Montado

São ecossistemas mediterrânicos únicos com uma biodiversidade bastante rica e considerado muito importante para a conservação da natureza.

O que é?

O montado é um ecossistema muito delicado e particular, criado pelo homem. Suporta uma grande variedade de espécies vegetais e animais em vias de extinção, constituindo um habitat com uma ecologia única e frágil. Está entre os mais importantes ecossistemas mundiais, no que toca à conservação da biodiversidade, sendo comparado à Amazónia, savana Africana ou o Bornéu.

Os montados podem apresentar-se como uma densa floresta ou como uma área de pastagem ou mato intercalada por árvores.  São normalmente compostos por uma cobertura entre 40 a 60 árvores por hectare, um sub-coberto arbustivo, e frequentemente um estrato herbáceo com elevada biodiversidade. São considerados um dos ecossistemas mais ricos do mundo.

Montado Fonte: Alquimista

Montado
Fonte: Alquimista

A espécie dominante de um montado é o sobreiro, fazendo lembrar uma savana (área de povoamento mais aberto). Contudo, o sobreiro pode ser agrupado com outras espécies (outras espécies de carvalhos, pinheiro-bravo e pinheiro-manso), originando os sobreirais (bosques densos e fechados). Nestes bosques também podem existir outras espécies, como por exemplo, as estevas, sargaços, giestas, etc.

Também proporciona abrigo a diferentes espécies de aves, nomeadamente algumas aves de rapina ameaçadas como por exemplo a Águia Imperial e a Águia de Bonelli ou mamíferos, desde o Coelho-bravo, até ao felino mais ameaçado, o Lince Ibérico.

Onde existe?

Mapa de localização do montado. Fonte: APCOR

Mapa de localização do montado.
Fonte: APCOR

Os montados de sobro (florestas de sobreiro) estão distribuídos pela região Mediterrânea Ocidental e ocupam uma área de cerca 2,2 milhões de hectares. Cerca de 90 % da sua área de distribuição ocorre em Portugal, Espanha, Marrocos e Argélia. Em menor área, existe também na Tunísia, Sul de França, costa ocidental de Itália e nas ilhas Sicília, Córsega e Sardenha.

Importância socioeconómica

Os montados têm elevada importância económica devido ao facto de formarem sistemas, que resultam da ação humana, para aproveitamento de diversos recursos. O setor da cortiça é o mais importante, que faz de Portugal o maior exportador de cortiça do mundo. Para além da cortiça destaca-se também os frutos para alimentação animal, as pastagens (produção de leite e carne de elevada qualidade), as culturas agrícolas, a apicultura, a recolha de cogumelos comestíveis e o turismo.

De acordo com a WWF (World Wild Fund for Nature), cerca de 100 mil pessoas do Sul da Europa e do Norte de África dependem direta e indiretamente destas florestas. Em Portugal, onde existe a maior área de distribuição de montado do mundo, dependem diretamente dessa economia cerca de 700 empresas, 10.000 postos de trabalho fabril; 6500 postos de trabalho na extração florestal e milhares de postos de trabalho indiretos (restauração, turismo, etc.).

Importância ambiental

Os montados são os ecossistemas mais importantes no que diz respeito à conservação da biodiversidade florística, podendo atingir uma densidade de 135 espécies de plantas por cada 1 000 m2, sendo por isso, muitas vezes, chamados de hotspots de biodiversidade.

São ecossistemas mediterrânicos únicos com uma biodiversidade bastante rica e considerado muito importante para a conservação da natureza. Para além da biodiversidade florística, também existe uma elevada biodiversidade de espécies de avifauna. A Águia de Bonelli, Águia Imperial Ibérica ou a Cegonha Preta são exemplos de espécies que se encontram neste habitat e que estão em vias extinção. Também o Lince-ibérico ocorre nestes ecossistemas e a sua conservação tem sido bastante importante.

Também desempenham funções de conservação do solo, protegendo contra a erosão e consequente desertificação e também são uma barreira contra incêndios (devido à fraca combustão da cortiça). Assumem também uma função importante na qualidade da água (na regulação do ciclo hidrológico) e na produção de oxigénio.

Estas florestas de sobro são um exemplo fantástico de equilíbrio entre a conservação do meio ambiente e o desenvolvimento sustentável. Apenas pelo facto de não abaterem as árvores durante o processo de extração de cortiça, já constitui um exemplo único de sustentabilidade.

O sobreiro está protegido por lei desde o séc. XIII e foi reconhecido no final de 2011 a Árvore Nacional de Portugal devido ao seu papel tão importante.

Problemas nos montados

  • Má gestão realizada em algumas propriedades, sendo as condições ecológicas um fator determinante no desencadear da situação, como o stress hídrico provocado por períodos de seca ou pluviosidade anormal que pode favorecer a propagação de doenças.
  • Más práticas agrícolas:
    • Gradagem debaixo das copas com grades de discos pesadas que cortam as raízes pastadeiras superficiais, podendo:
      • propagar doenças
      • destruir a regeneração natural
    • Podas excessivas das árvores florestais provocando feridas nos troncos.
1636 Visualizações 1 Total

References:

  • APCOR (n.d.) Montado. Acedido em 29 de Janeiro de 2016 em: www.apcor.pt
  • Fonseca, A. (n.d.) O Montado – estratégias para a sua gestão. Acedido em 29 de Janeiro de 2016 em: www.naturlink.pt
  • Patacho, D. (n.d.) A Importância dos Montados de Sobro em Portugal. Acedido em 29 de Janeiro de 2016 em: www.quercus.pt
  • Youcork (n.d.) Environment. Acedido em 29 de Janeiro de 2016 em: www.youcork.net
1636 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.