Plano de contingência

Um plano de contingência é um tipo de plano preventivo, preditivo e reativo. Apresenta uma estrutura estratégica e operativa que ajudará a controlar uma situação de emergência e a minimizar as suas consequências negativas.

Conceito de plano de contingência

Um plano de contingência é um tipo de plano preventivo, preditivo e reativo. Apresenta uma estrutura estratégica e operativa que ajudará a controlar uma situação de emergência e a minimizar as suas consequências negativas.

Função de um plano de contingência

O plano de contingência propõe uma série de procedimentos alternativos ao funcionamento normal de uma organização, sempre que alguma das suas funções usuais se vê prejudicada por uma contingência interna ou externa.

Esta classe de plano procura portanto garantir a continuidade do funcionamento da organização face a quaisquer eventualidades, sejam estas materiais ou pessoais. Um plano de contingência inclui quatro etapas básicas: a avaliação, a planificação, as provas de viabilidade e a execução. Um plano de contingência também deve estabelecer certos objetivos estratégicos e um plano de ação para cumprir com essas metas.

Por exemplo, na informática, um plano de contingência é um programa alternativo para que uma empresa possa recuperar-se de um desastre informático e reestabelecer as suas operações com rapidez. Estes planos também são conhecidos pela sigla DRP – Disaster Recovery Plan (plano de recuperação de desastres).

Um programa DRP inclui um plano de apoio (que se realiza antes da ameaça), um plano de emergência (que se aplica durante a ameaça) e um plano de recuperação (com as medidas devendo ser aplicadas assim que a ameaça já tenha sido controlada). Planos de contingência são as estratégias alternativas que permitem que a empresa recupere a sua performance caso acontece algo inesperado: incidentes, um ataque da concorrência, queda abrupta do mercado, um desastre natural ou qualquer choque externo que afete a boa execução do plano estratégico da empresa.

Razões para as empresas adotarem planos de contingência

O plano de contingência deve permitir que a empresa se mantenha em funcionamento durante o choque externo até que este seja totalmente ultrapassado. Para que a sua execução seja eficaz, o plano de contingência deve ser elaborado de forma a permitir que a empresa atue rapidamente e especificamente nos problemas que está a resolver.

Por exemplo, um plano de contingência pode consistir na manutenção de uma reserva oculta para fazer face a guerras de preços ou o falhanço do lançamento de um novo produto no mercado; pode ser uma equipa de gestão de emergência para substituir a equipa de gestão sénior caso esta se encontre incapacitada ou várias outras situações. Plano de Contingência Operacional: é a definição de processos alternativos para atuação da empresa durante um evento que afete as atividades normais (ou aplicativos), necessários para funcionamento da organização.

O exemplo mais comum é a falha de um sistema no SAC (Serviço de Atendimento ao Cliente) onde as atendentes passam a utilizar um formulário de preenchimento manual, durante a indisponibilidade no sistema de registro de atendimento ao cliente.

1649 Visualizações 1 Total

References:

Mota, António Gomes (2012). Finanças da Empresa – da teoria à prática. 5ª Ed. Lisboa: Edições Sílabo.

1649 Visualizações

A Knoow é uma enciclopédia colaborativa e em permamente adaptação e melhoria. Se detetou alguma falha em algum dos nossos verbetes, pedimos que nos informe para o mail geral@knoow.net para que possamos verificar. Ajude-nos a melhorar.