Borodin, Alexander

Biografia do compositor russo nacionalista Alexander Borodin (1833-1887), membro do Grupo do Cinco. Borodin foi também químico, particularmente reconhecido pelo trabalho desenvolvido sobre aldeídos.

Nascimento 12 de Novembro de 1833, São Petersburgo, Rússia
Morte 27 de Fevereiro de 1833, São Petersburgo, Rússia
Família Mulher: Ekaterina Protopopova;
Ocupação Compositor e Químico
Principais Obras «Príncipe Igor»; «Sinfonia n.º1»; «Sinfonia n.º2»; «Nas Estepes da Ásia Central»; «Quarteto de cordas n.º1»; «Quarteto de cordas n.º2»

Primeiros anos

Alexander Borodin nasceu no dia 12 de Novembro de 1833, em São Petersburgo, na Rússia. O compositor, filho ilegítimo de um príncipe georgiano que teve uma relação com uma mulher casada, foi registado como filho dos servos Porfiry e Tatyana Borodin. Permaneceu servo do pai até 1840, quando o príncipe, antes de morrer, o libertou.

Apesar das circunstâncias do seu nascimento, Borodin cresceu de forma confortável. Durante a infância demonstrou um talento especial para as ciências, para as línguas (aprendeu facilmente alemão, francês e inglês) e para a música. Com oito anos começou a aprender flauta e, mais tarde, piano e violoncelo, dedicando-se, também, à composição: escreveu uma polka, com 9 anos, um concerto para flauta e piano e um trio para dois violinos e violoncelos, com 13 anos e, com 14 anos, fez a primeira tentativa de composição de música de câmara.

Carreira científica

Entre 1850 e 1856, Borodin estudou na Academia de Medicina e Cirurgia de São Petersburgo, onde se especializou em química. Em 1858, depois de trabalhar num hospital militar, doutorou-se, com a apresentação de um trabalho sobre a semelhança entre o arsénico e os ácidos fósforos.

No ano seguinte, foi estudar para Heidelberga, na Alemanha. Regressou à Rússia em 1862 e tornou-se professor assistente de química na Academia de Medicina. Dedicado à investigação científica, é particularmente reconhecido pelo trabalho desenvolvido sobre aldeídos.

Borodin, que defendia os direitos das mulheres, foi também fundador da Escola de Medicina Feminina, em 1872, onde leccionou até à data da sua morte.

Carreira na música

No ano de 1862, Borodin conheceu Mily Balakirev, que o persuadiu a dedicar-se com mais seriedade à música. Passou, também, a integrar o grupo nacionalista dos Cinco, liderado por Balakirev. Sob a tutela deste, começou a trabalhar na sua primeira sinfonia, concluída em 1867 e estreada em 1869. Neste último ano, começou a trabalhar na sua segunda sinfonia, cuja primeira apresentação em 1877 se revelaria um fracasso.

Alexander Borodin

Foi também em 1869 que o seu amigo Vladimir Stasov lhe sugeriu uma ópera sobre o tema do «Príncipe Igor», que muito apelou ao nacionalismo de Borodin. A acção acontece no século XII, na altura em que os russos, liderados pelo Príncipe Igor partem à conquista dos bárbaros Polovtsians, viajando para este, através das Estepes. No entanto, as dificuldades com o libreto e as interrupções devido à sua carreira científica, tornaram a composição lenta e a ópera, obra-prima do compositor, nunca foi terminada pelo próprio. Coube a Rimsky-Korsakov e a Glazunov a sua conclusão.

Entretanto, ainda compôs outras obras, entre as quais o poema sinfónico «Nas Estepes da Ásia Central», dois quartetos de cordas, várias canções e a sua terceira sinfonia (embora não terminada).

Borodin tornou-se popular fora da Rússia ainda em vida. Tal deveu-se, por um lado, a Franz Liszt, que assegurou a execução da sua primeira sinfonia na cidade de Baden-Baden, em 1880, e aos Concertos Russos de 1885-1886, em Liège, na Bélgica, promovidos pela Condessa Merci d’Argeanteau, a quem o compositor dedicou um conjunto de pequenas peças para piano conhecidas pelo nome de «Petite Suite».

Morte

Com uma saúde frágil desde criança, Borodin sobreviveu à cólera e a pequenos ataques cardíacos. No entanto, acabou por falecer repentinamente, durante uma festa na Academia de Medicina, no dia 27 de Fevereiro de 1887. Foi enterrado no cemitério de Tikhvin, onde estão os restantes membros do Grupo dos Cinco.

Legado musical

A carreira científica foi uma prioridade na vida de Borodin, que compunha nos tempos livres. No entanto, a sua obra coloca-o lado a lado com os maiores compositores russos.

As suas sinfonias e quartetos de cordas estão entre os melhores do período romântico.  Nestes, desenvolveu uma estrutura formal, onde o movimento musical de cada andamento parte  de um único motivo. «Príncipe Igor», que não conseguiu concluir, é ainda assim a sua obra-prima, e uma das óperas russas históricas mais significativas. Dela faz parte «Danças Polovtsian», a sua composição mais conhecida. As melodias de compositor são também reflexo do carácter nacionalista da sua obra porque relembram as melodias encontradas nas canções populares russas.

A música de Borodin, conhecida pelo forte lirismo e pelas harmonias ricas, mas não usuais na música ocidental, influenciaram os compositores franceses Debussy e Ravel. Este  último, como homenagem, compôs uma peça de piano intitulada «À la manière de Borodine».

865 Visualizações 1 Total

References:

Alexander Borodin. Em http://russiapedia.rt.com/prominent-russians/music/aleksandr-borodin/

Kennedy, M. (1994). Dicionário Oxford de Música. Publicações Dom Quixote.

The Editors of Encyclopædia Britannica (nd). Aleksandr Borodin. Em https://www.britannica.com/biography/Aleksandr-Borodin

865 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.

Gostaria de ser nosso colaborador?

É especialista em alguma das áreas de conhecimento presentes na nossa enciclopédia? Tem gosto pela escrita? Gostaria de ser editor numa enciclopédia em português, integralmente escrita por especialistas? Gostaria de partilhar conhecimento?

Se a sua resposta é sim, então envie-nos o seu CV para geral@knoow.net para que possamos analisar e enviar mais detalhes sobre a forma de colaboração.

 

Áreas para as quais procuramos especialistas:

  •  Biologia
  •  Economia
  •  História
  •  Medicina
  •  Medicina Veterinária
  •  Filosofia
  •  Sociologia
  •  Contabilidade
  •  Direito
  •  Mecânica
  •  Química
  •  Física
  •  Matemática