Sinfonia Fantástica

Sinfonia Fantástica: obra-prima sinfónica do compositor francês Berlioz; influências na composição e inovações musicais.

A obra

A «Sinfonia Fantástica» (nome completo, «Episódio da Vida de um Artista, Sinfonia Fantástica em Cinco Partes») foi a primeira sinfonia escrita pelo compositor francês Hector Berlioz, em 1830. A obra estreou no dia 5 de Dezembro de 1830 no Conservatório de Paris, dirigida pelo maestro François-Antoine Habeneck. Contudo, esta primeira apresentação difere das apresentações que conhecemos hoje, uma vez que Berlioz reviu o trabalho durante anos e só voltou a fazer uma nova publicação desta em1845.

É o trabalho mais conhecido de Berlioz, e “há quem defenda que é a mais notável primeira sinfonia de um compositor” (Pereira, 2012), afinal o músico, ainda aluno do Conservatório, exibiu através desta uma capacidade de inovação surpreendente, além de uma capacidade de orquestração genial. Os primeiros esboços da «Sinfonia Fantástica» remontam a 1819 mas entre esta data e 1830 alguns episódios significativos da sua própria vida viriam a influenciar a criação da obra. Um deles terá sido a leitura de «Fausto» de Goethe e outro o contacto com as sinfonias de Beethoven, esmagadoras; mas o mais determinante foi a sua paixão fulminante pela actriz inglesa Harriet Smithson – com quem viria a casar em 1833.

Smithson

Berlioz viu-a pela primeira vez em 11 de Setembro de 1827, ao assistir à representação da peça teatral «Hamlet», de Shakespeare, no Teatro Ódeon, em Paris. A jovem de 27 anos representava, então, Ofélia. O compositor, apaixonado, desenvolveu uma obsessão pela actriz, escrevendo-lhe diversas vezes, procurando um encontro, mas sem sucesso. Os rumores sobre a relações de Smithson com outros homens perturbavam o compositor mas, ao mesmo tempo, inspiraram a sua própria criativa. Numa carta ao seu amigo Humbert Ferrand, Berlioz descreveu o plano da obra em mãos: “…um artista, abençoado por uma imaginação prodigiosa, apaixona-se por uma mulher que incorpora os ideais de beleza e fascinação que ele sempre procurou (…) Ele pensa que há esperança; acredita estar apaixonado. Mais tarde, numa crise de desespero, ele droga-se com ópio, mas o narcótico, em vez de o matar, provoca-lhe uma alucinação horrível. Pensa que, tendo assassinado a sua amada, é condenado à morte e assiste à sua própria execução. Após a sua morte, vê-se rodeado por uma assembleia de feiticeiros e bruxas (…) A sua amada é agora uma prostituta que irá tomar parte dessa orgia” (Pereira, 2012).

A «Sinfonia Fantástica» foi, por um lado, um marco na música francesa porque introduziu a esta o género sinfónico, visivelmente influenciada pela grandeza de Beethoven na construção de contrastes dramáticos. Por outro lado, foi um marco no panorama musical geral pela exploração de novos caminhos sonoros – orquestração – mas sobretudo pela introdução da música programática, que se viria a tornar uma característica do romantismo. Harriet figura em cada um dos movimentos sob a forma de tema, idée fixe (ainda que de diferentes modos) e os instrumentos procuram sugerir efeitos sonoros que narrem o enredo ao público. Aliás, o público recebia uma espécie de libreto que explicava o conteúdo de cada andamento. Este conceito veio a ser desenvolvido, mais tarde, de forma quase revolucionária, poderá mesmo dizer-se, pelo compositor Richard Wagner.

Andamentos da «Sinfonia Fantástica»

  1. Sonhos e paixões (ouvir áudio)
  2. Um baile (ouvir áudio)
  3. Cena nos campo (ouvir áudio)
  4. Marcha para o suplício (ouvir áudio)
  5. Sonho de uma noite de Sabbat (ouvir áudio)
373 Visualizações 1 Total

References:

Pereira, R. (2012). Sinfonia Fantástica. Em http://www.casadamusica.com/artistas-e-obras/obras/s/sinfonia-fantastica-hector-berlioz/#tab=0

Coleção Folha de Música Clássica (nd). Hector Berlioz, Contexto Histórico. Em http://www.casadamusica.com/artistas-e-obras/obras/s/sinfonia-fantastica-hector-berlioz/#tab=0

373 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.