Perturbações Alimentares

Conceito de Perturbações Alimentares: As perturbações do comportamento alimentar correspondem a um conjunto de hábitos alimentares, atitudes sobre a…

Conceito de Perturbações Alimentares

As perturbações do comportamento alimentar correspondem a um conjunto de hábitos alimentares, atitudes sobre a alimentação, bem como ao peso, corpo e comportamentos de controlo do peso, acompanhados de um desequilíbrio psicológico grave, passando essas práticas e atitudes a comportamentos e pensamentos obsessivos. Nas perturbações do comportamento alimentar há um excesso e um radicalismo que tornam os comportamentos reprovados pela sociedade em geral. De acordo com o Manual de Diagnóstico das Perturbações Mentais (DSM-IV-TR), as perturbações do comportamento alimentar englobam: a Bulimia Nervosa, a Anorexia Nervosa e as Perturbações do Comportamento Alimentar Sem Outra Especificação. Apesar do número limitado de diagnóstico de perturbação dentro do grupo, há um conjunto de perturbações que, ainda, não estão incluídas no DSM-IV-TR mas que já são muito faladas, tais como a Perturbação da Ingestão Alimentar Compulsiva ou também conhecida pela sua nomenclatura estrangeira: Binge Eating Desorder. Na infância destaca-se ainda o Mericismo, a Pica e os Vómitos Cíclicos como patologias alimentares. Assim, as perturbações do comportamento alimentar caracterizam-se por vários critérios comuns, que são o descontentamento com o próprio corpo (associado, muitas vezes, a uma distorção da imagem corporal), a um descontrolo na ingestão dos alimentos que se pode manifestar na perda repentina de peso, ou aumento brusco de peso ou ainda flutuações do peso, a práticas de controlo do peso pouco saudáveis (que podem variar desde a ausência da ingestão de alimentos, voracidade de alimentos incontrolável, indução do vómito, uso de laxantes, prática excessiva de exercício físico e, por fim, um medo irracional de engordar e desejo muito forte de ficar magro.

Assim, dentro deste grupo de perturbações, a Anorexia Nervosa é caracterizada pela recusa do indivíduo em manter um peso corporal normal para a idade e altura, a um medo irrealista de ficar gordo ou ganhar peso mesmo quando já está muito magro. Caracteriza-se ainda por uma distorção da percepção da imagem corporal, isto é, mesmo estando muito magra a pessoa continua a “ver-se” e a achar-se gorda. Trata-se de uma perturbação muito mais comum entre raparigas o que em muito se deve à pressão social para a magreza e pela ideia estereotipada de que as pessoas magras são mais bonitas, mais bem-sucedidas e mais inteligentes. A media idealiza e apresenta corpos magros e esbeltos, o que propicia o desenvolvimento de problemas ao nível da alimentação. No lado oposto da moeda, está a Bulimia Nervosa que e caracteriza pela ingestão compulsiva de alimentos associada ao uso de métodos compensatórios inapropriados para impedir o aumento de peso. São pessoas que, tipicamente têm um peso normal mas que também apresentam uma distorção da imagem corporal. Sabe-se que os métodos compensatórios inapropriados mais utilizados são o vómito, o exercício físico excessivo e o uso e abuso de laxantes. O Binge Eating Desorder apresenta-se com as mesmas características da Bulimia Nervosa com a excepção dos métodos compensatórios. Nesta perturbação alimentar, não há recurso a nenhuma medida que impeça o ganho ponderal de peso. Em média, as perturbações do comportamento alimentar tendem a atingir pessoas de todas as faixas etárias, sexos e camadas sociais, no entanto ocorrem com mais frequência em mulheres da classe média-alta entre os 13 e dos 30 anos de idade.

680 Visualizações 1 Total
680 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.