Ponte D. Maria Pia

Apresentação da Ponte D. Maria Pia: localização geográfica, história, características e curiosidades de uma das pontes que ligam o Porto a Vila Nova de Gaia

Este artigo é patrocinado por: «A sua instituição aqui»

A Ponte D. Maria Pia é uma infraestrutura metálica ferroviária sobre o rio Douro que une as cidades do Porto e Vila Nova de Gaia. Em tempos transportava a Linha do Norte. 

A ponte foi inaugurada a 4 de novembro de 1877 e foi encerrada a 24 de junho de 1991. Foi substituída pela Ponte de São João. 

É considerada uma das maiores obras-primas do engenheiro Gustave Eiffel, concluída em 1876. Quando foi inaugurada era a ponte com o maior arco em ferro do mundo. 

A Ponte D. Maria Pia está classificada como Monumento Nacional desde 1982. 

Ponte Maria Pia_Porto

Por Christian Zimmermann – Fotografia própria, Domínio público, https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=5902075

História da Ponte D. Maria Pia

A 7 de julho de 1864 foi inaugurado o troço até à Estação de Vila Nova de Gaia, que permitiu unir Lisboa à margem sul do Douro e, desta forma, ao Porto. Contudo, de forma a criar uma ligação efetiva entre as duas cidades era importante continuar esta linha até à margem direita do rio. 

O primeiro projeto para a criação desta ligação foi apresentado a 11 de fevereiro de 1862. Este projeto não foi aprovado pelo governo. Um novo projeto foi enviado a 30 de julho de 1864, mas novamente sem efeito. 

O projeto aprovado foi da empresa Eiffel Constructions Métalliques, sob a direção de Gustave Eiffel. A ponte começou a ser construída a 5 de janeiro de 1876. A construção demorou cerca de 22 meses e empregou 150 operários. As obras ficaram concluídas a 31 de outubro de 1877. 

A inauguração oficial aconteceu a 4 de novembro de 1877. A cerimónia de inauguração contou com um comboio especial, com 24 carruagens, que transportou 1200 convidados desde Vila Nova de Gaia até à ponte. Depois, retornou a Gaia para deixar passar o comboio real. Num pavilhão instalado junto ao início da ponte, D. Luís I, D. Maria Pia de Saboia e os príncipes D. Carlos e D. Afonso de Bragança receberam a direção da Companhia Real dos Caminhos de Ferro Portugueses e os engenheiros envolvidos na construção da ponte. O primeiro comboio chegou a Campanhã no dia seguinte. Ao longo de três dias decorreu a festa da inauguração. 

No final do século XX começou a ser evidente que a ponte não respondia às necessidades. Depois de 114 anos em funcionamento, a ponte foi encerrada a 24 de junho de 1991, quando foi inaugurada a Ponte de São João. 

Desde essa altura a ponte não teve quaisquer obras de manutenção e tornou-se impossível a sua reabilitação para uso rodoviário ou ferroviário. No âmbito dos 140 anos da inauguração da ponte, um grupo de cidadãos publicou uma carta aberta dirigida ao primeiro-ministro António Costa. Nesta carta solicitavam ao governo que tome medidas prioritárias com vista à remodelação da ponte, defendendo o seu uso como passagem para peões e ciclistas. 

Características e curiosidades

  1. Comprimento total: 352,75 metros
  2. Peso: 4100 toneladas
  3. O arco sob o tabuleiro tem 167 metros de corda e 48,60 metros de flecha
  4. O tabuleiro situa-se a 60 metros de altura do nível da água
  5. A estrutura metálica estava resguardada dos efeitos do clima por várias camadas de tinta
  6. A ponte foi batizada em honra da esposa de D. Luís I, a rainha D. Maria Pia de Saboia
  7. A ponte D. Maria Pia é a mais antiga das pontes do Porto
  8. A primeira pessoa a inaugurar a ponte foi Adelaide Lopes, esposa de Pedro Inácio Lopes, engenheiro responsável pelas obras. Adelaide Lopes percorreu a ponte a pé antes da cerimónia oficial de inauguração. Diz-se que a travessia foi bastante difícil, devido ao vento que se fazia sentir e ao facto de só metade da ponte ter as passadeiras metálicas.
40 Visualizações 1 Total
40 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.