Copa Libertadores da América

A Copa Libertadores da América é uma competição de clubes da América do Sul, organizada anualmente, pela CONMEBOL

A Copa Libertadores da América é uma competição de clubes da América do Sul, organizada anualmente, pela CONMEBOL. A prova assemelha-se à realização da Liga dos Campeões na Europa, pela UEFA, sendo as duas provas entre clubes de maior prestígio internacional. Aliás, até 2004, os vencedores de ambas as provas discutiam a Taça Intercontinental, prova que decidia quem era o campeão mundial de clubes. Esta prova foi substituída pelo Mundial de Clubes.

copa_libertadores_gremio_campeon_afp

História da Copa Libertadores da América

A Copa Libertadores de América teve o seu início em 1960 mas a ideia de uma competição continental entre clubes, já vem desde 1930, com a Copa Aldao e mais tarde a Copa de los Campeones. Esta competição leva o nome de Libertadores em homenagens aos heróis nacionais que lutaram pela independência dos seus países e são considerados os pais da Pátria.

Na primeira edição em 1960, dos 10 países só 7 viram o seu campeão nacional participar na prova. Equador, Perú e Venezuela não tiveram representação nesse ano, sendo que Equador e Peru já tiveram os seus campeões a participar enquanto a Venezuela só participou a participar a partir de 1964. Em 1965, o campeão colombiano não marcou presença na Copa Libertadores. As primeiras seis edições foram divididas entre Peñarol, Santos e Independiente.

Em 1966, passaram a existir 16 equipas em vez de 10, sendo que o vencedor da prova voltou a ser o Peñarol que já tinha vencido as duas primeiras edições da prova. Racing venceu a prova em 1967 para a equipa do Estudiantes vencer a Copa Libertadores nos três anos seguintes, tornando-se a primeira equipa a fazer tal feito. E só não foram 4 anos porque o Nacional de Montevideu levou a melhor na Libertadores de 1971.

Mas outra equipa argentina seguiria as pisadas do Estudiantes. Entre 1972 e 1975, o Independiente levou de vencida a Libertadores, tornando-se na altura como máximo recordista da prova. O Cruzeiro de Belo Horizonte vence a final de 1976 e perde a de 1977, frente ao Boca Juniors, que repetiria vitória no ano seguinte. Em 1979, o Olímpia do Paraguai estreia-se a vencer a prova.

Nos anos 80, Peñarol e Nacional de Montevideu, duas equipas uruguaias venceram a prova em duas ocasiões cada, com as equipas brasileiras do Grémio e do Flamengo a conquistarem a Libertadores pela primeira vez, assim como o Atlético Nacional da Colômbia, sendo o primeiro clube deste país a ganhar esta competição.

Os anos 90 começaram com o domínio da equipa brasileira do São Paulo, vencendo duas finais da Libertadores e perdendo uma terceira final frente aos argentinos do Vélez Sarsfield. Foi a década de domínio dos brasileiros, com mais vitórias do Grémio, Cruzeiro, Vasco da Gama e Palmeiras.

Os Argentinos responderam a este domínio com 4 vitórias do Boca Juniores e 1 do Estudiantes entre 2000 e 2009. Destaque para a estreia de equipas do Equador como vencedoras da Libertadores, com LDU Quito a ganhar a competição em 2008. Desde então para cá, o Brasil tem voltado a exercer a sua força no continente, com 5 vitórias. Todas elas de equipas diferentes, a saber: Internacional, Santos, Corinthians, Atlético Mineiro e Grémio que foi o último vencedor da Libertadores. Para conhecer a lista de todos os vencedores da prova, clique aqui.

Copa-Libertadores

Formato da Copa Libertadores da América

Nas primeiras edições da prova, apenas participavam os clubes campeões nacionais de cada país que compunha a prova. Em 1966, os vice-campeões já começaram a ser aceites. Desde 2000 que o formato conheceu um alargamento para ser o mais similar possível à Liga dos Campeões, passando de 20 para 32 equipas. Tal como na Champions, algumas equipas têm entrada directa na competição e outras têm que passar pela fase de qualificação. Depois, dividem-se as 32 equipas em 8 grupos com 4 equipas cada, sendo que os dois primeiros de cada grupo passam para a fase a eliminar. A partir dos oitavos-de-final, as equipas jogam eliminatórias a duas mãos sendo que os vencedores vão passando até aos quartos-de-final, meias-finais e Final. A única diferença para a Liga dos Campeões mais visível é a disputa da final a duas mãos, ao contrário do que acontece na Europa, com a final a acontecer num campo neutro a um só jogo. Os vencedores da competição ganham o direito a participar no Mundial de Clubes e na Recopa Sul-Americana.

Principais Estatísticas da Copa Libertadores da América:

Clubes com mais títulos:

  1. Independiente – 7 títulos
  2. Boca Juniors – 6 títulos
  3. Peñarol – 5 títulos

Clubes com mais participações:

  1. Nacional de Montevideu – 45 participações
  2. Peñarol – 44 participações
  3. Olimpia – 40 participações

Clubes com mais jogos:

  1. Nacional de Montevideu – 368 jogos
  2. Peñarol – 351 jogos
  3. River Plate – 324 jogos
373 Visualizações 1 Total
373 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.

Gostaria de ser nosso colaborador?

É especialista em alguma das áreas de conhecimento presentes na nossa enciclopédia? Tem gosto pela escrita? Gostaria de ser editor numa enciclopédia em português, integralmente escrita por especialistas? Gostaria de partilhar conhecimento?

Se a sua resposta é sim, então envie-nos o seu CV para geral@knoow.net para que possamos analisar e enviar mais detalhes sobre a forma de colaboração.

 

Áreas para as quais procuramos especialistas:

  •  Biologia
  •  Economia
  •  História
  •  Medicina
  •  Medicina Veterinária
  •  Filosofia
  •  Sociologia
  •  Contabilidade
  •  Direito
  •  Mecânica
  •  Química
  •  Física
  •  Matemática