Inclusão

A inclusão visa a participação de indivíduos considerados diferentes, nas mesmas atividades em que se incluem os demais indivíduos ditos normais.

A inclusão visa a participação de indivíduos considerados diferentes, nas mesmas atividades em que se incluem os demais indivíduos ditos normais.

 

Quando se fala de inclusão, fala-se, invariavelmente, de indivíduos que, de alguma forma, não se enquadram nos padrões sociais, por diversos motivos, tais como, serem portadores de uma deficiência.

No mercado de trabalho, o processo de inclusão funciona sob o contorno de algumas características, já que o sujeito que não se enquadra na maioria, da mesma forma que os demais, tem também de se adaptar às normas e regras do espaço onde trabalha. O foco deste processo é garantir a satisfação tanto do indivíduo como de quem o acolhe.

Desta forma, a literatura defende que cada indivíduo, correspondendo ou não aos padrões, a partir do momento em que entra num processo de inclusão perante uma população, deve ser tratado da mesma forma que os outros. O processo de inclusa visa que os ind e indivíduos sejam todos reconhecidos de acordo com o valor que possuem e de acordo cm a sua capacidade para participar nas diferentes atividades que lhes são propostas.

No meio escolar, entende-se também o processo de inclusão junto dos alunos com necessidades educativas especiais (nee), pelo que a sua implementação demonstra que toda a comunidade escolar beneficia da mesma (Maturana, Pontalti, Lucatto, Campos, Martinho, & Almeida, 2017).

Vendo o processo de inclusão de acordo com o seu objetivo, entende-se a necessidade de proporcionar ao indivíduo momentos em que se sinta bem por estar naquele meio e por existir, de modo a compreender que ele é uma parte de um todo que se necessita para o seu bem-estar. A inclusão pressupõe a satisfação individual e coletiva de uma forma respeitosa.

Autores como Maturana et al (2017) entendem que a inclusão no segmento escolar, é até uma mais valia porque permite que o foco habitualmente associado ao indivíduo com nee, seja transferido para a atividade em si. Estes mesmos autores compreendem que a verdadeira inclusão visa não a intervenção focada na criança mas focada no ambiente onde ela participa (Maturana et al, 2017).

Conclusão

A inclusão, em qualquer que seja o contexto, pretende objetivos bastante semelhantes, isto é, tornar os indivíduos que, de alguma forma não correspondem aos padrões sociais, aceites e parte integrante e participativa do meio onde atuam. O objetivo da inclusão considera não só indivíduos com algum tipo de deficiência, como de raça ou etnia diferente, ou ainda identificando-se com diferentes tipos de orientação sexual.

226 Visualizações 1 Total

References:

226 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.