Schmeichel, Peter

Nome Peter Boleslaw Schmeichel
Nascimento 18 de Novembro de 1963
Naturalidade Gladesax, Dinamarca
Posição Guarda Redes
Altura The Great Danish (O Grande Dinamarquês)
Altura 1,93
Equipas Gladesax-Hero BK, Hvidovre IF, Brondby, Manchester United, Sporting CP, Aston Villa, Manchester City
Internacionalizações 129 presenças e 1 golo
Descendência Kasper Schmeichel
Principais Títulos Campeão Dinamarquês (1), Taça da Dinamarca (1), Campeão Inglês (5), FA Cup (3), FA Comunity Shield (4), Campeão Português (1), Supertaça Cândido de Oliveira (1), Campeão Europeu por Seleções (1) – 1992, Campeão Europeu por Clubes (1) – 1999, Supertaça Europeia (1),

Peter Boleslaw Schemeichel refere-se a um antigo guarda redes

Peter Schmeichel

dinamarquês, que foi um dos maiores na sua posição durante a década de 90, e é dos melhores de sempre segundo os especialistas. Nascido na cidade de Gladsaxe, uma cidade perto de Copenhaga, Dinamarca a 18 de Novembro de 1963, foi primeiro no seu país que começou a destacar-se. Perto dos dezoito anos realiza o primeiro jogo como profissional na equipa da sua cidade, nos últimos três jogos da época, na terceira divisão, estando a sua equipa já condenada à descida. O treinador que o lançou tornar-se-ia posteriormente o seu sogro. Pouco tempo depois, rumou ao Hvidovre, uma pequena equipa do país, que tinha um futebol que ainda não era profissional, portanto Schmeichel teve que conjugar o futebol com outras atividades. Mas isso mudaria ao saltar para um dos maiores clubes do país o Brondby. Foi ali que a lenda começou a nascer. Junto com outros grandes jogadores do país, como Brian Laudrup, ganha quatro vezes o campeonato nacional, em cinco anos e chega à Seleção Nacional, fazendo parte da Equipa que participa no Europeu de 1988. No entanto, só receberia os holofotes da Europa do Futebol na Taça Uefa de 1990/1991 onde com o seu Brondy chegou às meias finais da prova, sendo parado apenas pelo AS Roma com muita dificuldade. Esta campanha, que terminou de maneira amarga para os nórdicos, valeu a Peter Schmeichel uma transferência para o Manchester United de Sir Alex Ferguson no final dessa época. O valor da transferência foi de 600 mil euros, e inicia-se uma história de quase uma década que transforma o Great Dannois numa lenda. O crescimento de Peter Schmeichel relaciona-se também com o crescimento do Manchester United que há mais de 25 anos não vencia nenhum campeonato inglês. Nesse primeiro ano, não foram campeões por pouco, ficaram apenas a escassos dois pontos do Leeds United e o guarda redes participaria além do campeonato na conquista da Taça da Liga de Inglaterra. No final desse ano, estando já de férias, a Dinamarca foi chamada ao Europeu de 1992 para substituir a Jugoslávia que atravessava uma guerra civil e que foi excluída do Europeu de 1992.  Surpreendentemente a Seleção Dinamarquesa saiu vencedora, criando uma das lendas mais fabulosas do futebol, em que uma equipa praticamente de férias (apesar de estarem em estágio e sabendo da possível sanção a aplicar a Jugoslávia), saíram vencedores de uma competição internacional.

Na temporada seguinte, o Manchester United quebrou o longo jejum de mais de 25 anos sem ganhar o Campeonato, com 22 jogos em que Schmeichel não sofreu golos, sendo uma das peças fundamentais para as vitórias do clube. Seguiram-se outras vitórias pelo Manchester United, à medida que eram lançados alguns jovens, conhecidos como Fergie Boys, e sustentados por jogadores mais experientes como são os casos de Peter Schmeichel, Roy Keane, Dennis Irwin, que iam acolhendo jogadores como os irmãos Neville, Butt, Paul Scholes, Ryan Giggs, David Beckham. Esta união entre jovens irreverentes e jogadores maduros, atingiu o seu ápice no ano de 1999. O Manchester chegou à final da Liga dos Campeões e o jogo da final era com o também poderoso Bayern de Munique. Cedo no jogo, o Bayern marcou e o Manchester passou a partida a tentar o empate. Peter Schmeichel ia mantendo a equipa na eliminatória por fazer algumas fabulosas defesas. Aos 89 minutos porém, Teddy Sheringham marcou o golo do empate, com Peter Schmeichel também na área do Bayern (O guarda redes, durante a sua carreira marcou sempre alguns golos). Nos descontos da partida, Solskjaer deu a vitória à equipa ficando famosos os festejos de Schmeichel (desta vez na sua área). Foi também o jogo que marcou a despedida pelo Manchester United mais de 300 jogos após a sua chegada. Nesse Verão de 1999, Peter Schmeichel queria mudar de ares e jogar por uma equipa que tivesse menos obrigações europeias. Causa grande surpresa por escolher uma equipa portuguesa, que também não vencia nenhum campeonato por cerca de 18 anos. No mês de Julho de 1999 começa a treinar pelo Sporting Clube de Portugal. Como é seu hábito, ajuda o Sporting a quebrar um longo jejum de títulos e sagra-se campeão logo na primeira época. No final da segunda época, regressa a Inglaterra, para o Aston Villa, onde marcou os seus primeiros golos na Premier League, sendo também o primeiro guarda redes a fazê-lo. No final dessa época retorna a Manchester, agora para o rival City onde completa mais uma época. Terminou a sua carreira no final dessa época no City, e deixou nas camadas jovens o seu filho Kasper Schmeichel que viria a fazer história mais tarde no Leicester City.

2015 Visualizações 1 Total
2015 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.