Setting terapêutico

O setting terapêutico está relacionado com o espaço/local onde se fazem sessões individuais ou grupais de psicoterapia, bem como o processo das mesmas.

O setting terapêutico está relacionado com o espaço/local onde se fazem sessões individuais ou grupais de psicoterapia, bem como o processo das mesmas.

Segundo Moreira e Esteves (2012) o setting terapêutico diz respeito ao local onde se passa todo o processo de psicoterapia em cujas sessões é crucial que o cliente encontre um espaço seguro, neutro e onde o profissional tenha o total controlo do ambiente para que possa proporcionar este bem-estar ao cliente.

Alguns estudos demonstram que a capacidade para adequar o setting terapêutico também é diferente conforme o local de atuação do psicólogo, ou seja, o espaço de atuação num hospital, por exemplo, é diferente do espaço de atuação numa clínica com consultório privado (Almeida, & Malagris, 2011).

Uma das grandes diferenças entre ambos é o facto de o foco de atuação dentro de um hospital estar constantemente sujeito a interrupções por parte de diversos tipos de profissionais, ou até, atender vários pacientes em simultâneo dentro de uma enfermaria, entre outras variáveis que podem interferir com o tratamento (Almeida, & Malagris, 2011).

O setting terapêutico pode ser construído de diferentes formas, mas sempre no início da terapia, onde vão ser colocadas as regras em cima da mesa, seja numa situação de sessão individual seja numa sessão grupal, contudo, respondendo sempre às necessidades daqueles que procuram o psicoterapeuta (Moreira, & Esteves, 2012).

É neste setting terapêutico que o psicólogo tem a oportunidade para esclarecer junto da pessoa o papel que cada um dos dois ocupará (Moreira, & Esteves, 2012).

Alguns autores afirmam também a necessidade de ser este cenário que deverá ser usado pelo psicólogo para estabelecer a relação assimétrica que vai ser construída entre o mesmo e o paciente ou grupo, para bem de todos, uma vez que as funções de cada parte não são as mesmas, evitando assim situações de atuação e contra-atuação (Moreira, & Esteves, 2012).

Conclusão

O setting terapêutico, no âmbito da psicologia, principalmente na clínica e na saúde, é extremamente importante para a utilização dos recursos disponíveis para as sessões de terapia, sejam elas individuais ou grupais. É neste setting que o profissional tem a oportunidade necessária para estabelecer as regras de como se vai passar todo o processo de sessões terápicas, através do contrato que fará com a pessoa. Deverá ser um local calmo, seguro e neutro, para que o indivíduo se sinta seguro e confortável.

  • Almeida, Raquel Ayres de, & Malagris, Lucia Emmanoel Novaes. (2011). A prática da psicologia da saúde. Revista da SBPH, 14(2), 183-202. Recuperado em 02 de março de 2019, de http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-08582011000200012&lng=pt&tlng=. Moreira, L.M, & Esteves, C.S. (2012). REVISTANDO A TEORIA DO SETTING TERAPÊUTICO. PT O PORTAL DOS PSICÓLOGOS.
164 Visualizações 1 Total
164 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.