Estádio Olímpico de Berlim

Stade_Olympique_Berlin_Ext Descrição: Estádio Multiusos

País: Alemanha

Cidade: Berlim

Clube: Herta de Berlim

Capacidade: 74.475 espectadores

Data de Construção1936

Custo de remodelação: €247 milhões (2004)

Relvado: Relva natural (105 × 68 m)

Descrição

O Estádio Olímpico de Berlim é um estádio multiusos localizado na capital da Alemanha, com capacidade para cerca de 75 mil pessoas. Propriedade da Olympiastadion Berlin GmbH, o complexo tem sido utilizado pela equipa do Herta de Berlim desde 1963 e ocupa uma área de 56.616m². O recinto recebe grandes eventos tanto de índole desportiva como do mundo do espectáculo.

Está entre os maiores estádios da Europa, sendo o 12º com mais capacidade no “velho continente”.

 

História

O “Olympiastadion” (designação em alemão) foi construído entre 1934 e 1936 para servir como peça central dos Jogos Olímpicos de 1936. Adolf Hitler já estava no poder e viu uma grande oportunidade para intensificar a propaganda nazista, ordenando a construção de um enorme estádio para impressionar o mundo e colocando a obra sob o comando do arquitecto Werner March. O recinto veio substituir o antigo Estádio Alemão (Deutsche Stadion), que tinha sido desenhado pelo pai de Werner, Otto March, e construído para ser sede dos Jogos Olímpicos de Verão de 1916, que foram cancelados devido à Primeira Guerra Mundial.

O estádio abriu oficialmente a 01 de Agosto de 1936 com a cerimónia de abertura das Olimpíadas, e, apesar de a Alemanha ter sido a grande campeã, com 33 medalhas de ouro conquistadas (EUA em segundo com 24), o maior destaque foram as quatro medalhas de ouro conquistadas pelo atleta afro-americano Jesse Owens.

O Olímpico de Berlim permaneceu praticamente inalterado, até que passou por uma grande renovação em 1972 e 1973, voltada principalmente para integrar a organização do Campeonato do Mundo de Futebol de 1974. As obras incluíram a construção de dois telhados sobre as camadas superiores de ambos os lados.

Durante esse Mundial, o Olympiastadion acolheu três jogos do Grupo A na primeira fase de grupos:

14 de junho Alemanha Ocidental Bandeira da Alemanha Ocidental 1–0 Flag of Chile.svg Chile
18 de junho Chile Flag of Chile.svg 1–1 Bandeira da Alemanha Oriental Alemanha Oriental
22 de junho Austrália Flag of Australia.svg 0–0 Flag of Chile.svg Chile

 

Na década de 1990, devido à idade avançada das instalações, a cidade de Berlim começou um debate sobre o futuro do Estádio Olímpico, com algumas vozes a manifestarem-se no sentido de que o mesmo fosse reconstruído como um estádio específico para uso do futebol. No final, a decisão acabou por pender para a renovação, mantendo o seu estatuto de estádio multiusos.

Pouco tempo depois de a decisão ter sido tomada, o estádio foi escolhido para receber a final do Campeonato do Mundo de Futebol de 2006, como parte da candidatura alemã à organização do evento.

A renovação do Olympiastadion envolveu a reconstrução completa do nível inferior e a instalação de um novo telhado. As obras ficaram concluídas em 2004 e o estádio foi reaberto com um jogo de carácter particular entre Alemanha e Brasil, que terminou com o empate a uma bola.

Durante o Mundial de 2006, o Estádio Olímpico de Berlim foi palco de quatro jogos da fase de grupos, um dos quarto-de-final e da final entre Itália e França, que culminou com a vitória italiana nas grande penalidades, de pois de a partida ter terminado empatada 1-1, no final dos 120 minutos.

13 de junho Brasil Brasil 1–0 Bandeira da Croácia Croácia Grupo F
15 de junho Suécia Flag of Sweden.svg 1–0 Flag of Paraguay.svg Paraguai Grupo B
20 de junho Equador Flag of Ecuador.svg 0–3 Bandeira da Alemanha Alemanha Grupo A
23 de junho Ucrânia Flag of Ukraine.svg 1–0 Flag of Tunisia.svg Tunísia Grupo H
30 de junho Alemanha Bandeira da Alemanha 1–1 (4 -2 pen.) Flag of Argentina.svg Argentina Quartos-de-final
9 de julho Itália Flag of Italy.svg 1–1 (5-3 pen.) Bandeira da França França Final

 

Posteriormente, o recinto foi também escolhido para sediar a final da Liga dos Campeões de 2015, a primeira a ser realizada no estádio, entre Barcelona e Juventus, com vitória dos catalães por 3-1.

 

Factos e Números

Capacidade Total

Nível superior (31 fileiras de assentos): 36.455 assentos

– 36.032 assentos regulares em uma inclinação média de 23 graus

– 290 lugares na Bancada de Imprensa

– 133 em Skyboxes

Nível Inferior (42 fileiras de assentos): 38.020 assentos

– 32.310 assentos regulares em uma inclinação média de 25,4 graus

– 560 camarotes

– 563 assentos Lounge (expansível até 743)

– 4.413 lugares empresariais

– 174 espaços para cadeiras de rodas

Relvado:

Dependendo do tipo de palco montado, podem ser acomodados até 25.000 espectadores no relvado.

 

Áreas Desportivas

– Pista de Certificado de Classe 1 IAAF

– 9 pistas para 110m, 8 pistas para 400m

– 4 zonas para longo e salto triplo

– 4 zonas para Salto à Vara

– 4 zonas para Lançamento do Peso

– 1 zona para lançamento de disco e martelo

– 2 zonas para Javelin

 

1610 Visualizações 2 Total

References:

http://www.olympiastadion-berlin.de/en.html

http://www.stadiumguide.com/olympiastadionberlin/

 

1610 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.

Gostaria de ser nosso colaborador?

É especialista em alguma das áreas de conhecimento presentes na nossa enciclopédia? Tem gosto pela escrita? Gostaria de ser editor numa enciclopédia em português, integralmente escrita por especialistas? Gostaria de partilhar conhecimento?

Se a sua resposta é sim, então envie-nos o seu CV para geral@knoow.net para que possamos analisar e enviar mais detalhes sobre a forma de colaboração.

 

Áreas para as quais procuramos especialistas:

  •  Biologia
  •  Economia
  •  História
  •  Medicina
  •  Medicina Veterinária
  •  Filosofia
  •  Sociologia
  •  Contabilidade
  •  Direito
  •  Mecânica
  •  Química
  •  Física
  •  Matemática