apenas acreditaram e se prepararam comandados por D. Gelmiro, o venerando abade do Mosteiro, quando Bracara Augusta também caiu nas mãos dos Visigodos. Hermígio Romariques, era o guerreiro-monge que mais se destacava pelo seu porte avantajado e, postado junto à ponte que dava acesso ao Mosteiro, estendeu a mão e ao ver aproximar as tropas de Tarik, disse: “Até ali, por S. Miguel, até ali, basto eu!” E, segundo a lenda, bastou mesmo! Três vezes os mouros atacaram as débeis defesas do Mosteiro e por três vezes foram repelidos por Hermígio Romariques.

Depois deste episódio, Romariques irá integrar-se no reduto cristão nas Astúrias, onde já irradiava a Reconquista a partir de Covadonga, sob o comando de Pelágio. A estátua “O Basto”, imortalizou Hermígio Romariques, reconhecendo-o pelos serviços prestados a El-Rei Pelágio. A estátua representa um guerreiro lusitano e personifica também a “raça” das gentes da região. No período medieval, apesar da prosperidade da região, como atesta o Mosteiro de S. Miguel de Refojos, é quase inexistente a documentação escrita sobre Cabeceiras de Basto.  Só em 1514, é concedido foral por D. Manuel I e criado o concelho. Cabeceiras foi um importante centro de peregrinação neste período. Do período moderno ao contemporâneo, dos séculos XVII ao século XIX, podemos destacar a construção de vários monumentos e casas solarengas, que conferem à região um cunho ímpar. Por esta terra passaram nomes importantes da literatura e, que nas suas obras referiram o nome da cidade.

ponte_cavez

Património Natural e Edificado

No Concelho de Cabeceiras de Basto, o principal destaque do Património Edificado vai para o Mosteiro de São Miguel de Refojos de Basto, a Igreja e Sacristia do Convento de Refojos, o Museu das Terras de Basto, as Pontes de Cavez e de Arco de Baúlhe e o Pelourinho de Cabeceiras de Basto. No que toca ao Património Natural de Cabeceiras de Basto dá-se importância à Serra da Cabreira e às suas aldeias turísticas e ao Parque de Moinhos de Rei onde tem uma área de lazer.

brasão cabeceiras de bastoBrasão da Cidade:

O Brasão da Cidade de Cabeceiras de Basto tem um Escudo azul, uma faixa ondada entre duas trompas de caça, com as campânulas voltadas para cima, tudo de prata. Bordadura de ouro, carregada de oito cachos de uvas de púrpura folhados e troncados de verde. Coroa mural de prata de quatro torres. Listel branco com a legenda de negro : ” CABECEIRAS DE BASTO “.

 

Acordos de Geminação e Cooperação:

cidade de Cabeceiras de Basto   conta com 6 acordos de cooperação e geminação, a saber:

  • Boa Vista é um concelho de Cabo Verde na Ilha com o mesmo nome e com cerca de 10.000 habitantes (desde 23 de Março de 2009)
  • Quincieux é uma comuna francesa da região de Rhône-Alpes e que contabiliza cerca de 3000 pessoas (desde 18 de Junho de 2005)
  • Neuville-sur-Saône é uma comuna francesa dos arredores de Lyon (desde 10 de Agosto de 1997)
  • Rives é uma comuna francesa com cerca de 6000 habitantes na região de Isére (desde 5 de Julho de 2008)
  • Lalin é uma cidade espanhola localizada na Galiza com cerca de 20000 habitantes (desde 18 de Setembro de 2012)
  • Sury-le-Comtal, é uma localidade com cerca de 5600 pessoas na região de Doubs, em França (desde 11 de Outubro de 2014)
619 Visualizações 1 Total
619 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.

Gostaria de ser nosso colaborador?

É especialista em alguma das áreas de conhecimento presentes na nossa enciclopédia? Tem gosto pela escrita? Gostaria de ser editor numa enciclopédia em português, integralmente escrita por especialistas? Gostaria de partilhar conhecimento?

Se a sua resposta é sim, então envie-nos o seu CV para geral@knoow.net para que possamos analisar e enviar mais detalhes sobre a forma de colaboração.

 

Áreas para as quais procuramos especialistas:

  •  Biologia
  •  Economia
  •  História
  •  Medicina
  •  Medicina Veterinária
  •  Filosofia
  •  Sociologia
  •  Contabilidade
  •  Direito
  •  Mecânica
  •  Química
  •  Física
  •  Matemática