Copywriting

O que é, onde surgiu, como funciona e quais os elementos do Copywriting

copywriter

Copywriting é o termo usado para definir o trabalho de produção de textos com o objetivo de realizar uma venda, sejam slogans, white papers, artigos para sites e blogues, press releases, posts, etc.

 

O que é o Copywriting?

Numa aceção mais técnica, Copywriting é a arte de escrever de forma a promover um produto, um serviço, uma pessoa, uma ideia ou um negócio e de editar, selecionar e construir palavras que irão levar o leitor a uma tomada de decisão. Essa tomada de decisão pode estar relacionada com a compra direta (quando se fala do produto ou serviço) ou com qualquer outra ação que esteja dentro desse processo (quando se vende uma ideia ou oferece um conteúdo, por exemplo). Sim, porque apesar de visar, como objetivo último, o lucro de uma empresa, a arte do copywriter ou redator é a de escrever e não vender, até porque este profissional nem sempre tem como objetivo realizar a venda do produto de uma só vez, mas sim influenciar a audiência a realizar uma ação. Essa ação pode ser, simplesmente, assinar uma newsletter, entrar em contato telefónico, encaminhar um email, partilhar um conteúdo, etc.

 

Onde surgiu o Copywriting?

O Copywriting nasceu há mais de 150 anos nos Estados Unidos. Há registos que indicam que as técnicas de copy já eram utilizadas em anúncios de 1915. Muito antes disso, em 1886, Claude Hopkins, o autor da famosa obra Scientific Advertising (Publicidade Científica), já pesquisava os desejos dos consumidores. Claro que o Copywriting dos nossos dias é diferente devido aos avanços da tecnologia e também das descobertas a nível da neurociência. Pesquisas sobre os padrões de comportamento do consumidor, o que os influencia a efetuar uma compra, etc, são hoje o foco do trabalho de um copywriter. E como os avanços a nível de estudos não param, o Copywriting está a tornar-se ainda mais poderoso e a profissão do copywriter muito cobiçada!

 

Como funciona o Copywriting?

Para explicar o Copywriting, é necessário retroceder até aos propósitos da escrita, sendo que um deles, relacionado com o marketing, é convencer o público-alvo de algo, seja comprar um produto, um serviço ou mesmo uma ideia. Nesse sentido, o objetivo da escrita de um copywriter relaciona-se com o marketing – mais especificamente com o Content Marketing e Inbound Marketing – que dita cada vez mais a importância de um Copywriting que traga também informação ao público-alvo, e não apenas propaganda. Para um copywriter, mais importante do que vender, é transmitir a informação que o público quer ler, e agregar-lhe valor. Assim, o trabalho de um copywriter deve traduzir-se na produção de textos capazes de sensibilizar os leitores, envolve-los e até oferecer soluções para os seus problemas ou dúvidas. Por isso existem técnicas para fazer um Copywriting de qualidade, nomeadamente as técnicas de storytelling ou capacidade de contar histórias relevantes.

 

Elementos do Copywriting

 

Pesquisa

Ao contrário de um redator publicitário, o copywriter além de ser criativo, precisa de conhecer muito bem determinada marca, produto ou serviço sobre o qual vai escrever.

 

Objetivos

Cada texto de Copywriting precisa de cumprir um objetivo dentro do chamado funil de vendas, processo que consiste em conduzir ou acompanhar o cliente a partir do momento em que ele toma conhecimento de uma solução vendida por uma empresa até ao momento em que a compra.

 

Exclusividade

Todo texto de Copywriting precisa ser único e original.

 

Otimização

O Copywriting é fundamental para a otimização de um site ou blog nos resultados dos motores de pesquisa, como o Google, portanto, todos os textos precisam ser bem trabalhados a nível de SEO (Search Engine Optimization).

 

Análise

O trabalho de Copywriting não termina quando o texto é publicado, a análise dos resultados também tem de ser observada, de modo a se perceber se o artigo em causa atingiu o seu objetivo. E, caso não tenha atingido, perceber o que fazer para melhorar.

 

Funções do copywriter

 

Publicidade e Marketing. Redação de uma grande variedade de materiais de publicidade e marketing offline ou online, tais como anúncios (incluindo rádio e televisão), brochuras, catálogos, panfletos, descrição de produtos/serviços, materiais para eventos, email marketing, newsletters, artigos para sites e blogs, social media, scripts para vídeo e podcast, etc.

 

Relações Públicas. Redação de materiais de comunicação de relações públicas dirigidos a colaboradores, clientes, público em geral, tais como artigos, press kits, press releases, etc.

 

Material complementar. Elaboração de outros materiais igualmente importantes para a maioria das empresas, nomeadamente relatórios, cartas comerciais, casos de estudo, planos de negócio, discursos institucionais, etc. Copywriters com uma formação em áreas consideradas mais técnicas (engenharia, informática, ciências…) poderão ainda redigir sobre temas complexos que têm de ser convertidos em linguagem simples e clara, como data sheets, white papers e manuais de utilização e formação, entre outros.

391 Visualizações 1 Total
391 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.